Pele por pele....

1
Marianne Outeiro · Uberlândia, MG
8/8/2008 · 87 · 10
 

Pele por pele já não sabia mais
Que o lúcido era quimera de carnaval
Onde estava a pele?
Onde estava o mais?
Onde estariam os dons da moça
Os dotes do tempo, agora
Subsídios de apostas no introspecto
No além desejado
Por toda a alquimia
Frágil no alcance, finito tempo
Canibal

De mãos maiores que se abrem
E soltam outras mãos menores
Pra deixar o tempo cuidar
Pele por pele
Do gélido alcance, distante seguinte
Ao achar, ao deixar
Como se fosse voraz, ao desfolhar-me
As células da pele, hospedes
Da pele de outrem

Por fininho se assombra
O carinho cochilo
Da paz juntinha.
O caminho de um
Que é o diminutivo de dois
Voraz o tempo
Da pele na pele
Do todo.
Fecho-me em copas
Abro-me em suspiros
Crio meus próprios fantasmas
Deixo minha solidão nua, expondo
Toda a pele:
Canibal.

Sobre a obra

O fim de um relacionamento no fim de tantos...E tudo que passa na nossa cabeça, o quanto o tempo é estranho, o quanto o amanha é agora...e todas as formas de ver isso acontecer...

compartilhe



informações

Autoria
Marianne Outeiro
Downloads
319 downloads

comentários feed

+ comentar
Pepê Mattos
 

Sem maniqueísmos, todo fim representa um recomeço... Dito assim, pode soar até desumano... Não nos tornamos mais desumanos porque algo dentro de nós acabou... Nesse caso, eu já me desumanizei umas três vezes - até onde conseguir contar... Não tema, poeta, ainda nos resta a poesia... Puxa, queria lhe recomendar algo mais alegre, contudo, por hora, só tenho esse... Abraços...

Pepê Mattos · Macapá, AP 4/8/2008 23:27
2 pessoas acharam útil · sua opinião: subir
Marianne Outeiro
 

A imagem nao carregou....mas tudo bem...hehehe
=]

Marianne Outeiro · Uberlândia, MG 4/8/2008 23:28
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Carlos ETC
 

Belos versos, Marianne!
Gostei muito do jogos de palavras e sentidos que usou. E, mais que isso, gostei do resultado final que seu poema expressa.
Uma beleza só!
Abraço!
http://interludios.blogspot.com

Carlos ETC · Salvador, BA 4/8/2008 23:39
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Nydia Bonetti
 

Sempre voraz, o tempo... Absolutamente canibal.
Como disse Pepê, resta-nos a poesia.
Muito bom, Marianne.
Beijos

Nydia Bonetti · Piracaia, SP 5/8/2008 00:17
3 pessoas acharam útil · sua opinião: subir
Renato de Mattos Motta
 

...mas é muito claro de ver
onde estão os dons da moça
pelo menos da moça Marianne
que se fecha em copas
e se expõe nua
à sanha canibal do tempo
guardando sua semente sob a pele
nas entranhas
de onde nasce
poesia.

lindo!
delicioso!

Volto certamente!

um graande beijo!

Renato de Mattos Motta · Porto Alegre, RS 5/8/2008 07:58
2 pessoas acharam útil · sua opinião: subir
Saramar
 

Sempre o amor, desfacelando a pele, ao arrancar-se...
Gostei muito do seu poema!

beijos

Saramar · Goiânia, GO 6/8/2008 01:22
2 pessoas acharam útil · sua opinião: subir
Renato de Mattos Motta
 

Marianne
vim trazer meu voto
e aproveito
pra deixar
um beijo!

Renato de Mattos Motta · Porto Alegre, RS 7/8/2008 00:47
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
O NOVO POETA.(W.Marques).
 

belo poema.votado.

O NOVO POETA.(W.Marques). · Franca, SP 7/8/2008 08:38
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Neutzscha
 

Voraz o tempo
Da pele na pele
Do todo.
Fecho-me em copas
Abro-me em suspiros
Crio meus próprios fantasmas
Deixo minha solidão nua, expondo
Toda a pele:
Canibal.

Esse é o poema todo ou toda a dor.

Bravos!
BJS
ND

Neutzscha · Campinas, SP 11/8/2008 23:33
sua opinião: subir
Carlos Mota
 

sem comentários,
até porque o Renato já disse tudo
e novamente o ritmo!
beijo,

Carlos Mota · Goiânia, GO 17/8/2008 14:22
sua opinião: subir

Para comentar é preciso estar logado no site. Faça primeiro seu login ou registre-se no Overmundo, e adicione seus comentários em seguida.

baixar
pdf, 2 Kb

veja também

filtro por estado

busca por tag

revista overmundo

Você conhece a Revista Overmundo? Baixe já no seu iPad ou em formato PDF -- é grátis!

+conheça agora

overmixter

feed

No Overmixter você encontra samples, vocais e remixes em licenças livres. Confira os mais votados, ou envie seu próprio remix!

+conheça o overmixter

 

Creative Commons

alguns direitos reservados