Tanto quanto um abrir de janelas em meio à tempestade

1
Pepê Mattos · Macapá, AP
6/11/2008 · 93 · 7
 

Eriçar os pelos dos sonhos natimortos...

Estes, inda que não lhes reste um pouco de luz,
em tudo estão vivos;
porque resplandece sempre um átimo daquilo
que sei ser vida.

E...

Por entre devaneios que me chegam
feito sonhos entrelaçados, um pedido:
que não se faça silêncio enquanto
grassam as mentiras tidas como verdades!

Porque silêncio bom é quando vem no rastro
dos passos perdidos do Poeta
na direção do Ocaso.

Mesmo que não exista mais trapiche,
mesmo que dêem por esquecido um bonde solitário
por sobre os trilhos enferrujados, sempre haverá viajantes...

E ir e chegar são direitos inalienáveis...

Onde o sol descansa, lá descansa meus olhos...
Onde a música pára, ali minha lida tem morada...

Mas, meio que apressado para não perder o último ônibus,
me despeço...

Nenhum aceno, nenhum som de voz entrecortado...

Só este olhar e um pedido mudo de coragem...

Poesia, brada teu grito forte!

Sobre a obra

Surgiu de um comentário que deixei num blog duma jornalista de Macapá...

compartilhe



informações

Downloads
246 downloads

comentários feed

+ comentar
Rose Rocha
 

Muito bacana! Linda poesia.
Há uma fresta de coragem nesse abrir de janelas...
Há uma vontade, há um querer, há um olhar adiante, confiante numa pressa de paz.
Grata, por teu comentário.

Rose Rocha · Jundiaí, SP 3/11/2008 10:16
sua opinião: subir
Juliaura
 

E se e quando voltar já será um outro lugar. e quando voltar a ir, já de novo um porvir outro. e vida a menos e mais vivida ainda terá sido. Que lindo, Pepê!

Juliaura · Porto Alegre, RS 5/11/2008 14:36
sua opinião: subir
Benny Franklin
 

Grande, Pepê!

Tua poesia - a melhor que sobrevive entre todos os solstícios e interstícios do meio mundo - caminha para a eternidade
dos corações.

Boa, poetíssimo!

Benny Franklin · Belém, PA 5/11/2008 17:08
sua opinião: subir
Rose Canazzaro
 

Votado! Sucesso!!!

Rose Canazzaro · Andradina, SP 5/11/2008 18:47
sua opinião: subir
Ailuj
 

Adorei sua poesia de grito forte

Ailuj · Niterói, RJ 6/11/2008 01:40
sua opinião: subir
delen
 

Belo poema estou levando para o Banco . Abraços...

delen · Cotia, SP 6/11/2008 02:01
sua opinião: subir
BETHA
 

Olá, PP,

"porque silêncio bom é quando vem no rastro
dos passos perdidos do Poeta
em direção ao Ocaso"


que maravilha "ouvir" este teu silêncio interior, que grita na tua voz de Poeta e tanto me encanta. Eu tinha que sair do meu silêncio!

Bjs.

Betha.

BETHA · Carnaíba, PE 6/11/2008 21:23
sua opinião: subir

Para comentar é preciso estar logado no site. Faça primeiro seu login ou registre-se no Overmundo, e adicione seus comentários em seguida.

baixar
pdf, 2 Kb

veja também

filtro por estado

busca por tag

revista overmundo

Você conhece a Revista Overmundo? Baixe já no seu iPad ou em formato PDF -- é grátis!

+conheça agora

overmixter

feed

No Overmixter você encontra samples, vocais e remixes em licenças livres. Confira os mais votados, ou envie seu próprio remix!

+conheça o overmixter

 

Creative Commons

alguns direitos reservados