NÃO, NÃO!

1
Carnégie Bacelar · São Luís, MA
30/6/2011 · 1 · 1
 

Amostra do texto

Não deixo de sonhar tu dizendo: deixar este amor não!
Não, ser não, até que a morte não se pare!
Não, chorar não, não amar, não, não!

Sobre a obra

Apenas refletindo quanto à afirmação do não.

compartilhe



informaes

Autoria
Carnégie Bacelar
Downloads
201 downloads

comentrios feed

+ comentar
Carnégie Bacelar
 

NÃO, NÃO!

Não queria começar esta poesia com o não
Não sei como não dizer não, não
Não ter feito o que não podia deixar de fazer
Não chegar quando ficar não poderia

Não é com não que se tem o que não se quer perder
Não falar quando não poderia calar
Não parece impossível caminhar com o não
Não sei se não consigo não ser o pior não

Não, nem pensar em não te acalentar
Não imagino não amar apesar de um não
Não, correr a odiar, não, por tudo, não!

Não deixo de sonhar tu dizendo: deixar este amor não!
Não, ser não, até que a morte não se pare!
Não, chorar não, não amar, não, não!

Carnégie Bacelar
Maranhão Novo
São Luís/MA, 28.06.11; 19h12min

Carnégie Bacelar · São Luís, MA 30/6/2011 01:44
sua opinio: subir

Para comentar é preciso estar logado no site. Faa primeiro seu login ou registre-se no Overmundo, e adicione seus comentários em seguida.

baixar
doc, 22 Kb

veja também

filtro por estado

busca por tag

revista overmundo

Voc conhece a Revista Overmundo? Baixe j no seu iPad ou em formato PDF -- grtis!

+conhea agora

overmixter

feed

No Overmixter voc encontra samples, vocais e remixes em licenas livres. Confira os mais votados, ou envie seu prprio remix!

+conhea o overmixter

 

Creative Commons

alguns direitos reservados