Nota sobre lançamento do livro Solfejo de Eros

1
Anna Almeida · João Pessoa, PB
26/5/2013 · 0 · 0
 

Com muita satisfação, gostaria de divulgar ao pessoal que frequenta este blog, de João Pessoa à Campina Grande, que a poeta Anna Apolinário estará lançando seu livro de poemas "Solfejos de Eros" no dia 29 de outubro de 2010, no Sebo Cultural (Av. Tabajaras, 848 - Centro de João Pessoa), às 18 horas. Não é sempre que um(a) leitor(a) deste espaço virtual é alguém que está consolidando sua relação com o mundo das letras por meio de uma publicação. A noção que tenho é que Anna Apolinário constrói seus versos bebendo de excelentes fontes de inspiração que vão do francês Baudelaire, dos portugueses Fernando Pessoa e Florbela Espanca, ao paraibano Augusto dos Anjos e o paulista Àlvares de Azevedo. Claro, à essas grandes referências poéticas, soma-se a criatividade e as vivências ontológicas da poeta, expressadas de forma visceral e surreal, margeadas por uma leitura contemporânea que mescla o decantentismo romântico de fins do século XIX e começo do XX com uma escrita onírica e intimista, que me lembra os mestres da poesia e da literatura Beatnik, como Allan Ginsberg. Segue uma prévia, gentilmente cedida por Anna, do que pode ser encontrado pelos leitores nas páginas de sua obra:

Sinfonia Imaginária



Ela põe um beijo fálico

Nas minhas têmporas de outrora.

Traz qualquer coisa de vertigem

Na epiderme do descontentamento cardíaco

Vejo esse vagido na madrugada :

é um demônio verde a levantar meu vestido.



Emudeçamos todo desassossego

Com amores dadaístas

Encharcados de absinto

Pairamos sob o mundo inimigo,

em metamorfose de gozo e xamanismo.

Está escrito no livro primeiro do Uivo que iluminou Buda:

minha vênus profética vulvando em teu falo que confabula


O inventário do tempo

Foi comungar no Cabaré Místico

É teu verso?

Delira-mo

Sem paletó de poeta pixote

derrama teu inaudito vinho de menino lírico.

Azulei para um verde em dó maior

Encontre-me aquém do verbo



Os ciganos esconderam a Loucura

no porta-seios da Musa

O pingente de gelo da Poetisa

Incendeia o céu de querubins

Sob o dossel do Silêncio

vejo-o enfim átomo

Infindo unido ao balé de meu delta

Os olhos do Sonho solfejam o delírio:

uma sinfonia imaginária para o amante metafísico.

Anna Apolinário

Sobre a obra

Nota sobre lançamento do livro Solfejo de Eros por Joachin Azevedo, graduado em História pela UEPB, mestre em História pela UFCG,doutorando em História Cultural pela UFSC.

Texto publicado originalmente em:
http://semanticadostempos.blogspot.com.br/2010/10/lancamento-do-livro-solfejo-de-eros.html

compartilhe



informações

Autoria
Joachin Azevedo
Ficha técnica
poesia
Downloads
196 downloads

comentários feed

+ comentar

Para comentar é preciso estar logado no site. Faça primeiro seu login ou registre-se no Overmundo, e adicione seus comentários em seguida.

baixar
pdf, 4 Kb

veja também

filtro por estado

busca por tag

revista overmundo

Você conhece a Revista Overmundo? Baixe já no seu iPad ou em formato PDF -- é grátis!

+conheça agora

overmixter

feed

No Overmixter você encontra samples, vocais e remixes em licenças livres. Confira os mais votados, ou envie seu próprio remix!

+conheça o overmixter

 

Creative Commons

alguns direitos reservados