porra! [ver.1]

1
tau. · Paulista, PE
21/7/2006 · 13 · 2
 

E estava lá num doce tão suave que estragava a novidade que viria ser para a boca; a vermelha e crua já não suporta mais o depois, e nem tem capacidade pra aguentar todo esse suor que escreve veneração nas carnes alheias. E vem através de ossos e de cáries, através de sangue e cuspe, de ódio e amor as ilimitações daquele corpo uno, somente nosso, somente meu, egoísta filho da puta, que mata por prazer!
E fica estampada a respiração e batida dos pés e gemidos e porras em uníssonos, e a mão fria de quente sente, aperta e atira tudo que queria desde o começo, o the end menos clichê mas prazeroso, egoísta filho da puta, com objetivos individuais!
E acaba! Acaba e depressão!
Mas cadê o final feliz, colados juntinhos, com abraços e beijinhos e carinhos sem ter fim?

compartilhe



informações

Autoria
relics.
Ficha técnica
17/07/06
Downloads
252 downloads

comentários feed

+ comentar
tau.
 

teste.

tau. · Paulista, PE 19/7/2006 18:02
sua opinião: subir
Fábio Fernandes
 

curioso, deveras curioso.

Fábio Fernandes · São Paulo, SP 21/7/2006 13:39
sua opinião: subir

Para comentar é preciso estar logado no site. Faça primeiro seu login ou registre-se no Overmundo, e adicione seus comentários em seguida.

baixar
txt, 0 bytes

veja também

filtro por estado

busca por tag

revista overmundo

Você conhece a Revista Overmundo? Baixe já no seu iPad ou em formato PDF -- é grátis!

+conheça agora

overmixter

feed

No Overmixter você encontra samples, vocais e remixes em licenças livres. Confira os mais votados, ou envie seu próprio remix!

+conheça o overmixter

 

Creative Commons

alguns direitos reservados