Palavras, de Sylvia Plath

1
Fernando Alsandálio · Nova Era, MG
3/8/2016 · 1 · 0
 


*Aço
Contra o tronco que retine,
E os ecos!
Ecos a galope
Desde o centro como corcéis.

A seiva
Nasce qual lágrimas, qual
Água tentando
Restaurar seu espelho
Sobre a rocha

Que tomba e rola,
Um crânio alvo,
Devorado pelas ervas.
Eras mais tarde eu
Dou com elas no caminho-

Palavras áridas, sem rédeas,
O infatigável tropel.
Nisso
Das entranhas do poço, estrelas fixas

Governam uma vida.


WORDS
Axes
After whose stroke the wood rings,
And the echos!
Echos traveling
Off from the center like horses.
The sap
Wells like tears, like the
Water striving
To re-establish its mirror
Over the rock
That drops and turns,
A white skull,
Eaten by weedy greens.
Years later I
Encounter them on the road —
Words dry and riderless,
The indefatigable hoof-taps.
While
From the bottom of the pool, fixed stars
Govern a life.

*Axe: machado, trocado por Aço.

Sobre a obra

Tradução do poema de Sylvia Plath "Words"

compartilhe



informações

Autoria
Fernando Alsandálio
Ficha técnica
Poesia traduzida
Downloads
57 downloads

comentários feed

+ comentar

Para comentar é preciso estar logado no site. Faça primeiro seu login ou registre-se no Overmundo, e adicione seus comentários em seguida.

baixar
pdf, 2 Kb

veja também

filtro por estado

busca por tag

revista overmundo

Você conhece a Revista Overmundo? Baixe já no seu iPad ou em formato PDF -- é grátis!

+conheça agora

overmixter

feed

No Overmixter você encontra samples, vocais e remixes em licenças livres. Confira os mais votados, ou envie seu próprio remix!

+conheça o overmixter

 

Creative Commons

alguns direitos reservados