Recordações.

1
olair · Palotina, PR
19/9/2010 · 1 · 1
 

Olhei de longe o banco da praça
você não estava mais lá
Onde estará você agora, sorrindo, chorando
Sento-me no banco perdido em recordações
olhavamos as crianças brincando na areia
dizíamos que iamos ter uns seis filhos
parecia que tudo já estava escrito no destino...
Linhas em branco jamais preenchidas
sonhos jamais realizados, apagados
lembrança é o único tesouro que resta desta que um dia foi a mais linda descoberta da vida.
Embriagava-me com seu sorriso e eu ria de suas maluquices, suas idéias incríveis, seu amor indescritível que dizia sentir por mim a todo instante.
Olho e vejo na arvore aqui ao lado nossas iniciais esculpidas em seu tronco, marcando nosso ponto de chegada, de lembrança e de partida.
Levanto-me e vou embora, recordando de como corríamos entre as árvores, de como nos beijamos na chuva, daquele sorvete diferente que resolvemos experimentar e que tinha um sabor horrível, do cheiro de seus cabelos, de sua pele.
Vou-me embora, mas não vou triste, vou contente por saber que um dia você existiu em minha vida, não é uma realidade agora mas foi o mais lindo dos sonhos.

compartilhe



informaes

Autoria
Olair de Souza.
Downloads
300 downloads

comentrios feed

+ comentar
alcanu
 

O banco da praça é o único que resiste, incólume, às areias implacáveis do Tempo !
Um beijo !

alcanu · São Paulo, SP 17/9/2010 09:41
sua opinio: subir

Para comentar é preciso estar logado no site. Faa primeiro seu login ou registre-se no Overmundo, e adicione seus comentários em seguida.

baixar
pdf, 2 Kb

veja também

filtro por estado

busca por tag

revista overmundo

Voc conhece a Revista Overmundo? Baixe j no seu iPad ou em formato PDF -- grtis!

+conhea agora

overmixter

feed

No Overmixter voc encontra samples, vocais e remixes em licenas livres. Confira os mais votados, ou envie seu prprio remix!

+conhea o overmixter

 

Creative Commons

alguns direitos reservados