O Homem da Lua - conto

1
arlindo fernandez · Campo Grande, MS
8/11/2006 · 111 · 15
 

O homem da Lua

Depois de ter me incorporado como um elétron da tridimensionalidade, passei a perpetuar as tardinhas que desmanchavam cores quentes no horizonte. Sentado ali, na beira daquele lago, fazendo desenhos na água, eu compreendia tudo. As nuances que derretiam no espaço eram asas de borboletas que recortavam o ar. Eu envelhecia feito erva cidreira e as tardes eram o prólogo do que viria.
Então, coloquei meu traje azul de mangas leves, porque o que chegou foi a noite e, com ela, não vieram só estrelas e grilos, mas um um vento frio que acumulou folhas na varanda de minha casa; veio, enfim, uma absoluta certeza de que não haverá mais invernos, nem as andorinhas e o cheiro dos tomilhos na beira do lago. A canção no juke-box nunca mais será ouvida, as imagens desaparecerão, então, esquecerei o gosto da comida e os vermes vão beber cabernet sauvignon em minha boca.
Logo depois veio a aurora, rompendo melancolicamente a manhã - eu ainda estava acordado. Caminho em volta de minha casa, há nuvens calmas no céu, ouço o palavreado das andorinhas e vejo a tristeza das árvores de tangerina diante do dia que irá morrer comigo.
Maria chegou a cavalo e fez fogo cedo. Havia café e bolo de fubá sobre a mesa da cozinha e, na parede, um relógio cujos ponteiros haviam enferrujado dentro dele; bebi meu último café. O dia abriu em mim. As emoções descritas não foram sentidas naturalmente, usei meios artificiais para senti-las. Eu nunca senti tais emoções, verdadeiramente, como humano.
O mistério da vida me causa a mais forte emoção. Tenho grande amor pela minha espécie, mas com muita dificuldade me integro com os homens e em suas comunidades. Não sinto falta deles porque sou profundamente solitário. Deixo este tipo de prazer aos indivíduos reduzidos a instintos de grupo. Hoje, vivo sozinho na Lua - talvez eu seja o resquício de uma fera tentando entender sonhos de deuses.
Nasci em 2.048, no “Mar da Tranqüilidade” – onde o homem pisou pela primeira vez. Um pouco antes, as agências espaciais Nasa, Esa e China resolveram construir um grande laboratório fora da Terra. A Lua foi escolhida e meu pai, um jovem cientista, foi um dos pioneiros. Na mesma turma havia uma bela exobiologista, que era minha mãe e, juntos com mais 55 pessoas, formaram um grupo de cientistas fora do planeta Terra.

CONTINUA - ABRA ARQUIVO.

compartilhe



informações

Autoria
A.FERNANDEZ
Ficha técnica
A.FERNANDEZ -
Conto
Downloads
558 downloads

comentários feed

+ comentar
Claudiocareca
 

Há quem viva aqui e não tire a cabeça de lá... Nem é preciso ser extraterrestre.

Claudiocareca · Cuiabá, MT 8/11/2006 18:20
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
arlindo fernandez
 

Saudações Claudiocareca,
Boa metáfora.(Nos humanos adoramos isso).
Também ha aqueles que viajam pra lá - em noite alta.
Abraços

arlindo fernandez · Campo Grande, MS 8/11/2006 18:39
sua opinião: subir
Rangel Castilho
 

Salve Arlindo!!
Sou esse cara, toda noite vou pra lá...

Rangel Castilho · Anastácio, MS 11/11/2006 12:28
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
arlindo fernandez
 

pensamentoSerá que não foi vc que me passou esta história em pensamento?
Lembro que numa noite dessas chegou a história embrulhada...
Deve ser as tais histórias do sono!
abraços

arlindo fernandez · Campo Grande, MS 11/11/2006 14:02
sua opinião: subir
Rangel Castilho
 

Ahahaha!!!
Cavaleiros Noturnos se encontram no Lado Oeste da Meia Noite e contam contos que o subconsciente teima em recontar aos outros na noite escura dos pensamentos......

Rangel Castilho · Anastácio, MS 12/11/2006 16:55
sua opinião: subir
Taisinha
 

Uau!!! Será que estamos tão longe desta possível realidade? Show!!!

Taisinha · Belo Horizonte, MG 26/11/2006 13:41
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
arlindo fernandez
 

um dia
Dia 05 de dezembro/2006 (ontem) Vi no jornal nacional sobre um projeto semelhante que a nasa vai começar a construir na Lua. Deve terminar em 2.025.(www.nasa.gov)

Acontece que escrevi este conto alguns anos atrás...
Interessante!!!!

arlindo fernandez · Campo Grande, MS 8/12/2006 00:28
sua opinião: subir
Nivaldo Lemos
 

Arlindo,
a utilização da metafísica e da transcendência como recursos semânticos e estilísticos faz do contista também um poeta e um filósofo, mas há de se cuidar para não desmesurar. "Depois de ter me incorporado como um 'elétron da tridimensionalidade'" é um início surpreendente que diz muito para quem domina a física, mas soa um tanto etéreo para os demais terráqueos. Eu, pelo menos, prefereria um início mais concreto e prosaico do personagem, até porque a narrativa logo se agiganta num turbilhão de imagens e reflexões existenciais tão eloqüentes que quase desprende o selenita dessa imagem inicial. O homem da lua me pareceu demasiadamente humano e sua história, pelo menos se a entendi, soa como metáfora da nossa solidão humana, expressão do dilema existencial entre ser ou não ser a que a vida nos condenou. "Enternecido pelo tempo, comecei a ter medo de morrer sozinho." O conto fala do homem e da sua solidão genésica de uma forma original. Portanto, fora a ressalva - que me faz um cara chato, eu sei, mas não é por mal, tenha certeza -, é outra beleza de história, outra obra-prima deliciosa e cativante. Já virei fã. Parabéns e um abração.

Nivaldo Lemos · Rio de Janeiro, RJ 13/2/2007 15:50
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
arlindo fernandez
 

perfeito!
Com certeza vou fazer alguns ajustes para publica-los.Sua opinião e critica são de muita valia,pode acreditar.
Meu amigo,
Vc tem ideia de como publicar um livro,registro nacional etc.?
saudações

arlindo fernandez · Campo Grande, MS 13/2/2007 16:51
sua opinião: subir
arlindo fernandez
 

enquanto isso

enquanto isso vou abusando do seu talento. Vc já viu este conto?
http://www.overmundo.com.br/banco/o-lado-oeste-da-noite-conto

arlindo fernandez · Campo Grande, MS 13/2/2007 16:53
sua opinião: subir
arlindo fernandez
 

juntos
Com o conto acima, saiu esta canção.http://www.overmundo.com.br/banco/o-lado-oeste-da-noite-conto

arlindo fernandez · Campo Grande, MS 13/2/2007 17:02
sua opinião: subir
Nivaldo Lemos
 

Arlindo,
assim que tiver um tempo, vou dar uma olhada nos outros contos seus, inclusive O lado oeste... Agora, quanto às informações sobre como publicar um livro, recomendo-lhe entrar no site da Fundação Biblioteca Nacional (www.bn.br), que responde pelo registro de obras intelectuais por meio do Escritório de Direitos Autorais (EDA), órgão que lhe garante a segurança sobre o direito de sua obra. O EDA tem representações nos estados de São Paulo, Rio Grande do Norte, Pernambuco, Bahia, Minas Gerais, Santa Catarina, Espírito Santo, Mato Grosso, Sergipe, Rio Grande do Sul e no Distrito Federal. Além disso, a Fundação Biblioteca Nacional também faz a Codificação Numérica de Livros, garantindo o controle do Número Internacional Padronizado de codificação de livros editados em qualquer idioma, por editoras sediadas no Brasil, nos termos previstos na Lei n° 10.753/2003 e de acordo com a padronização internacional definida pelo International Stander Book Number – ISBN. Outros três endereços também podem lhe fornecer informações úteis sobre o assunto:

http://www.digestivocultural.com/colunistas/coluna.asp?codigo=1320

http://www.camarabrasileira.com/assessoria.htm

http://www.republicadolivro.com.br/info.php?not=247&oque=0

Espero tê-lo ajudado.
Um abraço,
Nivaldo

Nivaldo Lemos · Rio de Janeiro, RJ 13/2/2007 18:20
sua opinião: subir
Nivaldo Lemos
 

O endereço da Fundação Nacional do Livro é este mesmo: www.bn.br, sem o .com mesmo. Não sei porque não linkou antes.

Abraço
Nivaldo

Nivaldo Lemos · Rio de Janeiro, RJ 13/2/2007 18:25
sua opinião: subir
Nivaldo Lemos
 

Desculpe, onde escrevi Fundação Nacional do Livro leia Fundação Biblioteca Nacional: www.bn.br
Nivaldo

Nivaldo Lemos · Rio de Janeiro, RJ 13/2/2007 18:27
sua opinião: subir

Para comentar é preciso estar logado no site. Faça primeiro seu login ou registre-se no Overmundo, e adicione seus comentários em seguida.

filtro por estado

busca por tag

revista overmundo

Você conhece a Revista Overmundo? Baixe já no seu iPad ou em formato PDF -- é grátis!

+conheça agora

overmixter

feed

No Overmixter você encontra samples, vocais e remixes em licenças livres. Confira os mais votados, ou envie seu próprio remix!

+conheça o overmixter

 

Creative Commons

alguns direitos reservados