quem é você mulher

1
Elio Cândido de Oliveira · Ibiracatu, MG
4/9/2016 · 0 · 0
 






Quem é essa mulher. Ela que sempre desce a minha rua, esta sempre a provocar-me. Apavora-me? Mulher que sempre se intromete ao meu caminho se entrelaça aos lugares que tenho que freqüentar? Que o que às vezes percebo olha-me descaradamente, e até maliciosa. E muitas vezes o desejo vem à tona, sempre em insinuações de desejos. Procura sempre se aproximar às vezes sem avisar caminhando elegantemente, de um modo que me sinto às vezes provocado e ou ela me provoca com isso. Mas o que preciso e me pergunto, lá vem você mulher, e vai minando o desejo vai os atiçando, e provocando os sonhos. Vais alterando aquilo que tento resistir, minha capacidade de resistir e de resguardar. Mulher que me põe a procura me leva. aos mais incertos passos e aos mais irregulares sonhos. Traçando caminhos que dificultam o desejo de tê-la, estes que não batem a porta e nem pede autorizações, traz as suas vestes curtas e insinuantes, isso leva à mente as alturas e tudo se manifesta. Ela a mulher que não identifico, ela de caráter a decifrar, traz em suas conversas aquelas que consigo captar têm o sabor delicado e atrevido.. Mulher que se aconchega ao banco, e com o desplante de deixar todas as suas belezas naturais à mostra, nem se incomoda que se visualize sua lingerie. Provocações que percebo, o prazer de sentir se preferida aos olhares. Nos momentos destino lhe o olhar, ela desvia, se restringe a mostrar-se, a instigar com teu corpo. Enfim ela se aproxima se mostram cada vez mais atenuante e provocante exibindo seus atrativos, teu corpo. Atiça-se e oferece. E me perco nesse mundo da sensualidade e sexualidade que demonstras. Vou à procura deste corpo, me atiro a essa mulher. Quero estar com ela, ver seu corpo tremer, ver ela encostada a mim e sem censuras, sem limites, quero me afogar nestes segredos que tanto busquei ou ela se provocou. Neste corpo perfeito quase um monumento. Tuas vestes retiradas, seu corpo torneado, lapidado pelos Deuses. Delicio-me entrego a mim mesmo a você Mulher, momento único, excitação, ao prazer de saber. Você é a Mulher que não sei, mas és a pura sensação. Você Mulher.

Sobre a obra

Mulher na visão simples do poeta.

compartilhe



informaes

Autoria
ELIO CANDIDO DE OLIVEIRA.
Ficha tcnica
Eu mais eu
Downloads
120 downloads

comentrios feed

+ comentar

Para comentar é preciso estar logado no site. Faa primeiro seu login ou registre-se no Overmundo, e adicione seus comentários em seguida.

baixar
pdf, 3 Kb

veja também

filtro por estado

busca por tag

revista overmundo

Voc conhece a Revista Overmundo? Baixe j no seu iPad ou em formato PDF -- grtis!

+conhea agora

overmixter

feed

No Overmixter voc encontra samples, vocais e remixes em licenas livres. Confira os mais votados, ou envie seu prprio remix!

+conhea o overmixter

 

Creative Commons

alguns direitos reservados