Os Filhos de Humberto

Instale o Flash Player para ver o player.
1
Rodrigo Teixeira · Campo Grande, MS
17/5/2006 · 108 · 2
 

Humberto Espíndola
A matriz

A polca-rock - último sopro de vanguarda da Moderna Música de Mato Grosso do Sul -, começou com Humberto Espíndola. Parece uma incoerência um artista plástico influenciar a música contemporânea do estado, mas é isso mesmo! O criador da Bovinocultura fez com os pincéis, o que Manoel de Barros realizou com as palavras: criou um universo artístico próprio utilizando como matéria-prima à natureza que o rodeia. A reflexão que Humberto propunha através de seus quadros era de uma ironia e provocação digna do mais puro rock'n roll. Humberto, que fez questão de permanecer em sua própria aldeia, afrontou a repressão militar e questionou o preconceito de uma sociedade arcaica e ruralizada.

Ainda em 1967, estreou nacionalmente no Salão de Brasília, representando o interior do Brasil. Já era engajado na luta pela descentralização cultural, hoje ainda tão necessária e que a construção da Capital Federal em pleno Brasil Central não solucionou. Entre 1968 e 1972, Humberto foi premiado nos mais importantes salões do país e participou de Bienais internacionais. Só não foi à VI Bienal de Paris, em 1969, porque a representação brasileira foi impedida de sair do país pela censura imposta pelo governo militar.

A idéia de usar o universo bovino como metáfora para questionar os valores da época, em plena ditadura é genial. Sem contar que a própria técnica de pintura impressiona em quadros como “Boi-Pirata” e “Boi-Bandeira”, ambos de 1968, e se torna magnífica com o passar do tempo. "Nos Jardins do Nirvana", de 1987, é um dos meus preferidos.

Humberto funcionou como um mestre. Ele fez a cabeça de Tetê, Alzira, Celito, Geraldo, Jerry, Simões, Roca... Mais do que isso, era e ainda é a prova viva de que é possível se destacar mundialmente enfocando temas regionais. Geraldo Roca lembra que, aos 14 anos, já era amigo de Paulo Simões e Geraldo Espíndola. E assume: "O Humberto falava nas reuniões que se a gente queria ser compositor, tinha de fazer pelo menos uma música por dia. O Humberto era nosso guru e foi quem abriu o caminho para toda a nossa geração".

A crítica de arte e produtora cultural Aline Figueiredo escreve: "Com o eco emblemático da Bovinocultura, o Centro-Oeste e toda uma criação brasileira de dentro, situaram-se...” "E, amparada quem sabe na generosidade do boi, a Bovinocultura atrai artistas em seu entorno. Abre as perspectivas do enfoque temático, conscientiza a região, questiona, irrita mas abre um diálogo com a sociedade. Situa. Começam a aparecer músicos dentro da casa do pintor do boi, que ali anima os irmãos e os amigos de som. O rock rural estava presente. ‘Deixei meu Matão’, de Geraldo Espíndola, é de 1972. Os irmãos Espíndola, Geraldo Roca, Paulo Simões, Almir Sater, cantam o campo com nova visão de mundo".

Humberto é a nossa matriz! Precisa ser muito mais festejado e pesquisado.

* Leia o artigo completo no arquivo em anexo!

compartilhe



Embutir



informações

Autoria
Rodrigo Teixeira
Downloads
1251 downloads

comentários feed

+ comentar
Sleiman
 

NOSSA to embasbacado...eu jurava q o inicio de tudo era ou no majestoso ROCA ou no divino GERALDO ESPINDOLA...mas naum, quer dizer q a árvore começa no humberto!!!
A nossa polka rock eh algo maravilhoso e espero em breve ver tão forte como foi o mangue beat soh q dure mto mais...pois apesar de o mangue beat sobreviver bem...ele dependia e muito do chico science...ele terá de aguardar um novo ícone...na nossa polka, pelo q conheço temos vários artistas e todos estão num mesmo nível o q garante um certo,han....nivelamento pra cima hehe
de qq forma eu queria reclamar sobre o MARCO pois eh cheiu de frescura pra ver as obras do humberto...tem um quadro lah em q ele pinta o mapa de ms q eh o mais bonito quadro q eu jah vi depois dos modernistas...
VALEU RODRIGO!!!
TO CONHECENDO MTO GRAÇAS A VC E O ASSUM...E AO OVERMUNDO TB!!!

Sleiman · Campo Grande, MS 6/1/2007 22:52
sua opinião: subir
Sleiman
 

NOSSA to embasbacado...eu jurava q o inicio de tudo era ou no majestoso ROCA ou no divino GERALDO ESPINDOLA...mas naum, quer dizer q a árvore começa no humberto!!!
A nossa polka rock eh algo maravilhoso e espero em breve ver tão forte como foi o mangue beat soh q dure mto mais...pois apesar de o mangue beat sobreviver bem...ele dependia e muito do chico science...ele terá de aguardar um novo ícone...na nossa polka, pelo q conheço temos vários artistas e todos estão num mesmo nível o q garante um certo,han....nivelamento pra cima hehe
de qq forma eu queria reclamar sobre o MARCO pois eh cheiu de frescura pra ver as obras do humberto...tem um quadro lah em q ele pinta o mapa de ms q eh o mais bonito quadro q eu jah vi depois dos modernistas...
VALEU RODRIGO!!!
TO CONHECENDO MTO GRAÇAS A VC E O ASSUM...E AO OVERMUNDO TB!!!

Sleiman · Campo Grande, MS 6/1/2007 22:53
sua opinião: subir

Para comentar é preciso estar logado no site. Faça primeiro seu login ou registre-se no Overmundo, e adicione seus comentários em seguida.

filtro por estado

busca por tag

revista overmundo

Você conhece a Revista Overmundo? Baixe já no seu iPad ou em formato PDF -- é grátis!

+conheça agora

overmixter

feed

No Overmixter você encontra samples, vocais e remixes em licenças livres. Confira os mais votados, ou envie seu próprio remix!

+conheça o overmixter

 

Creative Commons

alguns direitos reservados