Outra estação

1
Letícia L. Möller · Porto Alegre, RS
20/11/2007 · 127 · 26
 


Vejo o outono transformar-se em inverno. Assim, num piscar de olhos, no instante de um bocejo. Da janela da casa toscana, espio os ciprestes que se inclinam solenemente à força do vento. Meus olhos alcançam os vinhedos logo ali, ramos nus, já desprovidos das folhas amarelas e vermelhas. Esplêndidas cores de um outono fugaz, que deslizam à terra sem dar aviso, sem despedida.

Quando vejo, é inverno. O jardim mais triste, mais austero. Ao longe, os picos das montanhas cobertos de neve. A lenha sendo consumida diariamente, crepitando sob o fogo, espalhando seu cheiro forte pela casa. Doce aconchego do lar, a manta no colo a aquecer as páginas do livro, ou sobre os ombros a embrulhar quem escreve.

Mas a melancolia bate à porta, espreita-nos por entre as frestas da janela, teima em querer entrar. Sensação de adeus, de coisas que não voltam mais, de um ciclo que se fecha, a ansiosa expectativa de um novo recomeço. Outra estação.

Não, nos deixe estar. Ainda um pouco, somente. Protegidos, escondidos em nosso refúgio. Casa no fim da estrada, depois da descida, virando a curva. Redoma fora do tempo e do espaço.


Letícia Ludwig Möller
Montepulciano, 17 de novembro de 2007

compartilhe



informaes

Autoria
Letícia Ludwig Möller
Downloads
330 downloads

comentrios feed

+ comentar
Nydia Bonetti
 

Letícia,
me emocionei com teu texto. Primeiro por que fala da Toscana, terra de meus antepassados (Pietra Santa - Lucca). Depois pela força do texto que me impressionou muito. Mas depois do inverno virá outra primavera e depois outro verão. E a vida vai continuar acontecendo... sob o sol da Toscana ou sob o sol de qualquer outro lugar...
beijos
Nydia

Nydia Bonetti · Piracaia, SP 18/11/2007 16:19
sua opinio: subir
Letícia L. Möller
 

Nydia,

obrigada pelas tuas palavras tão generosas.
Gostei de saber que tens origem toscana. Estive alguns dias em Lucca, que é muito interessante como cidade para viver, mas não conheci Pietra Santa.
A Itália é minha segunda casa, lugar onde vivo há 3 anos (há 1 na Toscana). Mas agora em dezembro estou voltando, definitivamente, ao Brasil. É um período que tem suscitado em mim emoções fortes, belas mas inevitavelmente melancólicas e já nostálgicas.

Um beijo,
Letícia.

Letícia L. Möller · Porto Alegre, RS 19/11/2007 05:22
sua opinio: subir
Nydia Bonetti
 

Letícia,
posso imaginar os sentimentos e emoções por que passa. Tres anos não são tres dias. Criamos laços... Mas viver é isto: este turbilhão de acontecimentos e sentimentos que se sucedem... Uma nova etapa de vida te aguarda. E em breve, se lembrará dai com uma doce saudade. E há sempre a possibilidade de voltar...
beijos

Nydia Bonetti · Piracaia, SP 19/11/2007 10:06
sua opinio: subir
Saramar
 

O texto é tão bonito e melancólico. Quase me senti dentro de um quadro que engana o olhar e não se sabe se vemos o outono ou o inverno.
Gostei imensamente.

beijos, votarei.

Saramar · Goiânia, GO 20/11/2007 13:28
sua opinio: subir
Letícia L. Möller
 

Saramar,
muito obrigada. Para mim é tão importante poder contar com a opinião de quem lê, saber o efeito causado, o sentimento suscitado, por aquilo que escrevo. Tanto mais por alguém cujos versos admiro.
Um abraço!

Nydia, novamente obrigada. Sim, a será certamente doce a saudade. E espero realmente um dia poder retornar.
Beijos.

Letícia L. Möller · Porto Alegre, RS 20/11/2007 14:57
sua opinio: subir
Branca Pires
 

Letícia, viajei nessa curva e cheguei até essa sua casa aconchegante, com lareiras que aquecem a alma... Uma para os picos das montanhas em neves... Hum. fui longe. Fui às minhas paisasgens do incosciente que de vez e smpre afloram o cosciente, das minhas lembranças que nunca as vivi. Louco isso, né?
Adorei!
Parabéns pela volta!
abrção

Branca Pires · Aracaju, SE 20/11/2007 15:03
sua opinio: subir
Benny Franklin
 

Texto inspiradíssimo!
Bom de bom!
Votado.

Benny Franklin · Belém, PA 20/11/2007 19:24
sua opinio: subir
Cintia Thome
 

Letícia
Que texto maravilhoso, terno, doce...Momentos de estar sozinha, mas não em total solidão...sensação do silêncio...Tive dias assim, e o regresso..Ah o regresso...Bárbaro, bárbaro, bárbaro...
Momentos profundos...bjus

Cintia Thome · São Paulo, SP 20/11/2007 20:26
sua opinio: subir
joão neves
 

Muito bom, muito denso seu texto.
parabéns www.joaoayres.com

joão neves · Niterói, RJ 20/11/2007 23:04
sua opinio: subir
JulioCPerez
 

Poema em prosa. Pareces querer te ensaiar na poesia mas teme o vôo.
Um abraço

JulioCPerez · Passo Fundo, RS 20/11/2007 23:10
sua opinio: subir
Carlos ETC
 

Belíssimo!
Deixou um cheiro de terra remota,
daquelas que só vemos em filmes cult.

Abraço
http://interludios.blogspot.com

Carlos ETC · Salvador, BA 21/11/2007 00:00
sua opinio: subir
Letícia L. Möller
 

Branca,
gostei de saber que vieste perder-te um pouco na suave ondulação das colinas toscanas. Nostalgia pelo que não vivemos? Um conceito que adoro, e que ganhou melhores contornos, para mim, quando li Stendhal.
Um grande beijo, e obrigada pela generosidade da leitura.
Letícia.

Letícia L. Möller · Porto Alegre, RS 21/11/2007 07:12
sua opinio: subir
Letícia L. Möller
 

A todos,
Benny e Cíntia (queridos de sempre),
João, Júlio, Carlos,
agradeço imensamente pelo tempo dedicado à leitura destas linhas tecidas de antecipada saudade. Os comentários de vocês são um grande estímulo a seguir em frente e aprimorar a escrita.

Letícia L. Möller · Porto Alegre, RS 21/11/2007 07:19
sua opinio: subir
Letícia L. Möller
 

Júlio,
aventurei-me na poesia uma vez por aqui, mas me sinto mais no meu chão com a prosa (o que aqui alguns já chamaram de “prosa poética”, ainda que não tenha tamanha pretensão).
Abraços!

Letícia L. Möller · Porto Alegre, RS 21/11/2007 07:21
sua opinio: subir
Letícia L. Möller
 

Carlos,
a tua impressão de “cheiro de terra remota” é fantástica, talvez aquilo que eu queria expressar sem saber...
Obrigada de novo!

Letícia L. Möller · Porto Alegre, RS 21/11/2007 07:23
sua opinio: subir
Noelio Mello
 

Leticia.
Simplesmente lindo teu texto. Escreves suave, doce. Tuas palavras têm o sabor dos frutos maduros. O lugar que descreves de maneira absolutamente bela, causou-me inveja, mesmo que tenha cheiro de adeus, de não poder adormecer minha alma por lá.
Lindo, Leticia.
Fico na espera de mais textos belos como esse presente que nos ofertas hoje. O mais divertido do teu texto, Leticia, é que essa redoma fora do tempo e do espaço, não me traz ao coração a imagem de uma triste paisagem de inverno, mais a de uma vitrine acolhedora como o conforto religioso de um altar.
Beijos
Noélio

Noelio Mello · Belém, PA 21/11/2007 16:19
sua opinio: subir
Noelio Mello
 

Leticia.
Corrijo: mas a de uma vitrine...
Noélio

Noelio Mello · Belém, PA 21/11/2007 16:22
sua opinio: subir
Branca Pires
 

Voltei letícia para votar!
Abraços.

Branca Pires · Aracaju, SE 21/11/2007 16:29
sua opinio: subir
Letícia L. Möller
 

Noélio,

tuas palavras, tão bem ditas e cheias de sensibilidade, me emocionaram e alegraram profundamente. Recebe meu muito obrigada, pela leitura e pelo comentário belo e gentil. Deixei um recado em seu perfil.
Um grande abraço,
Letícia.

Letícia L. Möller · Porto Alegre, RS 22/11/2007 05:46
sua opinio: subir
carlos magno
 

Muito, muito bom mesmo minha querida amiga Letícia, adorei. Meus sinceros aplausos e beijos.
Carlos Magno.

carlos magno · Rio de Janeiro, RJ 22/11/2007 22:15
sua opinio: subir
Letícia L. Möller
 

Carlos,
sinceramente obrigada! Muito bom contar com tua leitura.
Abraços,
Letícia.

Letícia L. Möller · Porto Alegre, RS 23/11/2007 05:11
sua opinio: subir
analuizadapenha
 

Olá... agradeço a visita e o comentário da poesia do cotidiano, que vc acertadamente traduziu pela poesia doméstica. Tenho investigado sobre os meus motivos poéticos e estando participando do ENE( Encontro Natalense de Escritores) tenho me sentido mais á vontade em mexer mais nesta vertente.
Brisa de fim de tarde de dia nublado com janelas antigas e jarros em terracota é o que esta bela crônica nos remete e com uma sutileza e delicado cuidado na apresentação.
Um abraço e bom retorno ao Brasil, mas traga tb este ar que faz bem a quem lhe visita. Inté e Abraços.

analuizadapenha · Natal, RN 23/11/2007 14:55
sua opinio: subir
Pepê Mattos
 

Outro dia re-assisti "Sonhos", d Kurosawa... O primeiro sonho uma explosão de cores, dança milimetrada num cortejo nupcial, música minimalista, uma lenda como pano de fundo e aquele menino... Aquele menino era eu a olhar o mundo real-imaginado... Mas o mais surpreendente, sem dúvida nenhuma, é aquele do Van Gogh... E o que tem isso a ver com teu texto?... Uma sensação de que a Beleza está por toda parte e que não deve ficar retida àquilo que nossos olhos capturam... Deve ser compartilhada, como Kurosawa fez dividindo-os em sonhos... Como Letícia e sua melancolia que nos deu essa beleza de prosa poética... Saudades...

Pepê Mattos · Macapá, AP 25/11/2007 09:11
1 pessoa achou til · sua opinio: subir
Letícia L. Möller
 

Ana Luiza,

acho fantástica a idéia de uma poesia do cotidiano, da poesia que surge em meio à simplicidade do dia-a-dia, sem turbá-la, ou que quebra a rotina, surpreendendo, fazendo pensar. Versos para além do transcendental, do puramente abstrato. Gostei muito das tuas poesias.
Um forte abraço,

Letícia L. Möller · Porto Alegre, RS 27/11/2007 14:55
sua opinio: subir
Letícia L. Möller
 

Pepê,

obrigada pela visita e pela leitura sempre atenta, sempre sensível.
Gostei muito quando dizes “Uma sensação de que a Beleza está por toda parte e que não deve ficar retida àquilo que nossos olhos capturam...”. Benditos dias em que conseguimos retirar nosso olhar do automatismo e perceber a beleza que nos circunda – por toda parte, nas mais ínfimas coisas. Melhor ainda quando podemos compartilhá-la, transformar o que o olhar captura em prosa, em poesia.

Um grande abraço para ti!

Letícia L. Möller · Porto Alegre, RS 27/11/2007 14:59
1 pessoa achou til · sua opinio: subir
Márcia Sanchez Luz
 

Letícia, muito lindo seu texto! Já deixei meu voto, viu?
Também estou aqui, com "Contradança". Passa lá pra ler o soneto. Estou te esperando.

Beijos,
Márcia
http://www.overmundo.com.br/banco/contradanca

Márcia Sanchez Luz · Araras, SP 6/2/2008 12:09
sua opinio: subir

Para comentar é preciso estar logado no site. Faa primeiro seu login ou registre-se no Overmundo, e adicione seus comentários em seguida.

baixar
doc, 20 Kb

veja também

filtro por estado

busca por tag

revista overmundo

Voc conhece a Revista Overmundo? Baixe j no seu iPad ou em formato PDF -- grtis!

+conhea agora

overmixter

feed

No Overmixter voc encontra samples, vocais e remixes em licenas livres. Confira os mais votados, ou envie seu prprio remix!

+conhea o overmixter

 

Creative Commons

alguns direitos reservados