O Jardim das Acácias

1
L. Menezes · Jaboatão dos Guararapes, PE
4/4/2013 · 0 · 0
 

Amostra do texto

Os passos firmes cruzaram a soleira dos pesados portões do Jardim das Acácias...
O desbravador solitário quedou-se mudo ante o cenário que se descortinava aos seus olhos...
Uma ventania constante revoava as folhas secas do jardim abandonado...
Bancos de pedra entalhada, há muito solitários, vergavam seus espaldares sob o peso do tempo...
“Ela esteve aqui...” o pensamento mudo ecoou em meio à natureza viva quase-morta.

“Aquela a quem procuras ainda conserva quente um rastro sob a camada de folhas putrefatas!”
“Estou louco... ouço uma voz a me falar! Mas como é possível se não vejo viva alma?”
“Não consideras vivo o que contigo não respira? Olhas sob teus pés e verás que suporto teu pisar tal qual nunca suportarias o meu!”
“Há que me falar uma raiz exposta? Por certo a loucura se apoderou de mim?”
“Sou uma pobre raiz aos teus olhos, mas não sou tola, conheço o tempo, sinto os ventos, seguro firme a minha velha senhora que agora dorme por ser indiferente à tua procura...”

Sobre a obra

A abstração do homem ante seus conflitos, desejos e a natureza.

compartilhe



informações

Autoria
L. Menezes
Downloads
179 downloads

comentários feed

+ comentar

Para comentar é preciso estar logado no site. Faça primeiro seu login ou registre-se no Overmundo, e adicione seus comentários em seguida.

baixar
pdf, 98 Kb

veja também

filtro por estado

busca por tag

revista overmundo

Você conhece a Revista Overmundo? Baixe já no seu iPad ou em formato PDF -- é grátis!

+conheça agora

overmixter

feed

No Overmixter você encontra samples, vocais e remixes em licenças livres. Confira os mais votados, ou envie seu próprio remix!

+conheça o overmixter

 

Creative Commons

alguns direitos reservados