O Cavaleiro e a Musa

1
Cristiano Melo · Brasília, DF
16/9/2008 · 140 · 31
 

Pulcro Cavaleiro da armadura dourada
Musa encarnada descida do Olimpo,
Relva verde que aos dois arqueia.

Letras amalgamadas em diálogos sagrados
Mortal algum ousaria,
Desconfortar tal encantamento...

Nada mais sagrado na estória que o Amor,
Ainda mais entre seres de tal porte.
Que a vida se encarregou de sorte
A um Cavaleiro e a uma Deusa dispor.

Fadas sairiam dos quatro ventos,
Duendes flechas invisíveis arqueariam,
Humanos leais, barricadas construiriam.
Para velar o sono dos dois sedentos.

Flores brotarão,
Rios transbordarão,
Fios de seda tecerão,
A sagrada trilha tornada real.

Na nobreza da segurança do Cavaleiro,
Deita a suave mão inspiradora da Musa,
Na etérea aparição criativa
A lança de letras é empunhada.

Constroem-se castelos
De sonhos,
De fantasia,
E de realidades afetivas!

E, aos anjos, querubins e outros seres,
Resta o cântico louvado:
Sejam felizes!

Cristiano Melo, 14 de Setembro de 2008.

Sobre a obra

“Na Grécia arcaica, a separação entre o sagrado e o profano não fazia sentido. Uma consciência puramente humana apenas começaria a emergir, na Grécia clássica, por meio da filosofia e da escrita, dando origem à maneira especificamente ocidental de encarar o mundo e as coisas. O universo da poesia grega arcaica, porém, antecede o surgimento desta nova consciência. A poesia e a música estavam no âmbito das divindades, as Musas, patronas de toda a beleza e de toda a sabedoria, elegiam seres comuns como poetas, estes, independente de sua vontade, eram transformados em conhecedores privilegiados do sublime.” Krausz, L. S., As musas, 2007.

Inspirado nesta obra de Krausz, escrevi este poema, onde agrego propositalmente outros elementos, bem como tenho outros motivos de inspiração e dedicatória, no caso, o encantamento entre mortais que os torna sagrados.

compartilhe



informações

Autoria
Cristiano Oliveira de Melo
Downloads
278 downloads

comentários feed

+ comentar
Marcos Pontes
 

Não são dois seres comuns, provavelmente, os merecedores desse poema... Se são dois seres apaixonados já são dois seres especiais. Agradeço por eles, poeta, pela proteção das barricadas a esse amor inquebrável.
Grande abraço.

Marcos Pontes · Eunápolis, BA 14/9/2008 23:42
2 pessoas acharam útil · sua opinião: subir
Compulsão Diária
 

Cristiano, querido
Uma história de amor já é motivo de júbilo; ter um amigo poeta para abençoar este romance, então, é de se agradecer a Zeus. Os amantes têm razões infinitas para alegrarem-se com sua proteção.
mille baci

Compulsão Diária · São Paulo, SP 14/9/2008 23:57
2 pessoas acharam útil · sua opinião: subir
alcanu
 

Do jeito que as coisas vão, prum romance se consolidar hoje em dia, precisaremos de musas, cavaleiros e toda a ajuda dos deuses...
E uma boa torcida como a sua, também ajuda bastante !
Um abraço !

alcanu · São Paulo, SP 15/9/2008 01:54
2 pessoas acharam útil · sua opinião: subir
EdimoGinot
 

Constroem-se castelos
De sonhos,
De fantasia,
E de realidades afetivas!

Cristiano

Há sempre a construção de um sonho
E de um jeito ou de outro,
os sonhos são sempre abençoados.

um abraço

EdimoGinot · Curitiba, PR 15/9/2008 11:03
2 pessoas acharam útil · sua opinião: subir
Cristiano Melo
 

Grande Marcos,
para mim, seres em fase de encantamento/apaixonamento são seres sagrados, mas saem do comum, em princípio. E, como martelo nesta tecla o tempo todo, há de se ter uma revolução do afeto, para logo. Qualquer encontro inspirador como este, deveria ser bem guardado por todos!
obrigado
abraços

Cristiano Melo · Brasília, DF 15/9/2008 15:21
2 pessoas acharam útil · sua opinião: subir
Cristiano Melo
 

CD,
Agradeço sua leitura e comentário, na verdade a minha ousadia em querer "proteger" o "casal" no poema é algo que insisto, ha´de se prestar atenção de mais de perto quando se tem sentimento envolvido, tudo neste campo é sagrado.
obrigado
beijos

Cristiano Melo · Brasília, DF 15/9/2008 15:23
2 pessoas acharam útil · sua opinião: subir
Cristiano Melo
 

Caro Al,
é mesmo né? cada vez mais difícil, estamos cada vez mais numa de encontros e desencontros, mesmo com mais gente (população) no mundo!
A individulidade, que é assaz interessante, assume cores de indiferença e ninguém quer ceder...Como se pode haver amor assim? Fico grato que ache que eu ajude em alguma coisa, pois como daqui a pouco vou ser chamado de "o maluquinho da revolução pelo afeto" mesmo, que fique assim então: torço por todos os casais em qualquer fase, do encantamento ao amor incondicional!
Obrigado
abraços
PS: olha aqui deve estar abaixo de 10% de umidade, se tem uma coisa que não dá para comparar com Brasília é isto...argh!!!!

Cristiano Melo · Brasília, DF 15/9/2008 15:27
2 pessoas acharam útil · sua opinião: subir
Cristiano Melo
 

EG,
sonhar é super saudável, imagina um mundo sem sonhos? Nã!
Como na Grécia arcaica, onde ainda não se havia a escrita, os poetas recitavam ao seu público diretamente, considerados seres sublimes pelo vínculo às deusas (eram 9 musas). Um sonho, não?!
Obrigado
abraços

Cristiano Melo · Brasília, DF 15/9/2008 15:36
2 pessoas acharam útil · sua opinião: subir
Samuel Luciano Assunção
 

cristiano meu caro amigo...
belo poema meu caro...
abraços

Samuel Luciano Assunção · Angra dos Reis, RJ 15/9/2008 21:34
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Gustavo Adonias
 

Cristiano,

Belo poema. O mágico encontro entre o humano cavaleiro de armadura, símbolo da coragem e nobreza, e da musa divinal, vinda do plano transcendental. E a lenda se faz, no Amor sem fim dos dois. Toda a natureza e seus seres, fazem de tudo para a vivência desse amor, que une a sagrado ao profano. Todo o universo conspira a favor...

Parabéns ! Vo(l)tarei.

Abraços poéticos

Gustavo Adonias · Salvador, BA 15/9/2008 23:14
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Branca Pires
 

Parabéns cris, bela inspiração para este bonito poema!

Flores brotarão,
Rios transbordarão,
Fios de seda tecerão,
A sagrada trilha tornada real.

E a magia se trasforma em sonhos e relaidades possíveis e apssível aos homens de mesntes férteis, aos poetas!
Beijos

Branca Pires · Aracaju, SE 16/9/2008 16:10
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Doroni Hilgenberg
 

Cristiano,
belo poema
esse encantamento entre os mortais ainda existe
o problema é que ninguém mais abre mão de
privilégios e ragalias em favor do amor, ninguém
mais é romantico como antigamente, ai que
o sagrado deixa de ser sublime, e o
profano passa a vigorar.
um sonho que logo acaba.
sei lá, foi isso que seu poema
me lembrou.
bjsssssss

Doroni Hilgenberg · Manaus, AM 16/9/2008 16:19
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Coluna do Domingos
 

É o poder da criação poética como um inceso a perfumar sempre, a linguagem artistica que dar cor luz e brilho

Coluna do Domingos · Aurora, CE 16/9/2008 17:14
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Cristiano Melo
 

Samuel,
Agradeço a leitura e o comentário
abraços

Gustavo,
Isso mesmo, sagrado e profano, sublimes. O universo conspira a favor mesmo. Obrigado pela sensível leitura e comentário.
abraços

Branca,
a magia está ao nosso redor não é mesmo? Basta prestar atençaõ de perto. Obrigado pelo generoso comentário.
beijos

Dô,
O gostoso é perceber o que o poema leva a cada leitor interpretar á sua maneira. Concordo com você que hoje em dia, a individualidade imperfeita leva ao isolamento e não ao afeto. Aqui lembro de novo: há de se ter uma revolução do afeto efetivo....rs
Obrigado
beijos

Coluna,
Obrigado pela sua leitura e comentário e que o incenso traga aromas de alegria!
Abraço

Cristiano Melo · Brasília, DF 16/9/2008 18:28
sua opinião: subir
Angélica T. Almstadter
 

O amor por si só já não é para pobres mortais, e visto por esta ótica sua então, faz com que a gente suba até o Olimpo para espiar como se comportam dois deuses encantados, tal qual fez vc.
Vi lá no seu orkut e pensei que vc seria o cavaleiro. Beijokas

Angélica T. Almstadter · Campinas, SP 16/9/2008 18:48
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Cristiano Melo
 

Angélica,
obrigado pela leitura e comentário e devo dizer que não sou o cavaleiro deste poema aqui, mas posso vir a ser em outro poema....rs
beijos

Cristiano Melo · Brasília, DF 16/9/2008 18:53
sua opinião: subir
Saramar
 

Ah! Poeta, os amantes são sempre seres abençoados pelos deuses e por eles invejados.

Neste poema, toda a doçura e a força criadora dos apaixonados se revelam nos outros seres que os guardam, encantados.

Lindíssimo!

beijos

Saramar · Goiânia, GO 16/9/2008 19:14
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Cristiano Melo
 

Saramar,
que bom que você gostou.
Obrigado pela leitura e comentário
beijos

Cristiano Melo · Brasília, DF 16/9/2008 22:06
sua opinião: subir
Ailuj
 

Abrindo a votaçao
Beijos e xeros

Ailuj · Niterói, RJ 16/9/2008 22:19
sua opinião: subir
Wellington Coelho
 

Cristiano,
Sua psique se uniu a Eros e: eis seu belo poema.
Abraços e votos

Wellington Coelho · Belo Horizonte, MG 16/9/2008 22:32
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Doroni Hilgenberg
 

voltando
bjssss

Doroni Hilgenberg · Manaus, AM 16/9/2008 22:41
sua opinião: subir
zilka jacques
 

Divino e apaixonante teu poema!
Votos e beijos

zilka jacques · Porto Alegre, RS 16/9/2008 22:45
sua opinião: subir
EdimoGinot
 

EdimoGinot · Curitiba, PR 16/9/2008 22:53
sua opinião: subir
Gustavo Adonias
 

Cristiano,

Vo(l)tando !

Abraços poéticos

Gustavo Adonias · Salvador, BA 16/9/2008 23:17
sua opinião: subir
Compulsão Diária
 

Compulsão Diária · São Paulo, SP 16/9/2008 23:29
sua opinião: subir
Langinha
 

Criatiano: gostei muito de sua poesia. convido vc a visitar m/ recente trabalho em edição do Overmundo. Apareça....Abraços. Langinha

Langinha · São Paulo, SP 16/9/2008 23:34
sua opinião: subir
Samuel Luciano Assunção
 

Samuel Luciano Assunção · Angra dos Reis, RJ 17/9/2008 01:35
sua opinião: subir
Rose Rocha
 

Belo! Que o amor transborde sempre e continue inundando os corações.

Abraço

Rose Rocha · Jundiaí, SP 17/9/2008 14:51
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Max Reinert
 

Pois... e eu sempre sigo acreditando no amor.. no encontro.. no divino e no belo!
Sempre!!!!

Max Reinert · Florianópolis, SC 17/9/2008 20:49
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Raiblue
 

O profano e o sagrado num encontro marcado em algum lugar...em algum plano astral ou real, não importa, tudo há d econspirar,se tiver de ser...
O amor sempre há de brotar...mesmo em grandes sertões...em alguma vereda ele surgirá...

Lindo poema,Cris!!
Parabéns,querido!

Um beijinho azul
Blue

Raiblue · Salvador, BA 17/9/2008 22:20
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Branca Pires
 

De volta aos votos.
Beijão Cris!

Branca Pires · Aracaju, SE 20/9/2008 07:19
sua opinião: subir

Para comentar é preciso estar logado no site. Faça primeiro seu login ou registre-se no Overmundo, e adicione seus comentários em seguida.

baixar
pdf, 2 Kb

veja também

filtro por estado

busca por tag

revista overmundo

Você conhece a Revista Overmundo? Baixe já no seu iPad ou em formato PDF -- é grátis!

+conheça agora

overmixter

feed

No Overmixter você encontra samples, vocais e remixes em licenças livres. Confira os mais votados, ou envie seu próprio remix!

+conheça o overmixter

 

Creative Commons

alguns direitos reservados