PERUS DOS DESAPARECIDOS

Azuir Filho.
1
azuirfilho · Campinas, SP
14/9/2009 · 30 · 26
 

PERUS DOS DESAPARECIDOS

Tempo de desumanidade, do desespero mais total.
Uma ordem de brutalidade da repressão sem igual.
Um crime de violação, para sempre ser lembrado.
Perus uma revelação, do desaparecido Assassinado.

Todo mundo ignorando, ninguém vendo a realidade.
Cada um se apavorando, a sua forma de sociedade.
Se transformou benção, em cada morto encontrado.
Perus uma revelação, do desaparecido Assassinado.

Sempre se buscou saber, sempre se tentou localizar.
Como Obrigação e dever, para as famílias informar.
Questão de humanidade, e afinal a justiça venceu.
Em Perus Luminosidade, onde a verdade floresceu.

Em 90 foi feita uma CPI, em SP Câmara Municipal.
Foi um momento de redimir, e esclarecer todo mal.
Do grandioso da Cidade, o desaparecido apareceu.
Em Perus Luminosidade, onde a verdade floresceu.

Uma Vala clandestina, difícil mais foi localizada.
Como força divina, pra toda Justiça ser resgatada.
Houve amor e boa vontade, e a misericórdia se deu.
Em Perus Luminosidade, onde a verdade floresceu.

Tudo estava ocultado, nada valia ou confirmava.
Um tempo infame pesado, com tudo se enganava.
Só de perjuro e atrocidade, e até que a luz se deu.
Em Perus Luminosidade, onde a verdade floresceu.

Cada família persistiu, pro ente querido encontrar.
Cada um tanto insistiu, fizeram as condições criar.
Foi um banho de dignidade, a repressão se recolheu.
Em Perus Luminosidade, onde a verdade floresceu.

Foi em vala clandestina, que a luz foi encontrada
Gente Americana e latina, e brasileira chacinada.
Ossadas de afetividade, eram 1049 e nos comoveu.
Em Perus Luminosidade, onde a verdade floresceu.

Corpos foram enterrados, numa forma pra despistar.
Com nome falso ou trocado, alguma forma a enganar.
No matar e ocultar a verdade, a Ditadura se perdeu.
Em Perus Luminosidade, onde a verdade floresceu.

A Prefeita Luiza Erundina, que ordenou a apuração.
Com sua alma diamantina, aliviou toda nossa nação.
Decidida e de humanidade, em nada ela esmoreceu
Em Perus Luminosidade, onde a verdade floresceu.

Tudo se ficou sabendo, todo crime foi revelado.
A Ditadura enfraquecendo, envergonhada todo lado.
Foi a Vitória da humildade, Glória que Deus deu.
Em Perus Luminosidade, onde a verdade floresceu.

PERUS E TANTA GENTE
PRA SEMPRE LEMBRAR

A tristeza infinita, também todo orgulho e glória.
Viveram paixão renhida, fizeram incrível História.
Denis Antonio Casimiro,e Frederico Eduardo Mayr.
Sacrificados em martírio, pra mundo novo construir.

Emanuel Bezerra Santos, e Elder José Gomes Goulart.
Humanidade e encantos, na renúncia e no sacrificar.
Nossos jovens mais valentes, as razões para louvar.
E tantas outras gentes, pra sempre vamos lembrar.

Sonia Moraes Angel, Lana, Antonio Carlos Bicalho.
A nobreza mais querida, o amor, estudo e trabalho.
Admiráveis nossos parentes, Anjos do nosso buscar.
Não foram omissos ausentes, patriotas pra lembrar.

Hiroaki Torigoe, amado e venerável Flávio Molina.
Um povo determinado, que se insurge e nos anima.
Não ser indiferente, na opressão não se acovardar.
Sempre vivos na gente, Fizeram a Nação Honrar.

Salve Hélcio Pereira fortes, e Isis Dias de Oliveira.
Na Tortura eté a mortes, redimem a raça brasileira.
Adoráveis e tão pungentes, estão em nosso sonhar.
E tantas outras gentes, que pra sempre vamos lembrar.

Luiz José da Cunha bendito, Thomas Meirelles Neto.
No aspirar o mais querido, a liberdade mais perto.
Tão heróicos, em frentes, iluminados no sonhar.
Como Zumbi e Tiradentes, Castro Alves no louvar.


Perus é Deus Pai presente.
Com sua luz a iluminar.
Cada um é irmão nossa gente.
Pra com amor partilhar.

Azuir Filho e Turmas: Do Social da Unicamp e, de Amigos, de: Rocha Miranda, Rio, RJ e, de Mosqueiro, Belém, PA.


Poesia de Homenagem ao Povo Brasilrito, e a todos que em meio a suas dores se superaram e criaram as condições pra o Mistério dos desaparecidos políticos ser revelado. Graças ao esforço de investigação dos amigos e parentes dos desaparecidos, e a humanidade, solidariedade e colaboração dos trabalhadores dos cemitérios, que patriotamente informaram e delinearam a trajetória da vida a morte, que os agentes policiais de plantão, em nome dos dominadores tentaram apagar e não conseguiram por ser mais forte no Mundo de Deus o Desejo da Justiça e da Luz. Mataram e ocultaram mais ficou um rastro que foi seguido incansavelmente a verdade triste foi descoberta e revelada dos Mártires e dos Algozes.

Sobre a obra

Obra de Louvor ao Povo Brasileiro por seu Exemplo de Humanidade e Cidadania.
Não aceitou o Governo Ditatorial e foi torturado e morto com desaparecimento do corpo, não foi esquecido pelos seus, que também foram perseguidos e que acreditaram na Justiça, e que encontraram apoio e solidariedade, nos trabalhadores humildes dos Cemitérios, que informaram e ajudaram até construírem o Caminho da Localização dos Mortos pela Ditadura e do Resgate da condição Humana que a esses mortos tinha sido negada e omitida com a ocultação dos cadáveres..
A Luz foi construída com a Ajuda de Deus e de seus filhos que sensibilizados informaram, e a História Criminosa foi Revelada.
Saudades aos jovens desprendidos que como Cunhambebe, Aimberê, Zumbi, Ajuricaba, Sepê Tiaraju, Frei Caneca, Padre Miguelinho, Castro Alves, Sabino, Sabina, Tiradentes, Manoel Faustino, João de Deus, Lucas Dantas e tantos que até foram esmagados e crucificados como o Cristo, mais que ressurgiram em Glória.

tags

compartilhe



informações

Autoria
Azuir Filho e Turmas: Do Social da Unicamp e, de Amigos, de: Rocha Miranda, Rio, RJ e, de Mosqueiro, Belém, PA.
azuirfilho@superig.com.br
azuirferreiratavares@gmail.com
Ficha técnica
Louvor ao Povo Brasileiro que em Perus tem Registra a sua História Triste mais Heróica. Não aceitou o Governo Ditatorial que submeteu o povo a tortura e morte com desaparecimento dos corpos, igual à Argentina, Chile e outros e afinal se libertou e Limpa a sua História de Martírio e Dignidade.
Downloads
284 downloads

comentários feed

+ comentar
graça grauna
 

Azuir, você é um grande guerreiro; um poeta que faz história. Pela liberdade de expressão, pelos Direitos Humanos, sempre. Aceite meu profundo respeito e afetuoso abraço. Bjos, Grauninha

graça grauna · Recife, PE 14/9/2009 19:30
sua opinião: subir
assis pio
 

votado

assis pio · Aurora, CE 14/9/2009 21:15
sua opinião: subir
José Carlos Brandão
 

Os crimes contra o homem não ficarão impunes.

José Carlos Brandão · Bauru, SP 14/9/2009 21:19
sua opinião: subir
menina_flor
 

Amigo poeta e historiador Azuir: muita história e informação você nos traz. Não permite que fatos assim tão importantes que marcaram nossa história e vida fiquem adormecidos em nossas mentes.
Ter alguém 'desaparecido', sem paradeiro é tão desesperador que até mesmo a noticia da morte e encontrar um corpo já traz alivio.
Um belo trabalho.
Parabéns.
Abraços com carinho,

Patty

menina_flor · Rio de Janeiro, RJ 14/9/2009 21:41
sua opinião: subir
Clésio Tapety - Cultura da Paz
 

É bom lembrar que há ainda países que passam por períodos obscuros na atualidade. Em algum lugar do mundo, hoje, alguém está “desaparecendo”. Parabéns pelo trabalho, Azuir.

Clésio Tapety - Cultura da Paz · São Paulo, SP 14/9/2009 21:43
sua opinião: subir
Sônia Brandão
 

Um dia a verdade aparece. A luta deve ser constante para que isso aconteça.

Sônia Brandão · Bauru, SP 14/9/2009 22:32
sua opinião: subir
Carlos Venttura
 

Meu mestreeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeee!

Parabénssssssssssssssssssssssss

Carlos Venttura · Suíça , WW 14/9/2009 22:51
sua opinião: subir
Greta Marcon
 

A verdade sempre acaba aparecendo. A justiça tarda, mas não falha,
muito menos da justiça Divina.
Votado
Beijos

Greta Marcon · Ponte Nova, MG 14/9/2009 23:24
sua opinião: subir
Juscelino Mendes
 

Por pouco não fiz parte dessa lista maligna! Bom trabalho, meu caro. "Tortura [e morte] nunca mais!
Abraço.

Juscelino Mendes · Campinas, SP 15/9/2009 01:00
sua opinião: subir
kfarias
 

Mestre e Poeta Azuir, parabéns, por mais esse belo e esclarecedor trabalho poesia-jornalistico.
Obrigado pelo convite e pela grande permissão de mais aprender,
abraços
kfarias.

kfarias · Águas de Lindóia, SP 15/9/2009 07:13
sua opinião: subir
Cezar Ubaldo
 

Azuir,daqui de Feira de Santana tivemos um revolucionário,o Santa Bárbara que também colocou-se contrário aos desmandos.É muito importante,sim,colocar na tela as pessoas que perderam a vida por uma causa e,em muitos casos,assassinados sem necessidade.Mais uma vez o saúdo,caro historiador.Abraços.

Cezar Ubaldo · Feira de Santana, BA 15/9/2009 07:22
sua opinião: subir
raphaelreys
 

A vida é uma aventura inusitada,cheia decomédias e tragédias.

raphaelreys · Montes Claros, MG 15/9/2009 09:52
sua opinião: subir
Laila Murad
 

Olá Amigo Azuir:
Você, como sempre, um mestre em homenagens justas, desta vez como uma denúncia dos desmandos da tortura, esclarecendo um fato desconhecido de muitos brasileiros(inclusive da minha parte), que você tão bem esclarece e denuncia.
Parabéns pelo seu trabalho magistral!
Bjs

Laila Murad · Niterói, RJ 15/9/2009 10:56
sua opinião: subir
Aldy Carvalho
 

Aldy Carvalho · São Paulo, SP 15/9/2009 10:57
sua opinião: subir
LAURO WINCK
 

Mais uma vez caro amigo, trazendo à luz pedaços de nossa história, já esquecidos ou ignorados, lembrando-nos que jamais devemos permitir que tais acontecimentos voltem a atormentar nossos dias.
abçs

LAURO WINCK · Rio Pardo, RS 15/9/2009 14:19
sua opinião: subir
Andre Pessego
 

O Brasil sempre teve os dois lados. Se pegarmos as manchetes dos jornais da época vamos encontrar tudo igual ao que encontramos hoje
- Ontem: Bandidos, ladrões criminosos......... Isto desde que negro escravizado fugia.
- Hoje: Bandidos, ladrões, criminosos............. desde o tempo que negro escravo fugia. Hoje, mata-se somente no Rio de Janeiro 13 numa única noite.
- Da Infância, a mesma coisa. Lemos, pois, as primeiras paginas de capitães da Areia de Jorge Amado.

- As torturas para os pobres, os favelados, continuam. E a tortura é tortura em todos os corpos. Ontem no negro "não doia". Hoje no favelado, branco, negro, mameluco, ou cafuso, "ainda não doe".
- É triste, muito triste, alguém ver alguma mudança na DOUTRINA MILITAR DO BRASIL, não mudou nada.
abraço
andré

Andre Pessego · São Paulo, SP 15/9/2009 16:58
sua opinião: subir
victorvapf
 

A revolução saiu de Minas, com ideais democráticos. Juscelino seria colocado no comando do país. No Rio, vitoriosa a empreitada, os ^Generais de pijama^da " Sorbone" deram o golpe e tomaram para si a responsabilidade de comandar o Brasil... Os desastres que ocorreram dai por diante, devem ser debitados ao "apoio" que a 7a frota, que estava fundeada na Baia da Guanabara, deu às Forças Armadas...

victorvapf · Belo Horizonte, MG 15/9/2009 18:16
sua opinião: subir
Ilia Noronha
 

ola professor!!!
Em mt lugares existiu o Governo Ditatorial. Mt prisioneiros, exilados existiram, corpos e desaparecidos ainda não encontrados talvez um misterio que deva ser resolvido para a paz de seus familiares.
Perfeito!!!
Beijussssss

Ilia Noronha · Manaus, AM 15/9/2009 23:04
sua opinião: subir
RUI LÔBO
 

Azuir: Mais uma vez parabéns grande mestre por desenterrar mais uma parte de uma triste história, que, como a do holocausto judeu, deve ser sempre lembrada,mesmo com o onus da dor que dilacera a nossa alma, para que nunca e em tempo algum, venha jamais se repetir. Bravo! Axé!

RUI LÔBO · Brumado, BA 16/9/2009 10:25
sua opinião: subir
Ana Cris
 

azuir, seus versos-denúncia são importantes, obrigada por dividi-los conosco...

Ana Cris · São Paulo, SP 16/9/2009 11:22
sua opinião: subir
Sander Machado
 

Que em algum lugar esse batismo de sangue seja perdoado e quem os cometeu tenham oportunidade e consciência para reparar seus danos e abusos.
Com paz,

Sander Machado · Porto Alegre, RS 16/9/2009 12:58
sua opinião: subir
Mirtes Carvalho
 

Azuir querido amigo e professor, nunca foram tão bem louvados estes nossos heróis. Deram suas vidas por um ideal de democracia e paz. Quantas famílias enlutadas que até hoje choram o desaparecimento e morte de seus filhos. Obrigada Azuir em nome de todas estas famílias.
Beijos no seu coração desta amiga de sempre, Mirtes Carvalho

Mirtes Carvalho · Rio de Janeiro, RJ 16/9/2009 17:14
sua opinião: subir
Bruno Resende Ramos
 

Azuir,
Lamentavelmente, a história tem do que se envergonhar. Quanto vale uma vida? Não tem preço... Somamos nossa indignação à tristeza dessa gente... Heróis idealistas, lutadores por uma liberdade que não desfrutaram senão em termos ideais.
Temos que nos envergonhar também do agora, das nossas omissões e de não fazermos pelo presente o mercido frutificar de suas idéias.
PArabéns, Azuir.
COm certeza, você fez bater em cadente amargura nosso coração ao ver matéria de tão sublime alcance emocional.

Abraços

Bruno Resende Ramos · Viçosa, MG 16/9/2009 23:18
sua opinião: subir
erhi Araújo
 



Votado!

erhi Araújo · Feira de Santana, BA 22/9/2009 09:33
sua opinião: subir
joe_brazuca
 

isso foi uma HECATOMBE !

joe_brazuca · São Paulo, SP 25/9/2009 12:29
sua opinião: subir
Orisvaldo Tanniy
 

Azuir, grande historiador.Votado.Abra~ços...

Orisvaldo Tanniy · Teresina, PI 8/10/2009 08:16
sua opinião: subir

Para comentar é preciso estar logado no site. Faça primeiro seu login ou registre-se no Overmundo, e adicione seus comentários em seguida.

imagens clique para ampliar

Em Perus Luminosidade, onde a verdade floresceu. zoom
Em Perus Luminosidade, onde a verdade floresceu.
Em Perus Luminosidade, onde a verdade floresceu. zoom
Em Perus Luminosidade, onde a verdade floresceu.
Em Perus Luminosidade, onde a verdade floresceu. zoom
Em Perus Luminosidade, onde a verdade floresceu.
Em Perus Luminosidade, onde a verdade floresceu. zoom
Em Perus Luminosidade, onde a verdade floresceu.
Em Perus Luminosidade, onde a verdade floresceu. zoom
Em Perus Luminosidade, onde a verdade floresceu.
Em Perus Luminosidade, onde a verdade floresceu. Carinho com Jesus e Gentileza. zoom
Em Perus Luminosidade, onde a verdade floresceu. Carinho com Jesus e Gentileza.
baixar
pdf, 6 Kb

filtro por estado

busca por tag

revista overmundo

Você conhece a Revista Overmundo? Baixe já no seu iPad ou em formato PDF -- é grátis!

+conheça agora

overmixter

feed

No Overmixter você encontra samples, vocais e remixes em licenças livres. Confira os mais votados, ou envie seu próprio remix!

+conheça o overmixter