Prosa do Vazio

1
Grobsch · Rio de Janeiro, RJ
16/12/2008 · 107 · 11
 

Eu sinto aquele vazio dos homens incapazes, dos homens infelizes, dos homens, o vazio da incapacidade de ser amado, de se sentir amado e de ver o outro ser e sentir o que falta tanto faz.

Dentro do meu coração o local mais impróprio para certezas é onde estão os tais vazios, e estes apertam todo o sistema emotivo, todo o prazer se esvai, todo o sentimento morre em tal intensidade que a dor do aperto se estende aos braços e paraliza as mãos que escrevem tais frases.

É a total e absoluta falta de alguém para se apaixonar que leva a escrita a correr perdida em frases acavaladas como se todos estivessem em carreira coletiva, em um estouro de manada, em uma convulsão do ódio que brota exatamente no ponto que deveria brotar o amor, plácido ainda este ódio, contudo transformado em fel, ácido veneno que queima e leva os braços semi-paralisados a exagerarem nas frases, nas palavras.

É de fato o último suspiro da esperança concubinado com a última morte do coração apaixonado, que destrói a cada suspiro a verdade, e a dor se encontra com as mãos, o aperto se espalha pela alma e leva os braços a tentar estripar a dor em palavras que a levariam tão longe dos braços e tão perto do coração.

É a dor, apenas a dor resiste ao fim, apenas a dor dos homens incapazes de serem amados, a dor da morte da esperança, da maior das chagas, do veneno ácido que destrói os braços, paralisa as mãos e as palavras, a dor de se sentir solitário, sem esperanças, sem futuro, sem vida, sem morte, sem ser, viver, amar.

A pior das dores humanas é a da morte da esperança, quando um sorriso, um gracejo, um beijo de alguém que tanto se gosta, não converte a dor em esperança e sim em desconfiança.

É assim a dor da morte da esperança, quando uma palavra como amor traz a desconfiança e não alegria e paz, a dor de desconfiar de que quem diz que gosta diz por dizer, sem de fato gostar, sem de fato ressuscitar a esperança morta e os braços, e as palavras, e a alma.

Sobre a obra

Uma pequena prosa sobre se sentir vazio, sem algo a preencher o coração. Um tanto quanto deprimente...

compartilhe



informações

Autoria
Flavio Pereira de Oliveira, escritor - amador por enquanto.
Downloads
370 downloads

comentários feed

+ comentar
Ivette G.M.
 

Flávio, é o excesso de pessimismo que leva as pessoas ao suicídio e às drogas. Em primeiro lugar, é seguir o ditado antigo: "Para curar um amor, nada como um amor novo" e, em segundo, não se deve olhar só para a frente. É muito importante que se olhe para trás e para os lados também. Veremos quantas tristezas existem, muito maiores do que a nossa. Aí então, olhar para a frente se torna um exercício de otimismo.
Faço votos que você logo deixe de ser um poeta amador e se torne um poeta profissiona, se é que isto existe. Mas que cante as tristezas, mas também as belezas da vida.
Abração, Ivette G M

Ivette G.M. · Cotia, SP 13/12/2008 11:44
sua opinião: subir
Grobsch
 

Em breve eu publicarei outro texto que diz mais ou menos que é melhor amar do que ser amado... mas não leve muito a sério todos os sentimentos por trás dos meus textos, normalmente eles não trazem defeitos e/ou efeitos duradouros, são sim circunstanciais ao breve momento que dedico a escrevê-los, são válvula de escape...
Obrigado!!

Grobsch · Rio de Janeiro, RJ 13/12/2008 13:32
sua opinião: subir
Ivette G.M.
 

Votado, Flavio
Ivette G M

Ivette G.M. · Cotia, SP 15/12/2008 13:39
sua opinião: subir
Grobsch
 

Obrigado!!

Grobsch · Rio de Janeiro, RJ 15/12/2008 17:44
sua opinião: subir
Jarbas Jarras
 

Gostei muito do teu texto. Visceral, excelente.

Jarbas Jarras · Rio de Janeiro, RJ 16/12/2008 01:09
sua opinião: subir
Grobsch
 

Obrigado!!!

Grobsch · Rio de Janeiro, RJ 16/12/2008 08:42
sua opinião: subir
O NOVO POETA.(W.Marques).
 

belo texto.votado.

O NOVO POETA.(W.Marques). · Franca, SP 16/12/2008 13:44
sua opinião: subir
Fatima Merigue de Mendonça
 

beijos com votos.

Fatima Merigue de Mendonça · Itu, SP 16/12/2008 14:24
sua opinião: subir
Grobsch
 

Obrigado!! Prometo que tentarei em breve algo menos deprimente... rs

Grobsch · Rio de Janeiro, RJ 16/12/2008 14:27
sua opinião: subir
Luyse.
 

já tem meu voto!

Luyse. · João Pessoa, PB 18/12/2008 14:11
sua opinião: subir
Grobsch
 

Obrigado Luyse!!! Poste mais trabalhos pra nós aqui!!

Grobsch · Rio de Janeiro, RJ 18/12/2008 14:19
sua opinião: subir

Para comentar é preciso estar logado no site. Faça primeiro seu login ou registre-se no Overmundo, e adicione seus comentários em seguida.

baixar
pdf, 3 Kb

veja também

filtro por estado

busca por tag

revista overmundo

Você conhece a Revista Overmundo? Baixe já no seu iPad ou em formato PDF -- é grátis!

+conheça agora

overmixter

feed

No Overmixter você encontra samples, vocais e remixes em licenças livres. Confira os mais votados, ou envie seu próprio remix!

+conheça o overmixter

 

Creative Commons

alguns direitos reservados