Brasil.gov.br Petrobras Ministério da Cultura
 
 

O TEMPO (Poesia)

1
Paulo Esdras · Brumado, BA
19/10/2007 · 103 · 21
 

O segredo do tempo é consumi-lo sem percebê-lo.
É fingir-se infinito para não o vermos passar
É fazer-se contar em anos em vez de momentos

Relógio, despertador, cronômetro, calendário
Tudo engodo para imaginarmos prendê-lo, controlá-lo

Ampulheta, único instrumento sincero do tempo
Regressivamente, nos impõe a gravidade
De haver realmente um último grão
Riscando na areia a nossa fragilidade

Mas o tempo é imparcial
Não distingue rico de pobre
Preto de branco, homem de mulher
Devora-se sem escolhas

Matar o tempo é matar-se sem sentido
Perdê-lo é viver em vão

Faz-se devagar nos maus momentos
Depressa quando o queremos

Ponteiro invisível da vida
Peça necessária do fim

A sua fome é insaciável
A sua vontade é determinante
A sua procura é unanime

Se esconde nas sombras que se movem
Nos objetos que não mais servem
Nas pessoas que nunca mais vimos
Na podridão das frutas que não foram colhidas
Nas lembranças já esquecidas

Revela-se nas fotos que se desbotam
Nas cartas que amarelam
Nas crianças que crescem
Nas rugas que aparecem

Deixa-nos a esperança de Pandora
Nas ações dos que virão
No nascimento dos rebentos

compartilhe



informações

Autoria
Paulo Esdras
Downloads
1298 downloads

comentários feed

+ comentar
Marcelo Bretton
 

Bravo PJ!
Poema pungente para os que lutam contra o inexorável, e imperioso para os que acreditam na evolução. Bem tramado e construído, gostei. E mesmo que eu próprio me veja sem tempo, amansarei os ponteiros do relógio e volto pra votar.

Marcelo Bretton · São Paulo, SP 16/10/2007 15:15
sua opinião: subir
ana_isabelle
 

Parabéns!
é uma punhalada essa constatação desse poder que o tempo tem perante nossas vidas.
lindo texto.

ana_isabelle · Fortaleza, CE 16/10/2007 16:18
sua opinião: subir
Kais Ismail
 

Parabéns!!
Voltarei p votar
Abs

Kais Ismail · Porto Alegre, RS 17/10/2007 08:31
sua opinião: subir
Branca Pires
 

Paulo, parabéns pelo poema e pelo tema: TEMPO, que é um dos meus preferidos.
Olha, o tempo é mesmo tudo e nada para uma eternidade em que passa pela ampulheta das nossa vidas.
Adorei!
Como sugestão, veja esses dois que foi recentemente publicado:
http://www.overmundo.com.br/banco/senhor-tempo
http://www.overmundo.com.br/banco/na-linha-do-tempo
Grande barçoa, nos veremos no TEMPLO do tempo.

Branca Pires · Aracaju, SE 17/10/2007 11:05
sua opinião: subir
Kais Ismail
 

e sem perder tempo, votei!
abços

Kais Ismail · Porto Alegre, RS 18/10/2007 14:09
sua opinião: subir
Branca Pires
 

Votado!
Abraços

Branca Pires · Aracaju, SE 18/10/2007 14:31
sua opinião: subir
Marcelo Bretton
 

PJ,
Voltei para votar. Um abs.

Marcelo Bretton · São Paulo, SP 18/10/2007 14:51
sua opinião: subir
ana_isabelle
 

voltei para voltar.
muito lindo esse seu texto, ficará nos meus favoritos.
beijos!!

ana_isabelle · Fortaleza, CE 18/10/2007 15:07
sua opinião: subir
Cintia Thome
 

Tu é muito bom. Poeta dos melhores do Over.
Poema rico, detalhado, articulado, entrelinhas que exalam bem o imaginável...
A Bahia deve dar graças a Deus.
votado.
Como aqui paulista diz: "Estou bestificada! " rs
Conheces Olympio Azevedo?

Cintia Thome · São Paulo, SP 18/10/2007 21:16
sua opinião: subir
Nydia Bonetti
 

Paulo,
seu poema é fantástico. Descreve o tempo com precisão e termina com esperança. Assim deveriam ser todos os poema...
Abçs
Nydia

Nydia Bonetti · Piracaia, SP 19/10/2007 00:05
sua opinião: subir
MaluFreitas
 

DOU-TE TODA RAZÃO POETA! O SR. DO TEMPO...TEM VIDA PRÓPRIA!

MaluFreitas · Salvador, BA 7/1/2008 23:36
sua opinião: subir
mBRAGAm
 

Oi, Paulo
Aqui estou apreciando a tua arte.
Adicionei um link desta tua página/overmundo no meu blog www.olharesdaminhaalma.blogspot.com
Abraço e voto! Miriam

mBRAGAm · Santa Maria, RS 15/2/2008 02:20
sua opinião: subir
Paulo Esdras
 

mBRAGAm, sinto-me honrado.

Paulo Esdras · Brumado, BA 15/2/2008 10:50
sua opinião: subir
Liz Krause
 

Adorei!!

Liz Krause · São Paulo, SP 19/2/2008 20:22
sua opinião: subir
Náthima Danel
 

Descreveste lindamente o tempo.
Belo tempo, e as horas ficaram assim, paradas, pena, o relógio corre.

Náthima Danel · Boa Vista, RR 11/6/2008 15:11
sua opinião: subir
samuca santos
 

paulo,
o tempo é o tempo é o tempo
e não se pode fazer nada contra.
força e paz!

samuca santos · Olinda, PE 9/10/2008 16:57
sua opinião: subir
Paulo Esdras
 

Este poema tem trazido muitos comentários pelo e-mail. Fico muito feliz por saber que o Overmundo tem este poder de colocar nossas obras em contato com o público.
Abaixo o último comentário recebido por e-mail.

"Olá Paulo Esdras,

Li seu poema sobre o tempo e fiquei muito impressionado.
Gostaria de emoldurar uma foto que fiz do Templo da Concórdia, na Sicília, Itália com este poema.
Segue abaixo o link, espero que seja do seu agrado.
Você possui outros trabalhos publicados? Gostaria de lê-los.
Parabéns pela profundidade e coerência com que exprimiu verdades profundas da existência.

Um abraço das terras cariocas,
Eliezer."

http://www.fotolog.com/esanchez
www.eliezersanchez.com.br

Paulo Esdras · Brumado, BA 5/11/2008 09:33
sua opinião: subir
romulo andrade
 

Muito bom mesmo. Também medito sobre o enigma do tempo.
Existe um texto do Neruda - Sobre uma poesia sem pureza, que também é uma bela reflexão sobre a dimensão deste fluxo de vida.

romulo andrade · Brasília, DF 5/11/2008 18:08
sua opinião: subir
su angelote
 

Atravessei o túnel do tempo lendo seu poema. Sagaz o tempo!
Prazer em ti ler.

su angelote · Jaboatão dos Guararapes, PE 12/11/2008 14:55
sua opinião: subir
ayruman
 

O Tempo determina nossos ainda tão frágeis limites... Mas dia há de vir em que não estaremos mais à margem do Tempo e sim faremos parte indivisível Dele!

Saúde...

ayruman · Cuiabá, MT 27/1/2013 20:32
sua opinião: subir
kfarias
 

Há de haver tempo para tudo, desde o nascer até ao morrer, partida para a vida eterna.

Felicidades.

kfarias · Águas de Lindóia, SP 6/2/2013 09:25
sua opinião: subir

Para comentar é preciso estar logado no site. Faça primeiro seu login ou registre-se no Overmundo, e adicione seus comentários em seguida.

baixar
doc, 96 Kb

veja também

filtro por estado

busca por tag

observatório

feed
Nova jornada para o Overmundo

O poema de Murilo Mendes que inspirou o batismo do Overmundo ecoa o "grito eletrônico" de um “cavaleiro do mundo”, que “anda, voa, está em... +leia

revista overmundo

Você conhece a Revista Overmundo? Baixe já no seu iPad ou em formato PDF -- é grátis!

+conheça agora

overmixter

feed

No Overmixter você encontra samples, vocais e remixes em licenças livres. Confira os mais votados, ou envie seu próprio remix!

+conheça o overmixter