Brasil.gov.br Petrobras Ministério da Cultura
 
 

SOMOS IGUAIS

1
José Bezerra de Carvalho · Teresina, PI
26/6/2010 · 0 · 0
 

Nos somos iguais
No nascer e no morrer
Mas somos diferentes
No ouvir e entender
Temos o mesmo direito
De subir e de descer

Somos iguais e independentes
No agir no pensar
Mas agimos diferente
Se a alguém vamos julgar
Um acusa outro defende
De maneira singular

Todos somos iguais
No nascer e no viver
Nas lágrimas e na alegria
Na dor e no prazer
Só existe diferença
No modo de proceder

Somos iguais carne e osso
Mas diferente na cor
O sangue tem o mesmo tom
Um sorri quando há dor
Outros choram na alegria
Igualmente por amor

Mesmo sendo iguais
Agimos do mesmo jeito
Com sentido diferente
Um sentindo a dor no peito
Outro alegre e consciente
Se dizendo satisfeito

O que age com alegria
Guarda no peito o rancor
Outro com tristeza
Age escondendo a dor
Mas será muito feliz
O que age com amor

Somos homens e mulheres
Um só sangue a mesma cor
As vezes somos diferentes
Sentindo a mesma dor
Uns morrem cheios de ódio
Outros morrem por amor

Deus nos fez igualmente
Vamos com alegria cantar
Dar glória ao Nosso Deus
No Céu, na terra e no mar
Foi dele que viemos
Pra ele vamos voltar

Seja você evangélico
Católico ou gregoriano
Todos nos somos iguais
Criados no mesmo plano
Somos irmão de Cristo
Filhos de Deus Soberano.

Somos livres e conscientes
Em certos casos morais
Uns sábios e inteligentes
Outros paranormais
Temos os mesmos direitos
Pela lei somos iguais.

Sobre a obra

Nos somos iguais
No nascer e no morrer
Mas somos diferentes
No ouvir e entender
Temos o mesmo direito
De subir e de descer

Somos iguais e independentes
No agir no pensar
Mas agimos diferente
Se a alguém vamos julgar
Um acusa outro defende
De maneira singular

Todos somos iguais
No nascer e no viver
Nas lágrimas e na alegria
Na dor e no prazer
Só existe diferença
No modo de proceder

Somos iguais carne e osso
Mas diferente na cor
O sangue tem o mesmo tom
Um sorri quando há dor
Outros choram na alegria
Igualmente por amor

Mesmo sendo iguais
Agimos do mesmo jeito
Com sentido diferente
Um sentindo a dor no peito
Outro alegre e consciente
Se dizendo satisfeito

O que age com alegria
Guarda no peito o rancor
Outro com tristeza
Age escondendo a dor
Mas será muito feliz
O que age com amor

Somos homens e mulheres
Um só sangue a mesma cor
As vezes somos diferentes
Sentindo a mesma dor
Uns morrem cheios de ódio
Outros morrem por amor

Deus no

compartilhe



informações

Autoria
José Bezerra de Carvalho, poeta Zé Bezerra, o`"Águia de Prata"
Ficha técnica
Cordel, em sextilha(s)
Downloads
145 downloads

comentários feed

+ comentar

Para comentar é preciso estar logado no site. Faça primeiro seu login ou registre-se no Overmundo, e adicione seus comentários em seguida.

filtro por estado

busca por tag

observatório

feed
Nova jornada para o Overmundo

O poema de Murilo Mendes que inspirou o batismo do Overmundo ecoa o "grito eletrônico" de um “cavaleiro do mundo”, que “anda, voa, está em... +leia

revista overmundo

Você conhece a Revista Overmundo? Baixe já no seu iPad ou em formato PDF -- é grátis!

+conheça agora

overmixter

feed

No Overmixter você encontra samples, vocais e remixes em licenças livres. Confira os mais votados, ou envie seu próprio remix!

+conheça o overmixter

 

Creative Commons

alguns direitos reservados