Brasil.gov.br Petrobras Ministério da Cultura
 
 

PAI E MÃE AO MESMO TEMPO

1
Maria Loussa · Goiânia, GO
24/9/2008 · 75 · 6
 

Pai e Mãe ao Mesmo Tempo

É manhã de um novo dia.
O galo canta no terreiro como que dando um sinal que todos devem acordar.
Carmelita, rapidamente pula da cama. Antes de qualquer coisa se coloca de joelhos e começa a balbuciar sua oração primeira do dia.
- Meu Deus e Pai, agradeço a noite e este dia acrescentado à nossa existência. Manifestamos a Ti a nossa alegria e gratidão. Precisamos de Ti. Queremos andar em Tua presença. Opera em minha vida o Teu querer e nos faça submissa e obediente ao Teu comando.
Prosseguindo, Carmelita intercede também pela vida dos filhos. Entrega-os aos cuidados de Deus bem assim as necessidades da casa, pedindo-O orientações para as providências que desenvolverá durante o dia. Ela encerra seu devocional, porque o tempo não espera.
- Marcelo, acorde meu filho! Este resmunga, remexe na cama e tenta ganhar mais alguns minutos de sono.
Carmelita volta e novamente adverte: Marcelo está na hora. Levante e apronte-se.
Carmelita procura se agilizar e chama também a Laurinha. Vai se aprontar minha filha. Precisamos agir e sair.
Café tomado, dentes escovados, o tempo parece voar.
- Filha não esqueça de perguntar à professora para que dia é o trabalho marcado. Por favor, não deixe de comer o lanche. Ele está muito gostoso. Você precisa se alimentar melhor.
Marcelo está pronto?
Vamos, quero fechar a casa. Precisamos ir.
- Mãe, a tarde haverá reunião dos adolescentes na igreja. Eu posso ir?
Claro que pode, meu filho, mas preste atenção no horário de voltar para casa. Você não deve chegar a noite.
Saem os três.
Chegam ao ponto de ônibus e despedem carinhosamente.
Os filhos vão para a escola e Carmelita segue para o trabalho. Ela agradece a Deus por não ter que trabalhar o dia inteiro. Do contrário, seria muito difícil conciliar o tempo, já que tem muitas coisas a fazer.
Dirigindo-se para o trabalho, a mente de Carmelita divaga em meio a tantos pensamentos e responsabilidades a cumprir. Sua história poderia ser triste se ela não tivesse a estrutura emocional que tem. Casara muito jovem e não fora feliz com seu companheiro. Aos poucos, diante dos problemas e desafios da vida a dois, ela via aproximar a fragilidade que estava chegando seu casamento.
Mergulhada em suas considerações, quase não percebe que o ônibus chegara ao seu destino. Desce apressada visto que mil e uma coisas estavam à sua espera. Terminadas suas tarefas na Indústria de Laticínios Leite Bom, retorna à sua casa pensando também no retorno das crianças.
Joaquim, seu marido, também chega e a procura para uma conversa.
A tênue linha que ainda a unia a seu esposo, rompeu-se de vez quando ele declarou veementemente que não mais queria continuar com as suas responsabilidades de chefe de família. Queria sim viver a sua própria vida. Diante da decisão do esposo, Carmelita não teve muitos argumentos, já que nem sempre era ouvida nas suas colocações.
Joaquim deixou-a com os seus dois lindos filhos, ainda menores. Prometeu inicialmente ajudá-la, mas acabou não cumprindo sua promessa.
Foram dias sombrios para Carmelita. A dor intensa da desilusão fora somada à enorme tarefa de acumular duas responsabilidades – ser pai e mãe ao mesmo tempo.
À noitinha, vai conversar com os filhos sobre as atividades de cada um, desenvolvidas durante o dia. Fala também da decisão do pai deles e a sua irredutibilidade. De repente, o Marcelo, seu filho mais velho não esconde sua satisfação e diz:
- Mãe, mas é tão bom a senhora estar aqui com a gente! Sua presença nos anima em nossa jornada. É com a senhora que sempre contamos. Ali mesmo os três se abraçam num místico de emoção.
Um dia, Carmelita em meio às suas muitas preocupações e até às vezes passando por momentos difíceis, recebe a visita de um casal, que apesar de não ser conhecido tratou aquela família com um singular carinho, se dispondo inclusive auxiliá-la no que fosse necessário. Carmelita sentiu leveza do seu fardo, recebeu um novo ânimo para viver, novas perspectivas de vida e até um amor dobrado pelos filhos, com certeza de vitória.
Hoje, mãe e filhos estão razoavelmente bem. Ela está aposentada, com um salário que dá para sobreviver dignamente. Marcelo e Laurinha terminaram a Faculdade, casaram e estão muito bem colocados no mercado de trabalho que escolheram. Moram próximos da casa da mãe, a fim de lhe prestarem assistência, quando necessário.
A história de Carmelita é um tipo de história que muito acontece em nossos dias, por diversos motivos, casamentos desfeitos, como o dela, mães solteiras, bem como casos de viuvez e outros. Atitudes de infidelidade, desamor, desavenças, rejeições têm tornado frágeis os laços do relacionamento familiar. Mas graças a Deus porque Ele mesmo tem estendido sua misericórdia, sustentando a vida de muitas Carmelitas.


Maria Loussa

Sobre a obra

Um Conto que retrata situações dos dias atuais

compartilhe



informações

Autoria
Maria Loussa
Downloads
203 downloads

comentários feed

+ comentar
celina vasques
 

Inicio com prazer e carinho a sua votação!
beijo no coração!

celina vasques · Manaus, AM 23/9/2008 21:36
sua opinião: subir
clara arruda
 

Deixo meu carinho nesse conto maravilhoso.Quem é pai e mãe sabe a
a luta para criar os filhos.
Um beijo minha querida em seu coração.

clara arruda · Rio de Janeiro, RJ 24/9/2008 00:13
sua opinião: subir
Ailuj
 

Oi amiga
Obrigada pela visitinha no Recanto,não sabias que estava aqui tambem
Adorei sua PRIMAVERA e seu cantinho lá
Deixando meus carinhosos votos aqui
Beijo grande

Ailuj · Niterói, RJ 24/9/2008 10:16
sua opinião: subir
Doroni Hilgenberg
 

Maria,
Sua história, de tão verdadeira
esta se tornando comum.
Mas estas mães que também são pais,
é que se tornam dignas e impregnadas de valores.
bjsssssss

Doroni Hilgenberg · Manaus, AM 24/9/2008 11:40
sua opinião: subir
Guto Maia
 

Votos de felicidade. Mulheres guerreiras criam filhos guerreiros.
Beijos.

Guto Maia · São Paulo, SP 24/9/2008 20:00
sua opinião: subir
Maria Loussa
 

Queridos,
Obrigada pelas palavras, comentários e votos.
Beijos.

Maria Loussa · Goiânia, GO 25/9/2008 15:18
sua opinião: subir

Para comentar é preciso estar logado no site. Faça primeiro seu login ou registre-se no Overmundo, e adicione seus comentários em seguida.

baixar
pdf, 5 Kb

veja também

filtro por estado

busca por tag

observatório

feed
Nova jornada para o Overmundo

O poema de Murilo Mendes que inspirou o batismo do Overmundo ecoa o "grito eletrônico" de um “cavaleiro do mundo”, que “anda, voa, está em... +leia

revista overmundo

Você conhece a Revista Overmundo? Baixe já no seu iPad ou em formato PDF -- é grátis!

+conheça agora

overmixter

feed

No Overmixter você encontra samples, vocais e remixes em licenças livres. Confira os mais votados, ou envie seu próprio remix!

+conheça o overmixter

 

Creative Commons

alguns direitos reservados