Brasil.gov.br Petrobras Ministério da Cultura
 
 

Modelo de carta para amantes suicidas

Sergio Fonseca
1
Caio Carmacho · Parati, RJ
4/6/2007 · 72 · 4
 

sinto muito as horas
vivas

as palavras
pouco pensadas

pesadas,


inauditas


a ponte púrpura
sem saída
rompida

corte preciso,
escoltando o lado
escuro da pêra
ao fuzilamento,
ao discernimento:

alma não é corpo

alma não é sólida

alma não é viga


luto e rebato
o branco constante
que me sobe as têmporas

com o sangue esquálido
que minhas narinas
escorrem


grito em vão no silêncio
pra ver se no vazio
dos dormitórios

de agonia
ninguém morre

compartilhe



informações

Autoria
Caio Carmacho
Downloads
406 downloads

comentários feed

+ comentar
Tê Jardim
 

devo confessar que votei de cara, pela foto, antes mesmo de ler o texto.

e o texto valeu o voto!

Tê Jardim · Belém, PA 3/6/2007 22:14
sua opinião: subir
Caio Carmacho
 

valeu criôla!

obrigado pelo voto aí. Beijo grande e raios!

Caio Carmacho · Parati, RJ 4/6/2007 09:04
sua opinião: subir
FILIPE MAMEDE
 

Texto e ilustração se completam. A poesia é visceral e a imagem foi muito bem 'sacada'. Um abraço.

FILIPE MAMEDE · Natal, RN 4/6/2007 09:36
sua opinião: subir
Noelio Mello
 

Caio
Qualquer alarido que desperte uma manhã nunca será em vão.
Surpreendente. Goste
Noélio Mello

Noelio Mello · Belém, PA 4/6/2007 19:07
sua opinião: subir

Para comentar é preciso estar logado no site. Faça primeiro seu login ou registre-se no Overmundo, e adicione seus comentários em seguida.

baixar
doc, 24 Kb

veja também

filtro por estado

busca por tag

observatório

feed
Nova jornada para o Overmundo

O poema de Murilo Mendes que inspirou o batismo do Overmundo ecoa o "grito eletrônico" de um “cavaleiro do mundo”, que “anda, voa, está em... +leia

revista overmundo

Você conhece a Revista Overmundo? Baixe já no seu iPad ou em formato PDF -- é grátis!

+conheça agora

overmixter

feed

No Overmixter você encontra samples, vocais e remixes em licenças livres. Confira os mais votados, ou envie seu próprio remix!

+conheça o overmixter

 

Creative Commons

alguns direitos reservados