NO JOGO DO TEMPO

Painel Coletivo / Autores Desconhecidos
Instale o Flash Player para ver o player.
1
LAILTON ARAÚJO · São Paulo, SP
20/11/2007 · 99 · 10
 



NO JOGO DO TEMPO

( Lailton Araújo / Dinho Nascimento )


Tempo, tempo, tempo, tempo de flor
Tempo, tempo, tempo, tempo de amor

Tempo, tempo, tempo, tempo de sol
Tempo, tempo, tempo, tempo maior

Tem tempo pra tudo, tempo de flor
Tempo de sol, tempo maior
Tempo de amor

Tem tempo maluco e tempo de frio
O tempo é confuso no ano dois mil
É o jogo do tempo

Tempo, tempo, tempo de lua
Tempo, tempo de fruta madura

Tempo, tempo, tempo, tempo de chuva
Tempo, tempo, tempo, tempo de música

Quando o tempo ensina a perna andar
A boca falar, o corpo amar
O tempo é pequeno

Quando o tempo apaga do mundo a criança
Do velho a lembrança, do povo a esperança
É tempo, sem tempo

Tempo, tempo, “Temporixá”
Tempo, tempo de boi-bumbá

Tempo, tempo, tempo, tempo de flor
Tempo, tempo, tempo, tempo de amor

Tempo, tempo, tempo é só meditar
Tempo, tempo, tempo é só respirar

Tempo, tempo, tempo, tempo
Tempo, tempo, tempo, tempo



LINKS:

http://palcomp3.cifraclub.terra.com.br/lailtonaraujo/
http://tramavirtual.uol.com.br/artista.jsp?id=75359

compartilhe



Embutir



informações

Autoria
Letra: LAILTON ARAÚJO
Música: LAILTON ARAÚJO / DINHO NASCIMENTO

Ficha técnica
Voz: LAILTON ARAÚJO
Gravação: LAILTON ARAÚJO
CD: TERRA E MAR
Edição: SICAM
Ano: 2003
Produção Executiva: MXT - PRODUÇÕES ARTÍSTICAS
Direção Artística: LAILTON ARAÚJO / LAÉRCIO DE JESUS

Downloads
459 downloads

comentários feed

+ comentar
Branca Pires
 

Lailton boa tarde!
Li como um poema. Criei a música pr meus ouvidos.
Mas vou ouvir a tua música. Estou agora impossibilitada, estou s/ som.
Muito bonita. O "Tempo" é um dos meus temas favoritos.
Grande abraço!

Branca Pires · Aracaju, SE 18/11/2007 14:17
sua opinião: subir
brigitte
 

Olá Lailton,
Por que não podemos parar o tempo? Somos escravos do tempo, do relógio que não marca, que tudo torna efêmero.
Belíssima letra e música.
Até mais e um abração.

brigitte · Goiânia, GO 18/11/2007 20:37
sua opinião: subir
Felipe Henrique
 

AMIGO LAILTON ARAÚJO, VIM../ MAIS VOLTO! PARA ESCUTAR A SUA MÚSICA, ATÉ MAIS/

Felipe Henrique · Mesquita, RJ 20/11/2007 11:20
sua opinião: subir
Felipe Henrique
 

*********************************************************************************************
_________________FUI O PRIMEIRO A VOTAR______________________
_________________________ABRAÇOS_____________________________
_________________________volto!________________________________
*********************************************************************************************

Felipe Henrique · Mesquita, RJ 20/11/2007 11:22
sua opinião: subir
Branca Pires
 

Meus votos Lilton
abrçs

Branca Pires · Aracaju, SE 20/11/2007 11:23
sua opinião: subir
azuirfilho
 

LAILTON ARAÚJO · São Paulo
Um trabalho pra marcar uma época.
Marcar um Tempo e uma Vida.
Votado com respeito pela Nobreza que encerra.
Parabéns e abração

azuirfilho · Campinas, SP 20/11/2007 16:26
sua opinião: subir
j.alves
 

Boa Lailton, abraço

j.alves · São Paulo, SP 20/11/2007 16:46
sua opinião: subir
Kais Ismail
 

KCT, Lailton!! Bom d+!! Vou incluí-la no meu repertório musical que me acompanha nas minhas caminhadas. Gostei mesmo, e ainda vou curtir muito!
Um forte abraço

Kais Ismail · Porto Alegre, RS 20/11/2007 16:58
sua opinião: subir
Lili_Beth*
 

Querido Lailton:

Tempo de rever o tempo
Só não pode deixar o tempo passar do tempo...
Tempo_Tempo_Tempo

Beijos_Meus*
*

Lili_Beth* · Rio de Janeiro, RJ 21/11/2007 12:55
sua opinião: subir
LAILTON ARAÚJO
 


RUMOS CULTURAIS... FALTAM BÚSSOLAS

( Lailton Araújo )


Os navegantes do “Oceano Atlântico” tentam descobrir o segredo das tempestades, calmarias, ondas, marés e águas navegáveis, neste lado continental. Talvez não conheçam a geografia destes mares. A nação da análise é Brasil ou Brazil?


Estando em qualquer porto seguro, as naus dos descendentes lusitanos, franceses, ingleses e holandeses, caminham na escrita em 2007. São textos, poemas, letras e rascunhos. As criações literárias são livres! Não podem ser vinculadas aos interesses comerciais dos anunciantes nacionais ou internacionais. Muito menos: multinacionais. Sem quaisquer dúvidas: esse pedaço de chão (cagado e cuspido) pode precisar de uma revolução meio “dente por dente (x) nota por nota (x) letra por letra”. Por aqui existem poetas, compositores, letristas, músicos, fotógrafos e outros aprendizes sérios. É a maioria! A outra parte - pode ou não - está usando o lema: "tenho que me arrumá, senão, perco meu barquinho!” Desculpem a sinceridade! O mar já não é de marinheiro de primeira viagem! Quem não lembra do refrão: “Marinheiro, marinheiro (Marinheiro só)... Quem te ensinou a nadar... Ou foi o tombo do navio... Ou foi o balanço do mar...” (Bi Ribeiro/João Barone).


Muitas obras culturais - da antiga “Terra de Santa Cruz” - são originais. Aquelas tão comuns, massificadas, com a assinatura da mediocridade - ajudam ou não - no nascimento natural de uma concepção artística duvidosa, não crítica, que não recebeu crítica, e que jamais receberá crítica. Quem navega em tal mar poderá se afogar na monotonia; sonolento; em mar calmo. A viagem literária - às vezes - é previsível ou imprevisível. Depende da condução do capitão e marujos da embarcação. Como escrever sem colocar palavras ovais e frases triangulares? Aqui é América do Sul. O Caribe fica lá em cima! Se existem léguas ou milhas marítimas é uma questão de história? Qual é a praia ou litoral? Eles são de fora... “Eu não sou daqui (Marinheiro só)... Eu não tenho amor (Marinheiro só)... Eu sou da Bahia (Marinheiro só)... De São Salvador (Marinheiro só)...” (Adaptação de Caetano Veloso).


Entende-se que o objetivo é a meta necessária. O subjetivo lembra a arte. Chocar um ovo pode ser arte? Depende da ave! Ave César! Ave de rapina! Ave-da-avenida! Ave Maria! Quebram-se as formas! Rompem-se os conceitos e preconceitos! Talvez, aconteçam mudanças! As formações culturais das elites brasileiras soam como afronta ao simples, verdadeiro e genuíno. Será que os povos do Brasil sabem o que é cultura? Monteiro Lobato e Amacio Mazzaropi fazem falta!


Onde estão os artistas independentes? Será que não se afogaram nos patrocínios estatais do país? As MTV's diárias concorrem com as linguagens das TV’s digitais abertas! E haja amor, chavões, carrões e algumas bundas com silicone! É cultura “cult”, curtida, malhada, de melodias fáceis, harmonias baratas e letras esculachadas. Os brasileiros e brasileiras sentem tesão por bumba! É normal! São formas de mídia, comunicação, música, literatura e sacanagem - sobrevivendo - no mercado do MP4! As gravadoras tornaram-se gravadores caseiros e que computam prejuízos. Os novos direitos autorais dos que criam, já não são garantidos. A internet mutilou a criação do autor? “É a vida, é bonita e é bonita...” (Gonzaguinha).

Abraços.

Lailton Araújo


LAILTON ARAÚJO · São Paulo, SP 30/11/2007 22:35
sua opinião: subir

Para comentar é preciso estar logado no site. Faça primeiro seu login ou registre-se no Overmundo, e adicione seus comentários em seguida.

baixar
mp3, 2.8 Mb

veja também

filtro por estado

busca por tag

revista overmundo

Você conhece a Revista Overmundo? Baixe já no seu iPad ou em formato PDF -- é grátis!

+conheça agora

overmixter

feed

No Overmixter você encontra samples, vocais e remixes em licenças livres. Confira os mais votados, ou envie seu próprio remix!

+conheça o overmixter

 

Creative Commons

alguns direitos reservados