Brasil.gov.br Petrobras Ministério da Cultura
 
 

O QUE É MODERNIDADE ?

1
Professor Gil · Cachoeirinha, PE
23/10/2008 · 63 · 2
 

O termo moderno é bastante difícil para uma única concepção ou entendimento, já que o moderno para uma época pode não ser necessariamente para a outra, mas em todos os aspectos do texto de Lefreve o que mais me chamou a atenção por causa de sua atualidade e pertinência é o conceito de baudelaire que vê o moderno como “ O Efêmero, O Fugaz”.
Sem dúvida é um conceito muito aplicável a nossa época, onde tudo passa rápido, na rapidez da comunicação, da produção industrial em massa, da globalização e do capitalismo que se auto-consome, verificamos que quase tudo já é produzido com a chamada obsolescência programada, tudo praticamente vira mercadoria e é justamente neste processo que nos é ensinado através da ideologia predominantemente capitalista que tudo que é antigo não serve mais, somente o novo, “o moderno” resolverá nossos problemas, e assim podemos observar várias pessoas buscando possuir a última moda, o último modelo de celular, a última “informação” propagando um consumismo mórbido, e uma competição quase inconsciente, de que é preciso estar sempre a frente dos outros, em uma aquisição febril do “moderno”, e é neste processo que lamentavelmente temos vivido não só uma crise do ser e do ter mas uma crise muito mais profunda, que na nova era da imagem é a crise do parecer ser, onde tudo pode ser vendido até a imagem, gerando uma verdadeira reificação do ser humano, que transforma si mesmo em produto vendido a que pagar melhor.
Se faz necessário uma profunda reflexão para entendermos o valor do novo, sem perdermos a visão daquilo que pode ser aproveitado do antigo, só assim neste equilíbrio poderemos sonhar com um novo homem que legitima suas atitudes por suas próprias opiniões, que entende o seu valor enquanto ser em construção e finalmente livre, submetido apenas aos ditames de sua própria consciência reencontrará a si mesmo, como ser que vive como diz Antonio Candido “Em Uma Contemporaneidade de Milênios” e como tal não pode esquecer que é um ser histórico, que se constrói através do processo dialético da ação-refleção-ação na sua inter-relação com a realidade, vivenciado o novo mas sem desprezar o antigo.


compartilhe



informações

Autoria
Autor: Givanildo Pacheco de Aquino Filho Curso: História Período: 8º
Ficha técnica
Bibliografia: Lefreve, Henri – Introdução à Modernidade, Paz e Terra, 1969
Downloads
235 downloads

comentários feed

+ comentar
Nildo Cordel
 

Votado>Muito bom!

Nildo Cordel · São Paulo, SP 23/10/2008 08:24
sua opinião: subir
Vilorblue
 

Gostei e votei..
Abç..

Vilorblue · Colombo, PR 23/10/2008 14:41
sua opinião: subir

Para comentar é preciso estar logado no site. Faça primeiro seu login ou registre-se no Overmundo, e adicione seus comentários em seguida.

baixar
pdf, 3 Kb

veja também

filtro por estado

busca por tag

observatório

feed
Nova jornada para o Overmundo

O poema de Murilo Mendes que inspirou o batismo do Overmundo ecoa o "grito eletrônico" de um “cavaleiro do mundo”, que “anda, voa, está em... +leia

revista overmundo

Você conhece a Revista Overmundo? Baixe já no seu iPad ou em formato PDF -- é grátis!

+conheça agora

overmixter

feed

No Overmixter você encontra samples, vocais e remixes em licenças livres. Confira os mais votados, ou envie seu próprio remix!

+conheça o overmixter

 

Creative Commons

alguns direitos reservados