Paradoxal

1
Naggai Monteiro · Salvador, BA
1/5/2009 · 18 · 38
 

Tem horas que sou madre,
Com pitadas de herege.
Tem horas que te digo adeus,
Mas na verdade é um até breve.
Adoro me fazer de santa para encobrir minha má conduta,
Mas você sabe que quando te pego, eu esqueço o que é ser culta.

Isso é paradoxo, sou paradoxal!
Meu instrumento de amor, não é instrumental!
O prazer de ter sua alma, não é só carnal!
Vai além de todos os sentidos, é algo visceral!

Tem dias que sou nobreza,
Parecida com a plebe.
Quem manda na minha vida sou eu!
Mas no fundo é você quem a rege!
Sou sua erva daninha, sou sua cura,
Com teor maquiavélico exalando candura.

O meu jeito é paradoxal!
Os extremos se unem para causar o equilíbrio total!
Eu confesso o que sou, sou sua bandida heroína meu bem!
Você acha isso absurdo, com a lógica de gostar também!

Sou sua em nome da lei
Em nome do marginal
Em nome do prazer, na frigidez da volúpia verbal.




Sobre a obra

Como escrevi no meu perfil, sou um paradoxo, então esse texto é um pouco de mim, ou seja, meio auto biográfico, e de várias mulheres espalhadas pelo mundo. Então mulheres expressem as suas opiniões e homens observem como nós mulheres somos de uma forma bem simplória!!!!

compartilhe



informações

Autoria
Naggai Monteiro
Downloads
219 downloads

comentários feed

+ comentar
menina_flor
 

Olá Naggai,
Que belo poema! Os versos tem uma cadencia que nos levam por tantos caminhos.
A alma feminina é mesmo assim: cheia de contradições, de fases, momentos. Você tem razão: somos mesmo almas paradoxais.
Volto..
Parabéns.
Beijos
Patty

menina_flor · Rio de Janeiro, RJ 29/4/2009 16:00
sua opinião: subir
LAURO WINCK
 

Votando, da rodoviária de Porto Alegre, depois comento.
bjs

LAURO WINCK · Rio Pardo, RS 29/4/2009 16:07
sua opinião: subir
Doroni Hilgenberg
 

Naggai,
toda a mulher tem um paradoxo dentro de si.
mas creio que entre o ser e não ser sempre sobressai
nosso lado mais sentimental.
bjs

Doroni Hilgenberg · Manaus, AM 29/4/2009 16:28
sua opinião: subir
Cláudia Campello
 

Uau !!!! isso da musica da boa.
tem rima quente... e ate parece eu..meio santa, meio devassa, rsrs
paradoxal... alem do normal. Eita, somos nós 1rsrs

mulher, adorei esse poema cançao.

bjss;)

Cláudia Campello · Várzea Grande, MT 29/4/2009 17:32
sua opinião: subir
Mirtes Carvalho
 

Naggai querida acredito que todos no amor, espelhado pela sua poesia, somos PARADOXAL. Uma certeza é esta frase:
Quem manda na minha vida sou eu!
Mas no fundo é você quem a rege!
\não precisa dizer mais nada, não? Parabéns!
Bjs, Mirtes Carvalho

Mirtes Carvalho · Rio de Janeiro, RJ 29/4/2009 17:35
sua opinião: subir
Naggai Monteiro
 

Greta - concordo que agimos conforme nosso estado de espírito, mas isso vai do perfil e personalidade de cada um, eu por exemplo, tenho uma personalidade forte, isso fica explícito nos meus textos. Mas quem tem a personalidade mais sensível, age sempre de forma passional.

Patty - essas contradições fazem parte da minha vida, sou muito ligada às teorias marxistas, principalmente a dialética que Marx conceitua como: " as transformações mediante às contradições".

Lauro - esperarei e cobrarei o seu comentário, mas obrigada por passar por aqui.

Doroni - no meu caso sempre opto pelo meu lado racional, não sou muito sentimental rsrsrs!!!

Claudinha - é muito bom tê-la de volta, senti sua falta no texto anterior, espero vê-la por lá.

Mirtes - sempre doce e certeira nos seus comentários.

A todos um beijo, adorei os comentários, o que para mim é sempre uma troca, e espero que voltem para votar!!!

Naggai Monteiro · Salvador, BA 29/4/2009 18:55
sua opinião: subir
patriciaborato
 

Olha naggai, toda baiana que eu conheço escreve bem pra caramba! E voce é um prazer conhecer neste texto visceral!A frase mais bonita que vi até agora, este ano, eu vi com você:"o prazer de ter sua alma não é só carnal", uma pintura!! Parabéns! Bjin.

patriciaborato · Rio de Janeiro, RJ 29/4/2009 19:18
sua opinião: subir
azuirfilho
 

Naggai Monteiro · Salvador (BA)
Paradoxal
Trabalho gracioso, alegre e inspirador.
Tudo a ver com a realidade, em tudo tem sonho a brilhar.
Floresce em cada contradição, como sintese e amor ideal.
Parabéns .
Abração amigo

azuirfilho · Campinas, SP 29/4/2009 19:51
sua opinião: subir
llamar al pan
 

Enquanto lia seu texto fiquei imaginando ouvir estes versos em uma canção... Sua poesia é melódica! Gostei de conhecer fragmentos de sua alma feminina e de sua paradoxalidade...

llamar al pan · Belo Horizonte, MG 29/4/2009 20:55
sua opinião: subir
joe_brazuca
 

dualismo verdadeiro...todos vivemos por ai...
muito bom !
vc escreve magnificamente !
um beijo !
( ah !...tb ouvi música no texto...)

joe_brazuca · São Paulo, SP 29/4/2009 21:42
sua opinião: subir
Rosane Mergener
 

Mulher cheia de fazes...assim somos nós...
Complicadas? Inconstantes?
Simples assim....tal qual tu descreves...
Uma delicia ler isso!
Amei!

Rosane Mergener · Mauá, SP 29/4/2009 23:04
sua opinião: subir
graça grauna
 

Naggai, você existe de verdade, verdadeira. Parabens, é bom estar aqui. Bjos.

graça grauna · Recife, PE 30/4/2009 11:34
sua opinião: subir
nina poeta
 

Ê dualidade, a dicotomia do universo feminino...rs há quem tente entender sem saber que não podeeeeeee, né não, minha flor? Adoro!! bjs.

nina poeta · Rio de Janeiro, RJ 30/4/2009 11:54
sua opinião: subir
Naggai Monteiro
 

Caros Llamar e Joe,
Realmente algumas coisas que posto são músicas minhas e essa, por exemplo é uma letra que escrevi para uma cantora chamada Márcia Castro. Achei tão forte e precisa que resolvi postar aqui para compartilhar com vocês!!
Beijos a todos!!!

Naggai Monteiro · Salvador, BA 30/4/2009 19:54
sua opinião: subir
wancisco franco
 

Sua duadlidade feminina está presente no universo masculino tanto quanto. Com a diferença que vocês mulheres são capazes de encarar isso com muito mais desprendimento.
Parabéns pelo texto.

wancisco franco · São Paulo, SP 30/4/2009 20:11
sua opinião: subir
Samuel Luciano Assunção
 

"O prazer de ter sua alma, não é só carnal!
Vai além de todos os sentidos, é algo visceral!"

ei naggai...prazer em te ler.

Samuel Luciano Assunção · Angra dos Reis, RJ 30/4/2009 22:55
sua opinião: subir
Liz Hermann
 

Linda letra Naggai, quero ouvir a melodia.
Adorei o "simplória" rssss
Beijos de luz... Liz

Liz Hermann · São Paulo, SP 1/5/2009 05:55
sua opinião: subir
Greta Marcon
 

Toda mulher que ama de verdade [não falo de donzelas], tem esse paradóxo. Mergulhei de cabeça no teu poema. Muito real. Daria um belo samba para a "Marrom" cantar...
Votado
Bjssss paradoxais

Greta Marcon · Ponte Nova, MG 1/5/2009 16:06
sua opinião: subir
Rosane Mergener
 

beijo

Rosane Mergener · Mauá, SP 1/5/2009 22:55
sua opinião: subir
patriciaborato
 

Voltando! Bjs.

patriciaborato · Rio de Janeiro, RJ 2/5/2009 00:26
sua opinião: subir
Doroni Hilgenberg
 

voltando
bjs

Doroni Hilgenberg · Manaus, AM 2/5/2009 02:18
sua opinião: subir
sheila duarte
 

" Com teor maquiavélico exalando candura". A mulherada não é facil não: parodoxo da fragilidade e fortaleza, do sensível e pragmático, enfim tantos paradoxos guardam o ser feminino. Adorei. Votado!

sheila duarte · São Paulo, SP 2/5/2009 16:00
sua opinião: subir
Daniele Boechat
 

Naggai. tem música aí, hein menina? Muito paradoxal, mas, muito humano. òtimo! bsj.

Daniele Boechat · Rio de Janeiro, RJ 2/5/2009 21:01
sua opinião: subir
Samuel Luciano Assunção
 

votando

Samuel Luciano Assunção · Angra dos Reis, RJ 3/5/2009 01:05
sua opinião: subir
graça grauna
 

voltando

graça grauna · Recife, PE 3/5/2009 08:58
sua opinião: subir
Naggai Monteiro
 

Overmanos queridos,
Obrigada por estarem aqui presentes, pelos comentários e pelos votos, que cada um sinta-se beijado em cada parte paradoxal imaginado por cada um rsrsrs!!!
Beijão!!

Naggai Monteiro · Salvador, BA 3/5/2009 19:48
sua opinião: subir
Pedro Monteiro
 

Estimada amiga Maggai.
Este é o retrato perfeito da condição humana "normal".
Somos Santos e Demônios, dependendo da situação, ou dos olhos de quem nos vêem.

Beijos

Pedro Monteiro · São Paulo, SP 4/5/2009 08:47
sua opinião: subir
graça grauna
 

graça grauna · Recife, PE 4/5/2009 08:53
sua opinião: subir
O NOVO POETA.(W.Marques).
 

O meu jeito é paradoxal!
Os extremos se unem para causar o equilíbrio total!
Eu confesso o que sou, sou sua bandida heroína meu bem!
Você acha isso absurdo, com a lógica de gostar também!


escreve bonito demais querida poetisa, parabéns.votado.

O NOVO POETA.(W.Marques). · Franca, SP 4/5/2009 12:03
sua opinião: subir
Naggai Monteiro
 

Pedro querido - obrigada por sempre me apoiar.

Graça - você sempre tão graciosa e sempre presente.

Novo Poieta - obrigada pelos elogios, sinceramente, me sinto muito lisonjeada e feliz.

Beijão a todos vocês e aos demais manos do Over.

Naggai Monteiro · Salvador, BA 4/5/2009 12:08
sua opinião: subir
Aube
 

Naggai!
Salve, salve! Maravilhoso o seu Paradoxal, que é tão você e que é tão eu. Sou uma série vertiginosa de paradoxos e adorei seus versos!
Muito bom!
Mil beijos abaianados,
Aube.

Aube · Salvador, BA 4/5/2009 12:16
sua opinião: subir
Juliana S. Valis
 

Lindo poema, parabéns !

Juliana S. Valis · Brasília, DF 4/5/2009 23:41
sua opinião: subir
Naggai Monteiro
 

Beijos abaianados para você também Aube!!!!
Juliana - obrigada pela presença.

Naggai Monteiro · Salvador, BA 5/5/2009 18:48
sua opinião: subir
 

Menina NAggal...que paradoxo mais sensual!
Uma delícia de ler e de ser...
Amei sua escrita
beijos
VaniaViana

· , 9/5/2009 18:59
sua opinião: subir
menina_flor
 

Olá Naggai,
Apesar do atraso: voltei e votei.
Sucesso sempre!
Bjos
Patty

menina_flor · Rio de Janeiro, RJ 9/5/2009 22:06
sua opinião: subir
Cláudia Campello
 

adoro te ler, poetisa, adoro.

bjssssss;)

Cláudia Campello · Várzea Grande, MT 11/5/2009 06:06
sua opinião: subir
Raiblue
 

Neggai,querida,mais um poema genial!
Paradoxal eu sou,mas quem não é?rss

Essa é a nossa condição de humanos...
Poema muito melódico!!

Adorei,querida!!
Bluebeijokas

Raiblue · Salvador, BA 18/5/2009 23:29
sua opinião: subir
Onivaldo Paiva
 

Maquiavélica e genial, esta Naggai Monteiro.
Angélica, mas paradoxal: "exalando candura",
ora é "erva daninha", ora é cura!
De dia, heroína, de noite, bandida!
De pé, pura e fina. Deitada, volúpia fingida!

Tem dias que é toda nobreza
E adora se "fazer de santa"
Mas tem horas que diz adeus,
e pisoteia e espanta.

Santa e bandida, heroína ou daninha?
"Tem horas que" é trevas, e horas, luzeiro!
Mas que felicidade a minha
em ler os versos da Naggai Monteiro

(e me perdoem as toscas rimas, ai, ai)

Onivaldo Paiva · Uberlândia, MG 19/6/2009 22:03
sua opinião: subir

Para comentar é preciso estar logado no site. Faça primeiro seu login ou registre-se no Overmundo, e adicione seus comentários em seguida.

baixar
pdf, 2 Kb

veja também

filtro por estado

busca por tag

revista overmundo

Você conhece a Revista Overmundo? Baixe já no seu iPad ou em formato PDF -- é grátis!

+conheça agora

overmixter

feed

No Overmixter você encontra samples, vocais e remixes em licenças livres. Confira os mais votados, ou envie seu próprio remix!

+conheça o overmixter

 

Creative Commons

alguns direitos reservados