Sobre o outono e o Dia das Mães

1
Regina - poesia em volta · Volta Redonda, RJ
18/4/2008 · 124 · 11
 

“Abra os olhos! As ‘patas-de-vaca’ estão maravilhosamente floridas, espalhadas pela cidade. Parecem-se com orquídeas. Orquídeas de pobre: abundantes e grátis. E veja os ipês brancos, delicadíssimos, antes que sua floração efêmera acabe. Também estão florescendo as quaresmeiras.” (Rubem Alves, Correio Popular, 2001)
Nestes dias de outono, quando finalmente faz frio de outono e manhãs de outono, numa visita ao site do escritor Rubens Alves (www.rubemsalves.com.br), caiu sobre meu teclado o trecho acima. Como na música de Milton, “Certas Canções”, às vezes eu me pergunto “como não fui eu quem fiz.”
Em minhas caminhadas, essas árvores fazem parte da paisagem. Espalhadas em nossa cidade, pelas ruas do Tangerinal, pelas transversais das Ruas 31 e 33, pelo Aterrado, por Niterói, as patas-de-vaca são brancas, rosas e lilases. Bem provável de relacionar todos os bairros da cidade. Eu não sabia o nome da flor e por muito tempo fiquei pensando como poderiam dar orquídeas em árvores assim. Quem me ensinou o nome foi minha mãe.
Os ipês, bem mais conhecidos, floridos junto com as quaresmeiras, são fáceis de se ver no bosque do Laranjal, aquele que fica na subida para o Monte Castelo. As paineiras com sua floração rósea parecem fazer pose para a foto.
Recentemente, descobri um ipê branco, sozinho numa rua escondida. Tive o prazer de contar à minha mãe sobre ele. Ainda não consegui levá-la para vê-lo. Fica na Visconde de Taunay, aquela subindo da São João para o colégio, na esquina com a Toledo Piza. Na calçada de uma casa simples, comprido, fino, e que floresce raramente. Ou de floração efêmera, como disse nosso cronista. Não sei se existe outro na cidade. Merece registro e foto.

Minhas memórias são da cidade, em torno dela, mesmo quando viajando em outras cidades, é nela que penso, é para ela que volto. Não sei se ela me aceitou como filha. Talvez eu a tenha adotado como mãe. As memórias de minha mãe, a Ignez, são divididas entre a fazenda, a roça, o interior e as cidades que viveu. Santos Dumont, Rio de Janeiro, Volta Redonda, Porto Alegre, Volta Redonda. Vila Velha, Volta Redonda.

As manhãs de outono me fazem lembrar de um tempo que minha mãe sentava ao sol, no quintal, catando feijão ou arroz, e eu ficava ao seu redor, para aproveitar do calor dos dois. Às vezes, fazia tricô ou crochê. No meio das flores de outono, penso no presente que posso compartilhar com minha filha, para não sofrer com o futuro que ela venha a ter. Suas asas estão crescendo e em breve seu vôo será para longe.

Entre chaminés e asfalto, espero que meu ninho não se desmanche com o vento e a chuva. A cidade que é mãe precisa abrigar mais filhos. A filha de outra cidade ainda tem muito que trilhar. Necessário se faz conhecer cidadãos e histórias. Por isso, é muito bom dizer para minha mãe, a Ignez, que a amo. É muito bom dizer para a minha mãe, a cidade, que aprendi a amá-la. É maravilhoso ouvir de minha filha que ela também me ama. É muito bom sentir através de meus filhos, os poemas e as crônicas, o amor se espalhando.

compartilhe



informações

Autoria
Regina Vilarinhos
Ficha técnica
texto publicado em 2005, Diário do Vale.
Downloads
548 downloads

comentários feed

+ comentar
Regina - poesia em volta
 

Corrigido mestre!
Abraços
regina

Regina - poesia em volta · Volta Redonda, RJ 15/4/2008 15:26
sua opinião: subir
Saramar
 

Regina, quanta delicadeza para falar de suas mães: uma ampla, outra, íntima; ambas belas, cheias do perfume das flores.
Lindo texto, muito lindo!

beijos

Saramar · Goiânia, GO 15/4/2008 21:31
sua opinião: subir
clara arruda
 

Regina da minha janela vejo as patas de vaca(orquídea de pobre como vc descreveu)brancas e rosas...Lindas como seu texto.parabéns.

clara arruda · Rio de Janeiro, RJ 18/4/2008 12:36
sua opinião: subir
James Mytho
 

Votado !

James Mytho · Rio de Janeiro, RJ 18/4/2008 15:08
sua opinião: subir
Alexandre Spinelli
 

gostei muito... parabéns!

Alexandre Spinelli · Estados Unidos da América, WW 18/4/2008 18:57
sua opinião: subir
Joca Oeiras, o anjo andarilho
 

Querida Regina:
Coube a mim a supina honra de publicar esta enternecedora ode de amor à cidade que a abrigou como filha. Regina, a rainha dos três esses: Simples, Sincera e Sensível. Além, é claro, de linda!
beijos e abraços
do Joca Oeiras, o anjo andarilho

Joca Oeiras, o anjo andarilho · Oeiras, PI 18/4/2008 19:43
sua opinião: subir
Cintia Thome
 

Texto para guardar...as flores que tens em seu peito...beijos.

Cintia Thome · São Paulo, SP 18/4/2008 22:34
sua opinião: subir
Regina - poesia em volta
 

Obrigada aos queridos overmanos pelo carinho.

Regina - poesia em volta · Volta Redonda, RJ 23/4/2008 17:28
sua opinião: subir
Joca Oeiras, o anjo andarilho
 

Querida Regina:

Quero mais é pedir desculpas por que sinto que não conseguo dar todo o carinho que você merece.
E agradecer , de coração, todos os afagos com que você me mimoseia. Sou uma pessoa mais feliz só por conhecê-la, ainda que virtualmente.
beijos e abraços
do Joca Oeiras, o anjo andarilho

Joca Oeiras, o anjo andarilho · Oeiras, PI 23/4/2008 17:40
sua opinião: subir
Joca Oeiras, o anjo andarilho
 

Querida Regina:

Quero mais é pedir desculpas por que sinto que não consiguo dar todo o carinho que você merece.
E agradecer , de coração, todos os afagos com que você me mimoseia. Sou uma pessoa mais feliz só por conhecê-la, ainda que virtualmente.
beijos e abraços
do Joca Oeiras, o anjo andarilho

Joca Oeiras, o anjo andarilho · Oeiras, PI 23/4/2008 17:40
sua opinião: subir
Joca Oeiras, o anjo andarilho
 

Querida Regina:

Quero mais é pedir desculpas por que sinto que não consigo dar todo o carinho que você merece.
E agradecer , de coração, todos os afagos com que você me mimoseia. Sou uma pessoa mais feliz só por conhecê-la, ainda que virtualmente.
beijos e abraços
do Joca Oeiras, o anjo andarilho

Joca Oeiras, o anjo andarilho · Oeiras, PI 23/4/2008 17:41
sua opinião: subir

Para comentar é preciso estar logado no site. Faça primeiro seu login ou registre-se no Overmundo, e adicione seus comentários em seguida.

filtro por estado

busca por tag

revista overmundo

Você conhece a Revista Overmundo? Baixe já no seu iPad ou em formato PDF -- é grátis!

+conheça agora

overmixter

feed

No Overmixter você encontra samples, vocais e remixes em licenças livres. Confira os mais votados, ou envie seu próprio remix!

+conheça o overmixter

 

Creative Commons

alguns direitos reservados