SILÊNCIO IMPRECISO

MARVEN J. FRANKLIN
1
Marvin Franklin · Oiapoque, AP
2/5/2015 · 0 · 0
 

Amostra do texto

À tardinha, catraias multicoloridas sobem e descem em frente a cidade coberta de nuvens gris. Em Oiapoque a chuva parece conter garras de aço inox a querer nos degolar! Da rampa da plataforma de embarque até São George, habitantes de outros tempos abrolham imponentes. Sentado defronte ao rio, o homem espera o milagre do abrigo do acaso. O Entardecer lhe chega mórbido. Nada permanecera igual. A rua deserta se traveste de dia. O ocaso lhe permanecerá até que ele morra pra esse espaço descolorado.

Sobre a obra

A poesia surgiu após ouvir uma uma noticia envolvendo a morte de um homem na orla de Oiapoque-AP.

compartilhe



informações

Autoria
Marven J. Franklin
Ficha técnica
Professor e poeta.
Downloads
229 downloads

comentários feed

+ comentar

Para comentar é preciso estar logado no site. Faça primeiro seu login ou registre-se no Overmundo, e adicione seus comentários em seguida.

baixar
rtf, 35 Kb

veja também

filtro por estado

busca por tag

revista overmundo

Você conhece a Revista Overmundo? Baixe já no seu iPad ou em formato PDF -- é grátis!

+conheça agora

overmixter

feed

No Overmixter você encontra samples, vocais e remixes em licenças livres. Confira os mais votados, ou envie seu próprio remix!

+conheça o overmixter

 

Creative Commons

alguns direitos reservados