O MENINO, AS PEDRAS E O LAGO

1
Flávio Villa-Lobos · Campinas, SP
11/7/2008 · 89 · 8
 




Primeiro, a escolha das armas:
revolve-se o cascalho
da margem,
em busca de pequeninas pedras,
lisas,
em forma de cunha, enviesadas,
que possam aninhar-se
na palma da mão.


Há que sentir um leve
pulsar nelas,
como se os fragmentos vibrassem
com o repentino agasalho.


Depois, mira-se o lago,
a superfície mansa,
estática
- céu azul na imagem
invertida -
nuvens brancas,
silêncio matinal
num assovio de pássaro.


Descreve um arco milimétrico
a primeira pedra lançada.
Uma, duas, três, quatro vezes
ela salta e beija o espelho d'água.


Olhos de lince
perseguem as marcas
- epicentros de minúsculas
ondas se espalham...
até onde irão estremecer
a bucólica paisagem?


A vontade de atingir
o meio do lago,
a outra margem...
quem sabe?


O dia flui na seqüência
das horas,
na aterrissagem das pedras.
A tarde ígnea desponta
e o rapaz prossegue desafiando
a perícia, o alvo e o tempo,
o tempo todo...


As pedras já faltam
e o lago noturno parece adormecer
os olhos do homem exausto,
profundamente mergulhado
em vestígios do dia.


Dos vários sonhos lançados
naquelas águas
trêmulas,
restaram os dedos feridos,
os amores passados
e uma quase felicidade.


Sem alarde, a vida inteira
já havia ali transcorrido,
à beira
da margem esquerda do lago.

Sobre a obra

O poema O MENINO, AS PEDRAS E O LAGO, do livro ENIGMA VELOZ (2000), obteve o 8º lugar no VII Prêmio ESCRIBA de Poesia - Edição 2002, na cidade de Piracicaba/SP.

compartilhe



informações

Autoria
Flávio Villa-Lobos
Downloads
284 downloads

comentários feed

+ comentar
Regina Lyra
 

lávio,
Muito bom.
Poema de beleza,
onde dá-se o conto, canto,
encantamento total dos personagens.
Beijos,
Regina

Regina Lyra · João Pessoa, PB 10/7/2008 02:15
sua opinião: subir
celina vasques
 

Muito Bom! Meeeesmo!!!
Adorei e aqui meus votos e muito Sucesso!

beijo no coração

celina vasques · Manaus, AM 11/7/2008 13:17
sua opinião: subir
O NOVO POETA.(W.Marques).
 

belíssimo, gostei e votei.

O NOVO POETA.(W.Marques). · Franca, SP 11/7/2008 16:20
sua opinião: subir
MarcilioMedeiros
 

Flávio,
O seu texto é ótimo: uma viagem plástica no tempo.
Abs,

MarcilioMedeiros · Aracaju, SE 11/7/2008 17:39
sua opinião: subir
Sônia Brandão
 

Gostei do seu poema, mostrando a passagem do tempo, transcorrida calmamente, sem alarde.
Um abraço.

Sônia Brandão · Bauru, SP 11/7/2008 20:23
sua opinião: subir
Ailuj
 

Nem tenho o que falar,achei lindo demais
Beijos e publicado

Ailuj · Niterói, RJ 11/7/2008 23:38
sua opinião: subir
Doroni Hilgenberg
 

Flavio,

Feliz de quem tem imagens de passagens tão ricas em significados guardadas na mente. Eu tenho e vc fez-me lembrar com o seu belo poema.

" Rio que corre altaneiro
por uma estarda sem fim,
tu foste também travesseiro
das mágoas a correr por mim! "

bjsssssss

Doroni Hilgenberg · Manaus, AM 12/7/2008 18:32
sua opinião: subir
Isa Ávila
 

Flávio, seus poemas me emocionam muito...É bom te encontrar por aqui.

Isa Ávila · Belo Horizonte, MG 15/7/2008 17:48
sua opinião: subir

Para comentar é preciso estar logado no site. Faça primeiro seu login ou registre-se no Overmundo, e adicione seus comentários em seguida.

baixar
pdf, 3 Kb

veja também

filtro por estado

busca por tag

revista overmundo

Você conhece a Revista Overmundo? Baixe já no seu iPad ou em formato PDF -- é grátis!

+conheça agora

overmixter

feed

No Overmixter você encontra samples, vocais e remixes em licenças livres. Confira os mais votados, ou envie seu próprio remix!

+conheça o overmixter

 

Creative Commons

alguns direitos reservados