QUANDO FALTA UMA COR

1
A. Wagner Oliveira · Cuiabá, MT
23/12/2006 · 111 · 8
 






QUANDO FALTA UMA COR

Neste dia
Em que em tudo falta uma cor
Um pedaço
Um laço que nos prenda a esta existência.

—Neste dia, em que o espaço é paciência...
A paciência que nunca tive e perdi !!!

Neste dia, como móveis cheios pó, abandonados,
Eu peço um gole pra dar-me sustentação.
—Peço... recebo... sento e tomo só.

Só como a muito tempo me venho sentindo.
Não como estar só no banheiro,
Mas como estar só no mundo
Só na minha própria consciência estagnada,

Cansada de tentar entender esta plantação de espinhos pontiagudos ao meu derredor,
Cansada de tentar entender o amor.

—Só...
Sem pai, sem mãe, sem irmãos.
Sem ela,
E pior... sem amor.
E pior ainda,
todos e tudo tendo...
E me sentindo o mais solitário dos incompreendidos.
O mais solitário nesta existência capenga, infinda.

compartilhe



informações

Autoria
Minha Autoria
Ficha técnica
Divagação boba em um dia confuso...
Downloads
186 downloads

comentários feed

+ comentar
Luciana Hernandes
 

bavs, identificação imediata e plena...teu verbo provoca angústia. adoro!!!!!!
só achei que o ritmo ficou meio travado... é intencional?

Luciana Hernandes · Cuiabá, MT 21/12/2006 18:00
2 pessoas acharam útil · sua opinião: subir
JuNiN
 

boa poesia, concordo com luciana seus verbos traz bastante angustia ao contexto continue assim . abrçs

JuNiN · Ribeirão Preto, SP 22/12/2006 21:35
2 pessoas acharam útil · sua opinião: subir
Francinne Amarante
 

todos, tudo e só. sem ela ou ele. sei como é.
acho que o nome da esfinge poderia ser amor. o que vc acha?
viagem minha tá? : percebo que estar só é uma opção necessária ao seu ofício, seja lá qual for.
dói e é gostoso de ler, por não ser o fim, ainda uma busca.
gostei muito!
um abraço,
Francinne

Francinne Amarante · Brasília, DF 23/12/2006 05:35
5 pessoas acharam útil · sua opinião: subir
jorge barone
 

Muito bom, Wagner!
abração

jorge barone · São Paulo, SP 31/1/2007 00:14
2 pessoas acharam útil · sua opinião: subir
Francinne Amarante
 

wagner:
é verdade! demência, então...rsssssss
quanta distância...sua poesia da linguagem técnica própria da sua profissão..interessante.
esse seu "tudo bem, se não "tiver bem" tá bom também." foi ótimo!rs
tem dias que também não me agüento...quem me agüenta então..não agüento mais ainda.. e coitado de quem não agüentar,rss.
beijão
fran
http://francinneamarante.blog.uol.com.br/

Francinne Amarante · Brasília, DF 17/2/2007 02:34
2 pessoas acharam útil · sua opinião: subir
Alex Costa Lopes
 

Uma busca interna que ninguem está livre.
Parabéns pelos versos anguistiantes.
Continue...

Alex Costa Lopes · Cuiabá, MT 16/4/2007 15:47
2 pessoas acharam útil · sua opinião: subir
 A. Wagner Oliveira
 

É isso aí Aléx, captou a minha mensagem...é uma busca interior, a solidão interior o que eu chamo de "solidão visitada"

A. Wagner Oliveira · Cuiabá, MT 16/4/2007 17:05
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Lauro Gueluta
 

Belíssima a menira como começas o poema, o que me levou a pensar que se trata daqueles dias que todos têm, daqueles dias em que percebemos que temos tudo mas mesmo assim sentimos um grande vazio o qual não sabemos preencher. Dias de desânimo e cansaço mental, espiritual, total. Gostei do poema. Não achei "travado", como disse a Luciana. O poema segue se arrastando, mas de forma suave, bem fluída, ele quase se lê sozinho...
Parabéns.
Tenho um poema na fila de edição, se quiseres conferir: O Céu daquela Terra.

Lauro Gueluta · Natal, RN 9/6/2007 19:40
sua opinião: subir

Para comentar é preciso estar logado no site. Faça primeiro seu login ou registre-se no Overmundo, e adicione seus comentários em seguida.

baixar
doc, 21 Kb

veja também

filtro por estado

busca por tag

revista overmundo

Você conhece a Revista Overmundo? Baixe já no seu iPad ou em formato PDF -- é grátis!

+conheça agora

overmixter

feed

No Overmixter você encontra samples, vocais e remixes em licenças livres. Confira os mais votados, ou envie seu próprio remix!

+conheça o overmixter

 

Creative Commons

alguns direitos reservados