O drone dos cômodos da alma

1
Raiblue · Salvador, BA
7/7/2009 · 43 · 37
 

Não diga, “eu encontrei a verdade”, mas antes, “eu encontrei uma verdade”. Não diga “eu encontrei o caminho da alma”. Antes diga, “eu encontrei a alma caminhando o meu caminho”. Para a alma caminhar em todos os caminhos. A alma não caminha em uma linha, nem cresce como um junco. A alma não abre-se, como uma lótus de inúmeras pétalas.

(Khalil Gibran, O Profeta, 1923)



Eu quero os contornos da noite, quando as sombras são silhuetas de coisas que existem, mas não se definem, porque defini-las seria reduzi-las a uma imagem. Seria como querer definir Deus. Ele não é um conceito nem cabe num retrato. É a idéia sobre a coisa que a faz existir, e uma idéia está sempre singrando. Logo, existir ou não existir? Eis a equação cuja solução não pertence ao conjunto real...

A noite é ampla, não cabe numa moldura. É fechadura por onde se espia as possibilidades, mas nunca se abre as portas totalmente, a fim de ampliar os caminhos. As verdades habitam as penumbras. A sombra é sempre um desafio, um labirinto que nos salva da realidade estática. Não, não quero a definição que estagna o meu pensar. A idéia é livre. Entender seria trancar-me numa casa e esquecer dos entornos.
Os contornos, que definem o espaço, também são muralhas que impedem de ver o horizonte se derramar no mar ou o mar engoli-lo, depende de quem olha. Só podemos escolher as paisagens, quando não possuimos grades no olhar: Open Your Mind e a sua alma lhe alcançará!

Entender aprisiona, enquanto a dúvida é um exercício de liberdade. Viver é vasto, é sempre uma idéia em movimento; eu sou múltiplo, o tudo sempre está no verso das coisas, sempre no avesso indecifrável. Prefiro a desordem das palavras dissolvida na minha, entrecortando a escuridão, amplificando o silêncio grávido de coisas por dizer, que se misturam ao barulho do refrigerador e ao tic-tac do relógio inútil, visto que o tempo, em mim, acelera e desacelera involuntariamente.

Nunca me encontro onde estou. Sou assimétrico e sem métrica, poesia instintiva que devora o cotidiano. Tenho um olho diferente do outro, e vejo tudo ao mesmo tempo. Um olho grita e goza, explicitamente, no implícito do que vê; o outro, silencia e pondera, implicitamente, no explícito invisível.

Não quero no pulso a inutilidade do tempo que gira ao redor de si próprio à sombra de um tic-tac frenético. Inúteis, volto a dizer, inúteis. Nunca concebi um tempo que vivesse em função de si, escorrendo num pulso que não o do meu coração. Nunca concebi um tempo que não o eterno, infindo, um tempo onde caiba o meu silêncio.

Meus lábios guardam a brasa viva que purifica os dados de minhas palavras, que nunca sei se jogadas à sorte ou se ensaiadas em algum outro tabuleiro da memória, ainda que eu prefira o verso infindo do silêncio - esse drum cadenciado de minha canção noturna - que em uma retina dorme, e em outra grita.

A noite em néon cai sobre minha cabeça alucinada pelas ondas sonoras desse diálogo impossível entre os meus olhos. Quanto mais vejo, mais tenho certeza da dúvida.Quanto mais busco auto-conhecimento, mais me estrangeirizo, porque pensar é transgredir qualquer limite, é um eterno estranhamento.
Rasguei as ideologias iluministas para acreditar em minhas verdades relativas escavadas nas sombras, pois não queria apenas reproduzir o que os outros viam.
Sinto-me saudavelmente divergente, servo e senhor de mim, com o destino fazendo piruetas!

Como encontrar unidade na pluralidade dos caminhos? Como ser um, se em cada olho habita um outro tão contrário? Como me perder nas bifurcações da noite, se a verossimilhança me une a ela? Como um morcego, sobrevôo cegamente o paraíso da dúvida, esse escuro aceso que não me deixa ser alienado a uma única prepotente verdade. Bebo cálices de incertezas, brindando a liberdade do pensamento e repudiando as ideologias mortas que tentam impedir a revolução.

A minha arma é a minha asa, alma a caminho de casa,no infinito azul...

O drum do silêncio continua a ecoar, e as dúvidas a dar uma volta completa dentro das retinas; partem e retornam ao mesmo ponto, mas nunca da mesma forma, já são outras, inesgotáveis, soprando o balão dos sonhos no céu das divagações...

No globo ocular, psicodélicas viagens à procura de Deus, a única indefinível certeza, que a tudo define, e é, em sua existência, o mais profundo dos mistérios e, por vezes, parte do meio da dúvida.

Sempre preferi as perguntas às respostas, afinal são as perguntas que nos impulsionam a um novo salto, na maioria das vezes, experimentado à luz do escuro. As dúvidas são como a noite: um fenômeno diáfano. Mas, a certa altura, os impulsos não são mais que giros ao redor de mim. Mais da metade das dúvidas humanas é assim, de saltos seguidos, traçando um ângulo de 360°. Mas que bom que há gente que não se guia só pelos olhos, mas pela força dos demais sentidos, e exercita bem os saltos no coração da penumbra. Esforço-me para ser um destes, daí minhas olheiras, resultado de mergulhos no inexplicável, porém profundamente sentido.

O diálogo de meus olhos, em certas horas, é quase vesgo e, então, não sei se prefiro suas controvérsias ou o discurso movente da mudez de meus lábios. As palavras sempre me antecedem, mas o estrondo do inaudível está ainda um passo à frente e ressoa nos cômodos de minha alma, como um drone. O silêncio é um tornado surgido do bater de asas de uma mariposa, que se esforça sob o túmulo estrelado.

E é nesse lugar, onde a metamorfose busca o impossível, que o pó daquilo que foi passa a ser o início de um novo mistério, pois quem poderá afirmar como terminará o infinito?

Cai uma estrela da minha lápide azul em meus olhos vesgos, fechando-os como se fosse as mãos de Deus, e, finalmente, enxergo o universo nu, do subsolo de minha secreta alma.

E a borboleta continua a desvendar janelas no fundo rio que atravessa o eterno...


(RaiBlue&Jéfte Sinistro)


Em 07 de julho de 2009

Sobre a obra

E que a fria luz da razão
Não cale o azul da aura que me vestes
Dá-me leveza nas mãos
Faze de mim um nobre domador
Laçando acordes e versos
"(...)Dispersos no tempo
Pro templo do amor
Que se eu tiver que ficar nu
Hei de envolver-me em pura poesia
E dela farei minha casa, minha asa
Loucura de cada dia
Dá-me o silêncio da noite
Pra ouvir o sapo namorando a lua
Dá-me direito ao açoite
Ao ócio, ao cio
À vadiagem pela rua
Deixa-me perder a hora
Pra ter tempo de encontrar a rima(...)

(Alma Nua / Vander Lee)


E mais uma vez tentando despir a alma nos encontramos...
No meio-fio da palavra, o nosso coração...

Obrigada, Jéfte, meu querido, por mais um momento de insana lucidez!

A todos o nosso eterno carinho e gratidão,
Beijos
BlueSinistro

compartilhe



informações

Autoria
RaiBlue&Jéfte Sinistro
(BlueSinistro)
Ficha técnica
Prosa poética: O drone dos cômodos da alma
Imagem:Flickr.
Downloads
256 downloads

comentários feed

+ comentar
GORETTI GUERREIRA
 

Estupendo!
Míastico e de uma tamanha combinação da loucura com a razão.
Filosofia sem medida.
]Que coração inspirado! Parabéns.

GORETTI GUERREIRA · Franca, SP 7/7/2009 23:34
sua opinião: subir
azuirfilho
 

Raiblue · Salvador (BA)
O drone dos cômodos da alma

Você Poeta no meio desta magia toda, soma a santidade com os dons de uma Fada Madrinha.
Com o poder infinito das suas Poesias voce transita pela alma da gente, tirando a gente do breu e dando luz e esperança.

...E que a fria luz da razão
Não cale o azul da aura que me vestes
Dá-me leveza nas mãos
Faze de mim um nobre domador...


Muito belo, muito bom, muito especial.
Parabéns.
Abração Amigo

azuirfilho · Campinas, SP 7/7/2009 23:54
sua opinião: subir
ayruman
 

Simplesmente DIVINO. Ofereço meu silêncio como reverência!
Abraços e Paz na Terra. jbconrado.

ayruman · Cuiabá, MT 8/7/2009 00:01
sua opinião: subir
Dorita
 

"Entender aprisiona, enquanto a dúvida é um exercício de liberdade. Viver é vasto, é sempre uma idéia em movimento; eu sou múltiplo, o tudo sempre está no verso das coisas, sempre no avesso indecifrável.''

E sou livre para entender que minha única certeza é que estou presa nesta teia da vida, que transcende no infinito real, do (re)viver após tudo. É a morte ou o norte? Sei lá... Só quero entender que sou livre pra escolher viver.

Beijos poeta,
Azul como a terra vista de olhos vesgos.

Dorita · São Paulo, SP 8/7/2009 00:17
sua opinião: subir
Cláudia Campello
 

É mais que "poesia instintiva que devora o cotidiano"
é um composto de ser e estar em sintonia com O Absoluto e nos
inefaveis labirintos da alma!

adorei.....pra variar né? rs

bjs♥;;

Cláudia Campello · Várzea Grande, MT 8/7/2009 00:33
sua opinião: subir
alcanu
 

Mais do que navegar, nunca foi tão necessário singrarmos, Raiblue...
Quanto a abrir nossas mentes, nossos horizontes, nossas fronteiras, não há mais espaço para separarmos as coisas, temos de aprender a partilhar e vivermos juntos e unir as forças e as diferenças !
não são apenas palavras bonitas e que partem de um poeta...
o poeta daqui a pouco estará morto e o mundo continua a singrar !
uM BEIJO !

alcanu · São Paulo, SP 8/7/2009 04:53
sua opinião: subir
Cezar Ubaldo
 

Bom-dia,Rayblue.Nada é mais sábia do que a loucura,nada é mais feliz.Quando nos despimos,quando nos despoliciamos,quando nos buscamos na fonte do âmago que nos alimenta a alma,tudo se completa.
Sinto falta apenas,de conhecê-la pessoalmente.E moramos tão próximos.Mas,c'est la vie.E,voce,amada,é mais do que fantástica,metafísica...dialética...e,eu,em ti...buscando,aprendendo,colhendo frutos da tua raiz de luz.Beijos e mais...

Cezar Ubaldo · Feira de Santana, BA 8/7/2009 08:05
sua opinião: subir
O NOVO POETA.(W.Marques).
 

seu texto é muito bom mesmo, parabéns.
votado.

O NOVO POETA.(W.Marques). · Franca, SP 8/7/2009 10:12
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Ivan Cezar
 

Um texto que induz movimento
Vida !
Muito belo !
Parabéns !

Ivan Cezar · São Sepé, RS 8/7/2009 10:26
sua opinião: subir
erhi Araújo
 


Poeta
“eu encontrei a alma caminhando o meu caminho”
Parabéns

Beijos

erhi Araújo · Feira de Santana, BA 8/7/2009 10:33
sua opinião: subir
raphaelreys
 

Esse rio que atravessa o Eterno seria o Letes?

raphaelreys · Montes Claros, MG 8/7/2009 10:53
sua opinião: subir
Rudny M. C. dos Anjos
 

Que linda, essa viagem! Psicodélica, criativa, profunda, viva!

Há muitas idéias neste texto... parece um abrir de mente. Imagino assim: as mãos desse texto abrem um pote estranho, opaco, que não mostra seu conteúdo. Aí os dedos se firmam na tampa, fazem um giro de 360° e... Open your mind! - sai a música e fluem as idéias em uma corrente itinerante, variável e pulsante...

Muito bom!

Rudny M. C. dos Anjos · Cuiabá, MT 8/7/2009 11:13
sua opinião: subir
Samuel Luciano Assunção
 

"A minha arma é a minha asa, alma a caminho de casa,no infinito azul..."

beleza de texto...dupla...
duplo parabéns.

beijos azuis rai.

Samuel Luciano Assunção · Angra dos Reis, RJ 8/7/2009 11:37
sua opinião: subir
Aldy Carvalho
 

Quando eu duvido, como é bom saber que podemos duvidar livremente, busco o entendimento, que liberta, mas ainda não é tudo, porque o absoluto nós já o internalizamos, está mais além.
Viagens, pensamentos,textos, palavras. Paradoxal, o ser. Nós, a imcompletude do ser.
Votado
Bjinho

Aldy Carvalho · São Paulo, SP 8/7/2009 11:48
sua opinião: subir
Juscelino Mendes
 

Excelente! Cartesiano e poético... bjs.

Juscelino Mendes · Campinas, SP 8/7/2009 12:34
sua opinião: subir
Gustavo Adonias
 

Babyblue e Jéfte,

Mais uma lindíssima obra em parceria tão fértil. Vocês conseguem adentrar o escuro da alma humana, e lançar fagulhas que servem de tochas para iluminar a humana busca. Adentram os inúmeros cômodos da alma e desarmam as certezas, armadilhas perigosas. Só a dúvida nos liberta...Só o que é sombra, o que é indefinível, o que é noite de incertas vias é o que nos faz voar verdadeiramente. Entender é se prender em altíssimas muralhas... O voo se dá cego, no céu do incerto da alma e do coração alado. Tudo está em nós, até Deus... Basta abrirmos a cabeça, e a alma também será alcançada... E alcançando a alma, nos desacorrentaremos do ponteiro do tempo, que nos perfura como uma flecha finita... O tempo é eterno, nos confins de nossas almas livres... As velhas ideologias que aprisionam a mente e a alma devem ser abolidas. A verdadeira revolução deve ser diária, à partir do sumo da alma... A liberdade deve guiar o pensamento, zumbindo como um drone sem fim. A nossa arma deve ser a incerteza alada, alma que faz morada no incerto cosmo infinito... O silêncio mais profundo deve ser o nosso mais estrondoso grito, um grito para dentro, para acordar e libertar a alma, para abrir as portas da percepção em 360 graus, para dar-nos coragem para novos saltos na penumbra, em direção à luz de asas que há no fundo do nosso rio profundo, em que cabem todas as nossas eternidades...

Parabéns pelo mergulho n´alma !

Bjs e abraços poéticos

Gustavo Adonias · Salvador, BA 8/7/2009 13:14
sua opinião: subir
caipiraroll
 

Parabéns.

caipiraroll · Piracicaba, SP 8/7/2009 16:02
sua opinião: subir
marilia carboni
 

Maravilhoso!!! Votado...beijos !!!!

marilia carboni · Londrina, PR 8/7/2009 17:15
sua opinião: subir
Vasqs
 

Como ser um, se em cada olho habita um outro tão contrário?Ótimo, Raibleu, derrama tudo.
Vasqs

Vasqs · São Paulo, SP 8/7/2009 19:35
sua opinião: subir
Marcelo ShytaraLira
 

"existir ou não existir? Eis a equação cuja solução não pertence ao conjunto real..."

Querida Filosofa Baiana RedRaiblue...
Belíssimo texto, mas discordo da frase acima.
Pertence sim ao conjunto real e já está mais do que na hora Dele abrir os arquivos para nós. Ou então Ele terá um conjunto de meteoridos a flutuar no vácuo.

bjs

Marcelo ShytaraLira · São Paulo, SP 8/7/2009 19:37
sua opinião: subir
kfarias
 

O silêncio vale mais que mil palavras.
Amei Criadora e criatura.

kfarias · Águas de Lindóia, SP 8/7/2009 22:41
sua opinião: subir
Cintia Thome
 

QUEMDIRÁ COMO TERMINARÁ O INFINITO?
INFINITO DO AMOR JAMAIS....

BELISSIMO TEXTO, INTROSPECTIVO SEMPRE, CHEIO DE RAZÕES E PORQUÊS...

RAIN ADORO LER TEUS TEXTOS DE MAGIA E BOM GOSTO
E DE TERNURA BUSCANDO QUAL SERÁ O SABOR DAS ALMAS E DOS SERES...


BJUS.

Cintia Thome · São Paulo, SP 9/7/2009 10:45
sua opinião: subir
RUI LÔBO
 

Magic Blue: Poucas coisam conseguem me fazer viajar sem sair do lugar, e a sua poesia, com perfume e gosto de reflexão transcendental conseguiu magnificamente! Todo o texto tem polpa e essência de palavra lambuzada de beleza. Sou incompetente para comentar tal obra. Sem palavras... Axé!

RUI LÔBO · Brumado, BA 9/7/2009 12:18
sua opinião: subir
MaluFreitas
 

Uma viagem a filosofia humana.
Uma viagem ao próprio Ego. bjs

MaluFreitas · Salvador, BA 9/7/2009 20:46
sua opinião: subir
Mirtes Carvalho
 

Raibluzinha querida, L I N D I S S I M O !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
Gata linda, adorei vou ler muitas e muitas vezes pois vale!
Parabens amiga, a luz no fim do túnel iluminou todo o horizonte.
Bjs no seu coração. Mirtes Carvalho

Mirtes Carvalho · Rio de Janeiro, RJ 9/7/2009 22:10
sua opinião: subir
Pessoa de Melo
 

Ave Maria!
A cada retomada de vocês eu me transgrido um pouco mais...
Me reco_meço... percebo minha insensibilidade diante de coisas que estavam bem na minha frente...
Os nossos olhos teimam em nos trair...
Sou traído o tempo todo por eles... tentando passar-me a idéia de que tudo está no lugar que realmente deve...
Mentira!

Não quero e não posso crer em tal artemanha... as nossas verdades são nossas ou são de outros?
Somos algo emprestado...

Raiblue & Jéfte...

Vocês são fora de série!
Não quero aqui limitar o talento de vocês aos meus elogios...
Seria uma decadente forma de dizer o quanto os admiro...
Prefiro entregar-lhes a única coisa que ainda mantenho pura em meio a toda essa cegueira que nos acompanha...

Recebam aonde estiverem minha mais pura e sincera amizade!
Que a poesia ainda possa entregar-nos outros achados Bluesinistros como esses!

Fã!

Pessoa de Melo · Olinda, PE 10/7/2009 00:14
sua opinião: subir
Jéfte Sinistro
 

Eu que devo-te agradecimentos, meu bem, pela honra de tê-la junto a mim, como guia em outras galáxias, nessas andanças pelo universo infinito do eu, nós...
Teus pés sempre trazem brilho e cor singulares às trilhas da alma. e tua alma sempre perfuma todos os cômodos da existência! É sempre um imenso prazer estar contigo na intensidade das idéias...! Mil beijos, minha querida!

Muito obrigado a todos os amigos pela leitura precisa e refinada...

Pessoa de Melo, meu caro, a ti, em especial, meus agradecimentos e um grande abraço! Sabes que também soou teu fã... Saudades imensas da "Tríade Insana"!

Jéfte Sinistro · Cabo de Santo Agostinho, PE 10/7/2009 02:30
sua opinião: subir
Raiblue
 

Querido Jéfte, caminhemos, pois, pelos espaços mais longínquos e profundos da alma...descobrindo novos planetas , nesse universo inesgotável que somos nós, mente e espírito em conexão, em íntima
sintonia. És ímpar,meu caro!!(Meu lado Sinistro falando...hehe)
mil beijos e eterna gratidão pelas viagens en_cantadas e por estar tão presente em minha vida, meu bem!!!

Pessoa,meu lindo,muito obrigada pelo comentário tão sincero, tão cheio de alma!!!Aprendo muito contigo ,também, meu querido!
És infinitamente querido por mim,,viu?
Obrigada por sempre estar presente aqui,com tuas emoções impressões tão profundas! A ti minha eterna admiração e amizade!
cheiros de alfazema,meu lindo....

Meus caros overamigos,fiquei aqui lendo cada comentário e me encantei com a emoção sincera de cada um. É isso que me move a escrever cada vez mais e mais, são vocês , meus queridos o meu estímulo diário.

Muito obrigada,de todo coração....

um beijo azul a cada um...com muito carinho...
Blue

Raiblue · Salvador, BA 10/7/2009 10:22
sua opinião: subir
Aline Hermann Berber
 

Maravilhoso e inspirador seus pensamentos!!
"Viver é vasto, é sempre uma idéia em movimento; eu sou múltiplo, o tudo sempre está no verso das coisas, sempre no avesso indecifrável."

Perfeito!!
Abraços

Aline Hermann Berber · São Paulo, SP 10/7/2009 19:33
sua opinião: subir
camuccelli
 

Já surpeendido,me surpeendo ainda mais quando leio os versos seus.

camuccelli · Rio de Janeiro, RJ 10/7/2009 19:33
sua opinião: subir
joe_brazuca
 

um beijo e um abraço, respectivamente...

joe_brazuca · São Paulo, SP 11/7/2009 08:33
sua opinião: subir
Carlos Venttura
 

O belo reflexo do seu ser!

Você mistica e maravilhosa.

Parabéns!


Um beijo.
Que a luz esteja com você.

Carlos Venttura · Suíça , WW 11/7/2009 13:08
sua opinião: subir
Zeca Avelar
 

Booommm Diaaa menin_Azul...
Booommm Diaaa menino Sinistro!


Navegando pelos labirintos das almas através de seus Veiculos Não Tripulados, desta vez vocês atingiram os limites do ilimitado, onde terminam e iniciam cada um dos infinitos...

E nós, do outro lado dos Monitores acoplados com os chips das almas, acompanhamos essa viagem ao interior de si mesmos, navegando pelas corredeiras dos leitos dos rios dessas almas que transcendem das calmarias aos turbilhões onde residem as Perguntas, esperando as respostas...

Fantástica essa viagem... Fantástica essa Dupla Sinistro_Azul!

ZKrinhoZamenT
ZecaFeliz - gaDs!

Zeca Avelar · Florianópolis, SC 11/7/2009 18:58
sua opinião: subir
menina_flor
 

Queridos amigos Blue e Jefte - quando voces se juntam em linhas quem ganha somos nós - que mergulhamos com voces nessa viagem pelas sombras da noite - não. Defini-las eh tirar o encanto. Eh cortar um pedaço do sonho. Que a imaginação possa fluir . As respostas são um ponto final e eu prefiro a virgula...

Parabens meus amigos,

Bjos
Patty

menina_flor · Rio de Janeiro, RJ 11/7/2009 23:28
sua opinião: subir
Greta Marcon
 

Se o baião é bom sozinho, que dirá baião de dois...
Parabéns para a dupla... isso é que é saber falar sobre a complexidade
da alma...
Votado
Beijos

Greta Marcon · Ponte Nova, MG 13/7/2009 02:28
sua opinião: subir
Pedro Rivero
 

Gostei Rai. Parabens. Beijos

Pedro Rivero · Bélgica , WW 21/7/2009 13:57
sua opinião: subir
Falcão S.R
 

Rai,

Muito bom, minha talentosa e querida amiga!

Bjs

Falcão S.R · Rio de Janeiro, RJ 22/7/2009 02:45
sua opinião: subir

Para comentar é preciso estar logado no site. Faça primeiro seu login ou registre-se no Overmundo, e adicione seus comentários em seguida.

filtro por estado

busca por tag

revista overmundo

Você conhece a Revista Overmundo? Baixe já no seu iPad ou em formato PDF -- é grátis!

+conheça agora

overmixter

feed

No Overmixter você encontra samples, vocais e remixes em licenças livres. Confira os mais votados, ou envie seu próprio remix!

+conheça o overmixter

 

Creative Commons

alguns direitos reservados