MEMÓRIA

montagem/google
1
Cintia Thome · São Paulo, SP
8/7/2008 · 187 · 27
 


MEMÓRIA

Se eu tivesse a cabeça cheia de flores
Um pouco de terra úmida
Um rio que leva uma flor
Um mar de peixes e conchas
Eu poderia agradar mais o Poema
E ele saberia que sei o que é Amor
Mas faz tanto tempo
Que as pontas dos lápis estão no fim
Mas assim mesmo insisto
Em dizer que tenho uma linda cabeça
Deixando muita gente voar
Na minha falta de memória
Colocando três pontinhos...
Reticências que fazem navegar
Como se eu tivesse uma cabeça cheia de flores
E um barquinho sendo levado pelo mar...
E eu pudesse ainda sonhar...



Cíntia Thomé

.

Sobre a obra

Para a jornalista Juli Bauer, que gosta das minhas reticências...das bolinhas...dos três pontinhos...que dizem o que não sei escrever...pois significam o que o Poeta mais queria saber dizer: "eu te amo"...e vai levando...






.
Juli que está longe do Papá Adroaldo Bauer, da Vovó Marinalva e de todos nós...
Viva um show de bola, de bolinhas, de bolão, chute a cuia (balde) deles e bola prá frente...e uma cabeça cheia de flores e sonhe...

compartilhe



informações

Autoria
............Cíntia Thomé
Downloads
333 downloads

comentários feed

+ comentar
Luís Osete
 

Oi Cíntia,

simplesmente adorei as metáforas, como adoro as reticências... penso nelas sempre como um barquinho sendo levado pelas águas de um rio ou mar ou mesmo de um rio-mar (como o Velho Chico).

também vejo as reticências como a pausa que nos faz sonhar, viajar nas profundezas de nós mesmos sem pressa... aliás, este seu texto é ótimo para ler assim, como o prolongamento de um sonho...

abraços,

Luís Osete · Juazeiro, BA 6/7/2008 11:56
2 pessoas acharam útil · sua opinião: subir
Saramar
 

Poeta, as palavras e suas reticências são seu barco com que navega azul ou negra. vermelha ou amarela, em seus mares nunca iguais.
Navega até chegar à amiga distante, até entrar em nossas almas, com a iluminada sensibilidade dos seus versos que mostram: sim, você pode sonhar.

Linda memória de Juli, para Juli.

beijos

Saramar · Goiânia, GO 6/7/2008 15:19
2 pessoas acharam útil · sua opinião: subir
Cristiano Melo
 

Cintia,
Seu poema é carregado de flores-pontinhos. Muito gostos de ler, forma uma imagem na cabeça (esqueci qual...rs)
Ah, danada memória e lápis que acabam.
Parabéns e bons sonhos
beijo

Cristiano Melo · Brasília, DF 6/7/2008 18:02
2 pessoas acharam útil · sua opinião: subir
Compulsão Diária
 

Cintia, querida
lindo texto fluido com bolinhas trazendo ar...
Parabéns. volto em agosto. Sucesso e sorte. Até!
mille baci

Compulsão Diária · São Paulo, SP 6/7/2008 21:39
2 pessoas acharam útil · sua opinião: subir
Lioviola
 

"Navegar é preciso, viver não é"

ainda mais num mar de flores...
foi tudo que conseguí dizer...
grande abraço...

Lioviola · Carnaíba, PE 8/7/2008 08:55
2 pessoas acharam útil · sua opinião: subir
Cristiano Melo
 

Apesar da memória...Não esqueci de vir aqui votar em seu belo trabalho...rs
beijos

Cristiano Melo · Brasília, DF 8/7/2008 10:14
2 pessoas acharam útil · sua opinião: subir
celina vasques
 

Meus votos para seu belissimo trabalho querida Cintia!

Mas voce "pode" e deve sonhar!!! eu tenho um final de um soneto que diz assim;'o tempo passndo...eu continuo tocando(opiano) ms não consigo sonhar" mas estou errada! sempre é tempo de sonhar!!! os sonhos nos levam a lugares maravilhosos nunca antes navegados!

beijo no coração

celina vasques · Manaus, AM 8/7/2008 10:28
2 pessoas acharam útil · sua opinião: subir
Renato de Mattos Motta
 

na tua cabeça
as flores
chamam colibris
e borboletas que colorem o ar à tua volta
Ah!
...e também as abelhas
belas, zumbideiras
com o mel
que adoça
a existência!

BjÃo!

Se puder, dá uma olhada no meu poema que também está nesta mesma fila:
http://www.overmundo.com.br/banco/poeminha-dificil#c203644
Se gostar, comenta e vota. Se não gostar, ainda assim comenta.

Renato de Mattos Motta · Porto Alegre, RS 8/7/2008 10:51
2 pessoas acharam útil · sua opinião: subir
Ailuj
 

Excelente Cíntia,tambem sou fã desses pontinhos...Que não significa não saber escrever [bom,no meu caso não sei mesmo] e sim deixar algo em aberto sem epílogo final,,,não é mesmo?Rs
Beijos e voto

Ailuj · Niterói, RJ 8/7/2008 10:59
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
EdimoGinot
 

ora...
vamos sonhar...
isto, podemos!
Um abraço
Meu voto

EdimoGinot · Curitiba, PR 8/7/2008 11:00
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
clara arruda
 

Minha amiga nem tenho palavras.Hoje meu dia está apenas querendo existir.mas deixo meu carinho para as suas belas poesias.

clara arruda · Rio de Janeiro, RJ 8/7/2008 11:58
sua opinião: subir
W@nder
 

Querida Cíntia.
Saiba que até os teus três pontinhos são maravilhosos.
Beijos.

W@nder · Rio de Janeiro, RJ 8/7/2008 13:25
sua opinião: subir
Noelio Mello
 

Cintia.
Belo poema, como as revoadas encantadas das andorinhas da tua bela Campinas.
beijos
Noélio

Noelio Mello · Belém, PA 8/7/2008 18:01
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
victorvapf
 

Cintia, como sempre, belo poema, beijos

victorvapf · Belo Horizonte, MG 8/7/2008 18:56
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Compulsão Diária
 

beijo on the road

Compulsão Diária · São Paulo, SP 8/7/2008 19:04
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
j.alves
 


Reticências que fazem navegar
Como se eu tivesse uma cabeça cheia de flores
E um barquinho sendo levado pelo mar...
E eu pudesse ainda sonhar..
.
Maravilhoso minha querida, perfeito

j.alves · São Paulo, SP 8/7/2008 20:55
sua opinião: subir
Benny Franklin
 

Boa, Cintia!

Ler você poetando a nossa Juli, é sensacional e belo.

Poema de prima!

Bjs.

Benny Franklin · Belém, PA 8/7/2008 22:12
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Adroaldo Bauer
 

Choro de saudades
Quando a noite vai embora.

Porque já almoçam lá.
Porque vou dormir aqui.
porque lá é já amanhã.
E aqui um ontem frio
só aquecido ternamente
por tuas lembranças
pontilhadas de estrelas e flores, Cíntia.
Beijo, amigo.
Terno abraço.
Tenho certeza de que Juli vai gostar muito quando ler essa tua dedicada canção.

Adroaldo Bauer · Porto Alegre, RS 9/7/2008 00:37
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Sérgio Franck
 

Sereia, apartir de agora, as reticências ganham outro significado pra mim.

Sérgio Franck · Belo Horizonte, MG 9/7/2008 10:50
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
azuirfilho
 

Cintia Thome · São Paulo (SP)
MEMÓRIA

Muito bonito e importante.
A Memória náo lembra tudo para dizer mas.
diz tudo nos seus sonhos, mesmo que náo lembre pra dizer.
Perdoa a mem[oria da gente.
Abracáo Amigo
Parabéns e louvor

azuirfilho · Campinas, SP 10/7/2008 17:27
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
José Carlos Brandão
 

Atrasado, mas gostei. Gosto desse tipo de imagens.
Beijos.

José Carlos Brandão · Bauru, SP 11/7/2008 17:29
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Nydia Bonetti
 

Dizem tanto, as reticências... Que lindo isto Cíntia. Quando as pontas de lápis terminarem, escreveremos nas nuvens...
beijo

Nydia Bonetti · Piracaia, SP 11/7/2008 18:24
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
ILZE SOARES
 

Cintia, o que seria do poeta se não fossem as "reticências?" Através delas viajamos e encontramos muitas vezes a realidade e outras vezes o prazer...
Belo poema querida. Só hoje percebi que estás de férias, divirta-se e nos traga lindas fotos.

beijinhos

ILZE SOARES · Salvador, BA 12/7/2008 12:35
2 pessoas acharam útil · sua opinião: subir
MarcilioMedeiros
 

Cíntia,
O poema é muito singelo, lúdico e onírico.
Votos.
Bjs,

MarcilioMedeiros · Aracaju, SE 12/7/2008 23:20
sua opinião: subir
Rangel Castilho
 

Salve, Cintia!

Gostei do poema
feito alma clara
feito nuvem serena
que ja nos prepara
pra num barco velejar
em teu poema versejar
e ser feliz só por amar...

Abraço Pantaneiro.

Rangel Castilho · Anastácio, MS 15/7/2008 22:04
sua opinião: subir
Juliaura
 

Cíntia,
Agradecida mulherão dos deuses e deusas que muitas belezas qui tu mi fez e fez pra todos os do mundo navegar nas flores dos teus pontinhos sem reticências, que poeta bela, boa, linda d'alma como tu só pode fazer o bem pras pessoas.
Eu ainda estou Zoropeando, depois do cadeião que peguei no trampo em Beijing, vou gastar uns pilinhas aqui di a passeio.
Tô em Barcelona, vindo de Paris, de onde vou voltar, sei quando, até o fim do ano para o Rio e Porto Alegre.
Eu tô escolhendo um lepitópi que me deixem comprar sem muito custo de alfândega, mas por enquanto tô só di lanráusi, que custa pouco, mas não dá motivação, que é cheio de gurizada barulhosa.
Eu ti amu, tá mulher das letras lindas e linda mulher das letras.
Sou agradecida pra tu pelo resto da vida toda inteira e mais dez anos.
Beijin.

Juliaura · Porto Alegre, RS 28/8/2008 23:39
sua opinião: subir
Maris Stella
 

Também sou da turma das reticências... Belo texto!

Maris Stella · Vitória da Conquista, BA 9/11/2011 10:49
sua opinião: subir

Para comentar é preciso estar logado no site. Faça primeiro seu login ou registre-se no Overmundo, e adicione seus comentários em seguida.

imagens clique para ampliar

Cuia? Finas porcelanas, Dinastias... zoom
Cuia? Finas porcelanas, Dinastias...
Um barquinho e uma cabeça cheia de flores e problemas... zoom
Um barquinho e uma cabeça cheia de flores e problemas...
baixar
pdf, 2 Kb

veja também

filtro por estado

busca por tag

revista overmundo

Você conhece a Revista Overmundo? Baixe já no seu iPad ou em formato PDF -- é grátis!

+conheça agora

overmixter

feed

No Overmixter você encontra samples, vocais e remixes em licenças livres. Confira os mais votados, ou envie seu próprio remix!

+conheça o overmixter

 

Creative Commons

alguns direitos reservados