poemethos de avariado

Adroaldo Bauer
1
Adroaldo Bauer · Porto Alegre, RS
28/12/2010 · 4 · 3
 

todo dia é uma vida

Se tenho um sonho eu o persigo
Se tenho um dia a mais eu o bendigo
De Jesus humano recolho
Os bons exemplos de conduta
Assim faço todo dia que vivo
toda hora que tenho é de luta
A minha estrada ainda escolho

Amo vocês
E por isso repito,
toda hora
...todo dia
todo mês
ano a ano
Por isso vivo
porque amo vocês
a lembrança de vocês
a presença de vocês
não é insensatez
é apenas porque
entra ano, sai ano
e são vocês que amo
repito: amo vocês


permanência
Conheci quem deu diamantes
Dou-lhe tão só amor constante


quando o que era mais não é
Paixão adoece
Razão enlouquece
Vazão do mar
e esquece de vazar
o que padece chora
lágrima da hora
riso de outrora
paixão enlouquece
razão adoece
nesse ínterim
pedacinho de nada
que tudo é apenas
a próxima jogada

O amor, por mim, é assim
Olho o espelho é vidro
olho de vidro é espelho
sinto muito mesmo
mesmo muito sinto
entanto se digo
...só digo que sinto
e se dizem que sentem
muito sinto que sintam
não entendo que não falem
se pensara mal de mim
não entendo que não falem
se pensaram bem de mim
só entendo que não falem,
se nada mesmo pensaram
mas sempre estão vigiando
a ti e a mim observando
pra que façamos como querem
então, falo, canto, grito, agito

O amor sabe
Onde esteja se revela
se se ausenta
mais ainda se mostra
e se gosta, tanto diz de si
como diz de quem mais quer
seja homem ou mulher.
muito te quero sempre
é mais que apenas
é ter eriçado pelos
é ter sentido as penas
terno e eterno éter é
é também por amor chamado
por apelos multiplicados
além, muito além da dor
da miséria e da beleza que há
Se de fato um poeta fosse
Versos eu faria pra um poema
Que haveria de cantar as musas
De encantar muitas mulheres
Mesmo as moças,
Se poeta de fato fosse
Não sendo então um poeta
Esse jeito de escrever à compulsão
Dia sim outro não
Semana outra, talvez
De coração alegre
De coração partido
coisa de doido é da vez
Se de fato poeta fosse
Não estaria a pôr-me fantasias
Estaria perambulando por poesias
Se isso é um fato, posso tentar
Fazer alguns versos, rimar
E talvez, alguém, ao ler
Mesmo tais pobres infinitivos
Ante o infinito pouco nobre, dirá
Esse, de fato, um poeta pode ser
Desde que pare de se lamentar
Olhe à volta pra enxergar
A miséria e a beleza que há

compartilhe



informações

Autoria
Adroaldo Bauer
Ficha técnica
versos livres, poemethos de avariado
Downloads
196 downloads

comentários feed

+ comentar
Adroaldo Bauer
 

todas as palavras por ti, adormecida

Adroaldo Bauer · Porto Alegre, RS 26/12/2010 20:41
sua opinião: subir
Cláudia Campello
 

...e me encantas poeta!
adorei....todos.

bjsssss e um 2011 de mta inspiraçao pra ti.

Cláudia Campello · Várzea Grande, MT 30/12/2010 01:08
sua opinião: subir
Cintia Thome
 

''Dou-lhe amizade constante''...diamantes!

FELIZ PASSAGEM JUNTO AOS SEUS MAIS BELOS!

2011 DE ALEGRIAS E SONHOS REALIZADOS.
PQ SONHAR É REALIZAR


GRANDE ABRAÇO POETA AMIGO

Cintia Thome · São Paulo, SP 31/12/2010 06:15
sua opinião: subir

Para comentar é preciso estar logado no site. Faça primeiro seu login ou registre-se no Overmundo, e adicione seus comentários em seguida.

baixar
pdf, 4 Kb

veja também

filtro por estado

busca por tag

revista overmundo

Você conhece a Revista Overmundo? Baixe já no seu iPad ou em formato PDF -- é grátis!

+conheça agora

overmixter

feed

No Overmixter você encontra samples, vocais e remixes em licenças livres. Confira os mais votados, ou envie seu próprio remix!

+conheça o overmixter

 

Creative Commons

alguns direitos reservados