Brasil.gov.br Petrobras Ministério da Cultura
 
 

Resenha livro "Ana Botafogo - na ponta dos pés"

1
Nathália Geraldo · Santos, SP
18/9/2008 · 57 · 3
 

Resenha do livro “Ana Botafogo – na ponta dos pés”
Baseado em entrevistas para Leda Nagle e Dalal Achcar.

O lançamento do livro, em 2006, veio no momento de maior acesso à dança no Brasil, em rede nacional. A novela “Páginas da Vida”, de Manoel Carlos, retratava uma escola de ballet com uma professora muito especial no papel: Ana Botafogo.
A bailarina/atriz conta que aceitou o desafio do autor por estar acostumada com eles.
O início da reveladora história de sua vida já é de abdicações e da descoberta do jogo de emoções que o ballet proporciona: “Muitas vezes tive de congelar meus sentimentos de tristeza para me entregar ao dia-a-dia do balé...” (2006,p.19) .
Ana sempre teve grandes professores, partners (homens que acompanham as bailarinas,dando apoio à movimentação) e amigos que a incentivavam; mas sua carreira de bailarina profissional teve grandes e pequenos saltos, quedas e giros cambaleantes: não foi aceita em alguns papéis de destaque, sofria com as dores musculares e ainda tinha uma vida pessoal para ser atendida.
Não desistia de alcançar o posto de primeira bailarina por amor à dança e por um incentivo que ouviu de Margot Fonteyn, bailarina inglesa consagrada na Academia de ballet The Royal Ballet: “Você vai crescer, vai ser alguém. Acredite nesse brilho interior.”
Dalal Achcar, uma das autoras do livro, também acreditava nesse brilho. A coreógrafa convidou Ana Botafogo para, em 1978, dançar uma versão pop do clássico “Romeu e Julieta”, espetáculo decisivo para germinar a semente da popularização da dança em Ana.
Depois disso, realizou outras apresentações de dança contemporânea como Sonho de uma noite de carnaval, Flertando, Floresta Amazônica e Isto é Brasil, esta última acompanhada por Carlinhos de Jesus. No entanto, Ana tem paixão e é reconhecida pelos Ballets de Repertório, obras clássicas como Lago dos Cisnes, que consagraram sua carreira desde quando participava como figurante.
A felicidade por ser chamada para interpretar Giselle, o Repertório preferido de Botafogo, e as dificuldades nos ensaios talvez só sejam entendidas por quem dança.
Mas sua fraqueza diante da morte de dois maridos e o cansaço mental e físico de dias de trabalho são completamente compreensíveis ao leitor.
“Ana Botafogo – na ponta dos pés” é uma delicada biografia delineando uma fluida narração, acompanhada por um CD para aulas de ballet, contido no livro, e de ilustrações de traços leves feitas por Marina Mayumi Watanabe. Livro agradável e de fácil entendimento, principalmente para jovens que dançam ballet e buscam uma carreira de sucesso e um exemplo de perseverança.
Expressa-se a fé, a ansiedade, o perfeccionismo, a etérea movimentação de quem faz da dança uma cerimônia.

Uma nova e verdadeira forma de ver a arte, o ballet, a bailarina, Ana Botafogo.



As Autoras:
Leda Nagle: Jornalista mineira, ganhou destaque ao apresentar o “Jornal Hoje” da Rede Globo. Apresenta há dez anos o programa “Sem Censura” na TVE Brasil.

Dalal Achcar: Bailarina coreógrafa, foi diretora do “Corpo de Baile” do Teatro Municipal do Rio de Janeiro.

compartilhe



informações

Autoria
Nathália Geraldo, estudante de Jornalismo
Ficha técnica
São Paulo: Ed.Globo,2006
136 páginas
formato: 14 x 21 cm
tipo: brochura
preço médio: R$ 36,00
contém um CD de áudio com músicas para aula de ballet.
Downloads
551 downloads

comentários feed

+ comentar
celina vasques
 

Com muito prazer inicio sua votação!
beijo no coração!

celina vasques · Manaus, AM 18/9/2008 22:31
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Sérgio Franck
 

Nathália, é a primeira resenha que leio neste site. Perfeita por sinal.

abço.

Sérgio Franck · Belo Horizonte, MG 19/9/2008 12:21
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
O NOVO POETA.(W.Marques).
 

excelente trabalho.votado.

O NOVO POETA.(W.Marques). · Franca, SP 19/9/2008 16:15
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir

Para comentar é preciso estar logado no site. Faça primeiro seu login ou registre-se no Overmundo, e adicione seus comentários em seguida.

baixar
pdf, 4 Kb

veja também

filtro por estado

busca por tag

observatório

feed
Nova jornada para o Overmundo

O poema de Murilo Mendes que inspirou o batismo do Overmundo ecoa o "grito eletrônico" de um “cavaleiro do mundo”, que “anda, voa, está em... +leia

revista overmundo

Você conhece a Revista Overmundo? Baixe já no seu iPad ou em formato PDF -- é grátis!

+conheça agora

overmixter

feed

No Overmixter você encontra samples, vocais e remixes em licenças livres. Confira os mais votados, ou envie seu próprio remix!

+conheça o overmixter

 

Creative Commons

alguns direitos reservados