MISTÉRIO NO SOLAR

crédito da imagem: http://www.flickr.com/photos/f_day/150997822/
1
llamar al pan · Belo Horizonte, MG
15/6/2008 · 144 · 27
 

Essa é a história de uma operação que correu em segredo há muito tempo atrás aqui no Brasil. Foi quando eu servia como costureira no solar de dona Domitília de Castro e Canto Melo, a marquesa de Santos, amante preferida do imperador Dom Pedro I. Nessa época, descobri que além de lidar bem com agulhas e linhas eu era ótima investigadora. Também, com tantos ladrões e nem uma prisão! Mas o fato é que descobri o tal larápio. Primeiro, deixa eu me apresentar. Fui batizada como Etelvina. Desenvolvi, na época áurea da alta-costura francesa, o dom de saber o modelo adequado para cada pessoa, razão das famílias fidalgas requisitarem meus serviços.

Quando ocorreu o primeiro furto foi acionada a guarda real. A seção de inteligência para investigação sigilosa fez levantamentos superficiais no solar e logo desistiu, considerando o fato ocorrido sem nenhuma importância especial. No entanto, a polícia da corte não previa que os pequenos furtos fossem continuar. Um dia o sumiço de uma anágua sem elástico da marquesa, no outro as plumas francesas que haviam sido esquecidas sob a cama. Depois, um corte de veludo retalhado de um metro, avaliado em oito contos de réis. E, para completar, na semana seguinte, desaparecem no aposento da marquesa três sobretudos de Dom Pedro, capas importadas da Inglaterra.

O furto dos sobretudos, como uma bomba, foi motivo mais que suficiente para alarmar até mesmo o imperador. Os sete funcionários da coroa, a serviço da amante real, tiveram que desembolsar o valor do prejuízo, inclusive eu fui lesada.

Enquanto a infame e misteriosa presença continuava em seu esporte de surrupiar, nas horas vagas eu visitava lojas de moda e cabeleireiros. Procurava manter-me atualizada e gostava de observar com discrição a influência da moda francesa entre as damas e nobres cavalheiros.

Os dias se passaram e, sem comentar com ninguém, cheguei à seguinte dedução:

1. Os guardas da coroa não tinham acesso aos aposentos da marquesa, e, além disso, nenhum deles roubaria uma anágua sem elástico.
2. O larápio dos sobretudos devia ser da confiança de dona Domitilia.
3. Alguém capaz de vasculhar gavetas e roubar anáguas da amásia do imperador era, sem dúvida, muito ousado, com a exata mentalidade para roubar plumas francesas, um metro de veludo ou três sobretudos ingleses.
4. O larápio das plumas era o mesmo das outras coisas e realizava seus furtos nos aposentos do solar, abusando da boa fé da marquesa (podiam ser os serviçais da limpeza).

Resolvi fazer um teste. Entravam na sala de costura, além de mim, apenas os serviçais da limpeza para retirarem o pó. Deixei como que esquecido na mesa de costura um par de meias de seda. Passaram-se três dias e as meias continuavam na mesa. Quem fazia sumir as peças no quarto principal não era o pessoal da limpeza.

Outra bela surpresa! Do guarda-roupa da marquesa sumiram doze robes de chambre. Os funcionários do solar estavam atônitos. Foi chamada novamente a guarda imperial e todos os serviçais interrogados, sem resultados.


Diante de tudo o que ocorrera, em certa tarde, ao final das costuras, fui chamada à cozinha e revistada por uma senhora que trabalhava na guarda. Que acinte, provocação, picuinha, insulto, desfeita, afronta. Não conseguia achar a palavra exata para tanta desconsideração. Isto se tornara uma humilhação intolerável. Nesta tarde eu tive uma idéia diabólica. Fui até o jardim e colhi um cogumelo psilocibino, fungo alucinógeno que mantinha escondido entre flores silvestres. Cortei-o em pequenos pedaços e retornei ao meu quarto. Peguei um delicioso croassaint de chocolate que recebi de uma amiga da cozinha, sobra do chá da tarde da marquesa, e com o canivete fiz um furo, introduzi o cogumelo alucinógeno, embrulhei e guardei em minha bolsa de costura.

No dia seguinte, a patroa havia saído para um banquete. Antes de recolher as tesouras, num momento em que ninguém olhava, deixei o croassaint junto ao criado-mudo no dormitório da marquesa por cima de um vestido de seda vermelha, tipo de bordado sobre fios contados de ouro e prata. Usei um dos pratos do lindo e raro conjunto de peças em fina porcelana, outro presente do imperador à sua favorita.

Esta noite eu não conseguia dormir. Virava de um lado para o outro na cama. Não conseguia pensar em outra coisa senão na cena emergente. No comilão guloso que dificilmente resistiria. O engraçado é que eu parecia sentir a mesma loucura, o querer incontrolável, o persistente desejo que o gatuno teria diante da chance de se apossar do que é do outro. Vaidade, inveja, gula...pecados nunca andam sozinhos...Cansada de tanto pensar apaguei a luz. Não sei quanto tempo se passou, mas não dormi.

Quando retornei ao solar, logo à porta, disse-me o filho da cozinheira:
-Senhorita Etelvina, já sabe que acharam o larápio?
Com o susto, deixei cair uma das tesouras no chão.
- Sim?
- Era a governanta-chefe.
- A governanta-chefe?
- Os serviçais ouviram gargalhadas maníacas e encontraram-na rodopiando pelo sombrio corredor. Chorava e ria ao mesmo tempo, como louca. Gritava: ‘Amo o imperador. Amo o imperador’!”... O vestido bordado a ouro estava enroscado em baixo dos babados de seu uniforme.

O mistério foi enfim revelado. Na verdade, a governanta quando estava disposta a furtar da marquesa, entrava no aposento com o uniforme sem as anáguas e escondia as peças por baixo da saia. Naquela noite, além de tentar surrupiar o vestido, escondeu dentro de seu corpete um diadema incrustado de brilhante, que Dom Pedro havia oferecido de presente à marquesa. Comprovou-se que debaixo da saia rodada cabia folgadamente plumas, anáguas e até sobretudos enrolados.
Com a descoberta, a guarda do imperador não levou adiante as investigações para descobrir quem deixara o croassaint alucinógeno no quarto da marquesa.

Nesse dia, todos os serviçais sentiram-se aliviados, inclusive eu. Mas, uma nova onda de intrigantes furtos recomeçou no solar. Isso, já é outra história...

Sobre a obra

compartilhe



informações

Autoria
Por Georgiana de Sá
Downloads
561 downloads

comentários feed

+ comentar
Cristiano Melo
 

Excelente narrativa... Gostoso de ler e um mistério bem atraente. Parabéns
votos e bjo.

Cristiano Melo · Brasília, DF 15/6/2008 16:50
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
j.alves
 

Legal

j.alves · São Paulo, SP 15/6/2008 16:58
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Regina Luna
 

Ilamar,
realmente, seu texto prende a atenção. Muito bem escrito. Parabéns.
;)
Beijo.

Regina Luna · Fortaleza, CE 15/6/2008 17:13
sua opinião: subir
Dáblio Vasconcelos
 

Oi, llamar!

Brilhante texto, mulher!
Desses que a gente não consegue parar até que se chegue ao final.

Parabéns!
(à propósito, vc já experimentou chá de cogumelo?)

Beijos,

Dáblio Vasconcelos · São Paulo, SP 15/6/2008 17:13
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Andre Pessego
 

Muito bem tecido, muito bem linguajado, muito bem conduzido, começo meio e fim.
Gostei muito.
abraços
andre

Andre Pessego · São Paulo, SP 15/6/2008 17:59
sua opinião: subir
Andre Pessego
 

Não posso deixar de falar do retrato. Velho remoçado ou novo envelhecido, condizente.
andre

Andre Pessego · São Paulo, SP 15/6/2008 18:00
sua opinião: subir
Falcão S.R
 

llamar,
Obrigado pela visita e parabéns palo excelente trabalho. Bjs

Falcão S.R · Rio de Janeiro, RJ 15/6/2008 18:53
sua opinião: subir
Adriana Costa
 

Muito bom texto! Gostei demais!
Voltarei sempre!
Beijos @>--

Adriana Costa · Brasília, DF 15/6/2008 19:25
sua opinião: subir
Cherry Blossom
 

Ficaram muito bem construídos seus alinhavos de mistérios nesse conto. Sou fã de textos assim que me prendem na ânsia de querer saber logo o fim.
Parabéns, voto e beijo!

Cherry Blossom · Dracena, SP 15/6/2008 19:30
sua opinião: subir
Robert Portoquá
 

Muito bom este teu conto policial. Esperemos a segunda parte...
Parabéns.
Bjs.

Robert Portoquá · Adamantina, SP 15/6/2008 22:13
sua opinião: subir
Marcos França
 

Obrigado pela visita, palavras e leitura. Parabéns pelo trabalho. Acabei de mandar seu texto para o banco! Grande abraço!

Marcos França · João Pessoa, PB 15/6/2008 22:25
sua opinião: subir
victorvapf
 

Muito bom o seu texto , prendendo atencao do comeco ao fim, votado

victorvapf · Belo Horizonte, MG 15/6/2008 22:44
sua opinião: subir
pedrovieradelara
 

Muito legal e criativo esse texto!

pedrovieradelara · Belo Horizonte, MG 15/6/2008 23:13
sua opinião: subir
alcanu
 

Muito bom !
Um beijo !
Votado !

alcanu · São Paulo, SP 16/6/2008 00:41
sua opinião: subir
raphaelreys
 

Cheguei a pensar que fazias uma viagem astral de volta a encarnações passadas. Exelente trama. Núclep de um romance! Parabéns!

raphaelreys · Montes Claros, MG 16/6/2008 06:59
sua opinião: subir
huat verde
 

Um rico apanhado de idéias, muito envolvente e inteligente que nos remete a uma viagem ao mundo descrito. Parabéns!!!

huat verde · Belo Horizonte, MG 16/6/2008 09:42
sua opinião: subir
llamar al pan
 

Cristiano Melo, agradeço-lhe o comentário. Fico feliz que tenha gostado...

llamar al pan · Belo Horizonte, MG 16/6/2008 09:59
sua opinião: subir
llamar al pan
 

j.alves 'legal' ter achado 'Legal'. Fico feliz... bjs

llamar al pan · Belo Horizonte, MG 16/6/2008 10:02
sua opinião: subir
solphi
 

seu trabalho me lembra muito alguém q eu conheço rsrsrsrsrsrsrsr

solphi · Belo Horizonte, MG 16/6/2008 16:21
sua opinião: subir
llamar al pan
 

Obrigada a todos que deixaram comentários. Essa consideração muito nos incentiva a continuar no registro de pensamentos.. abraços sinceros...

llamar al pan · Belo Horizonte, MG 16/6/2008 23:17
sua opinião: subir
Sérgio Franck
 

Que texto bacana, Llamar. Muito legal mesmo.

Sérgio Franck · Belo Horizonte, MG 17/6/2008 15:35
sua opinião: subir
Bruxinhachellot
 

Uma narrativa surpreendente. Adoro mistérios. Votado.
Bjs.

Bruxinhachellot · Nova Iguaçu, RJ 19/6/2008 12:24
sua opinião: subir
Bárbara Araújo
 

Amei!
Desfecho inusitado e divertidíssimo!Bjo!

Bárbara Araújo · Belo Horizonte, MG 20/6/2008 20:14
sua opinião: subir
joe_brazuca
 

vc é realmente um talento !...roteiro de filme, este conto !...extraordinário...parabens..por favor , CONTINUE !!!
abs
Joe

joe_brazuca · São Paulo, SP 21/6/2008 15:28
sua opinião: subir
azuirfilho
 

llamar al pan · Belo Horizonte (MG)
MISTÉRIO NO SOLAR

Um Trabalho admirável em todos os aspectos.
Até no fato de nos cativar.

Parabéns e voto de mérito

azuirfilho · Campinas, SP 28/6/2008 20:56
sua opinião: subir
Airtton
 

mui bueno

Airtton · Pouso Alegre, MG 29/4/2009 17:17
sua opinião: subir
camuccelli
 

Valeu ter achando este texto por acaso.nem tudo é por acaso.Mande-me mais links,goostei.

camuccelli · Rio de Janeiro, RJ 5/2/2010 14:25
sua opinião: subir

Para comentar é preciso estar logado no site. Faça primeiro seu login ou registre-se no Overmundo, e adicione seus comentários em seguida.

baixar
pdf, 6 Kb

veja também

filtro por estado

busca por tag

revista overmundo

Você conhece a Revista Overmundo? Baixe já no seu iPad ou em formato PDF -- é grátis!

+conheça agora

overmixter

feed

No Overmixter você encontra samples, vocais e remixes em licenças livres. Confira os mais votados, ou envie seu próprio remix!

+conheça o overmixter

 

Creative Commons

alguns direitos reservados