O soulman sai de cena

http://www.back2blackfestival.com.br
1
Paula Tims · Rio de Janeiro, RJ
13/7/2014 · 0 · 0
 

Diante de uma plateia esvaziada pelo atraso da programação, o cantor americano de soul Bobby Womack entra no palco escorado nos ombros de um assistente. A cena aconteceu em novembro do ano passado na Cidade das Artes, no Rio de Janeiro, durante o festival de música Back2Black. Na ocasião, a voz do soulman guardava a grandeza do passado, mas o corpo evidenciava a passagem do tempo. O funcionário-apoio manteve-se à beira do palco e de vez em quando entrava em cena para ajudar o músico a sentar-se e levantar-se do piano. No último dia 27, a gravadora XL Records anunciou a morte de Womack aos 70 anos. A causa do falecimento não foi divulgada, mas sabe-se que o músico havia enfrentado um câncer no cólon, sofria de diabetes e demonstrava sinais do mal de Alzheimer.

Womack iniciou a carreira no começo da década de 1960 no grupo The Valentinos. Depois foi guitarrista da banda de Sam Cook, gravou originalmente “It`s All Over Now", o primeiro sucesso dos Rolling Stones, e teve uma carreira solo de 50 anos. Na vida pessoal gerou polêmica ao casar-se com a viúva de Cook poucas semanas após a morte do ex-companheiro musical. Foi dependente químico e lutou para recuperar a sobriedade ao longo das décadas de 1970 e 1980. Continuou trabalhando nos 30 anos seguintes sem figurar nas paradas de sucesso. Sua carreira ganhou inesperado reimpulso em 2010, quando gravou a musica "Stylo" com o grupo Gorillaz, capitaneado por Damon Albarn da banda Blur.

O repertório da apresentação de Womack na Barra passeou por ritmos como soul, gospel, r&b e blues. O espetáculo de luzes e o figurino caprichado indicavam que no passado a performance teria arrebatado dezenas de pessoas. Contudo, ali havia um subtexto de melancolia. Womack era o maior nome do festival, mas por ser o primeiro ano da mudança do evento da Leopoldina para a Barra e com o atraso no início dos shows o público ficou reduzido. Os que restavam na plateia estavam exaustou quando o americano pisou no tablado. Várias vezes ao longo da apresentação o cantor enfrentava o próprio cansaço e pedia a participação do público, que respondia com gritinhos mas permanecia sentado. O espectador mais animado era o assistente no canto do palco, cantando a plenos pulmões e gesticulando como se tocado por uma presença divina.

Nas últimas décadas, a música negra americana de maior destaque nas paradas internacionais tem sido o hip-hop. Dinheiro e questões sociais substituíram como temas o louvor religioso e as turbulências amorosas. O balanço do soul encontrou expressão no pop recente em vozes femininas de inglesas brancas como Joss Stone, Amy Winehouse e Adele. Essa atual prevalência das mulheres no gênero talvez explique a reação imediata do público quando as cantoras de apoio de Womack soltavam a voz. A diva se atualizou, enquanto o soulman perdeu espaço. O espetáculo visto na Barra era um clamor por sobrevivência.

Conviver com a industria fonográfica por 60 anos fez de Bobby Womack um homem orgulhoso de sua trajetória. Seu último disco, de 2012, ganhou o título "The Bravest Man Alive". O soul deixou de ser prioridade mercadológica e isso se refletiu em sua situação financeira. Sair em turnê em 2013 era afirmação do amor à música, mas também necessidade de trabalhar: seus problemas de saúde eram evidentes. A morte se impôs 7 meses depois, antes que pudesse encerrar a gravação de mais um trabalho, previsto para ter participações de Snoop Lion e Stevie Wonder. Saiu de cena um dos últimos representantes de uma geração que fez música com tanta qualidade que venceu preconceitos raciais e gravou seu ritmo na história da música popular americana.

compartilhe



informações

Downloads
124 downloads

comentários feed

+ comentar

Para comentar é preciso estar logado no site. Faça primeiro seu login ou registre-se no Overmundo, e adicione seus comentários em seguida.

filtro por estado

busca por tag

revista overmundo

Você conhece a Revista Overmundo? Baixe já no seu iPad ou em formato PDF -- é grátis!

+conheça agora

overmixter

feed

No Overmixter você encontra samples, vocais e remixes em licenças livres. Confira os mais votados, ou envie seu próprio remix!

+conheça o overmixter

 

Creative Commons

alguns direitos reservados