"TEMPO LE, LE, LE"

1
kfarias · Águas de Lindóia, SP
28/3/2013 · 6 · 11
 



“TEMPO LE, LE, LE...”

Lembro-me
Com saudades até
Da minha vida pueril
Onde inocente brincava
Com amigos imaginários
De bola de gude, pião
E a correr no pique - esconde
Nas peladas de rua a cair...
Hoje
São poucas as crianças
Que assim brincam.
Crianças já nascem de olhos abertos.
Já chegam sorrindo.
São crianças Ray-tech
Que antes de falar ou andar
Já assistem TV
Ou desenhos no computador.
Tudo é moderno,
Mais rápido
Que bastam alguns anos,
Quatro ou cinco talvez,
Para comunicarem-se
Através de celulares.
Pobre mundo
Tristes crianças...

Produção: kfarias

Sobre a obra

Lembro sempre com muitas saudades, tempo que não há como esquecer. Totalmente diferente dos dias de hoje.

compartilhe



informações

Autoria
Carlos Alberto de Farias, kfarias, assina a poesia:
Ficha técnica
newnewnewnewnew
Downloads
226 downloads

comentários feed

+ comentar
kfarias
 

É uma pena termos criado esse mundo atual e deixa-lo de herança para as nossas crianças...

kfarias · Águas de Lindóia, SP 28/3/2013 19:59
sua opinião: subir
ayruman
 

Melhor mesmo é espelhar na Natureza e fruir os ciclos da Vida. Cada coisa no seu devido Tempo e lugar... E o homem não escapa desta lei Universal!

Feliz Páscoa amigo Kfarias!

ayruman · Cuiabá, MT 29/3/2013 03:18
sua opinião: subir
Zezito de Oliveira
 

Kro,
O desafio é buscar enfrentar este modelo de sociedade que transforma a tudo e a todos em mercadoria. Me refiro ao capitalismo. Fazer isso pensando e agindo a curto, médio e longo prazo, articulando pequenas ações com grandes iniciativas de outros agentes sociais que pensam de forma semelhante.

Zezito de Oliveira · Aracaju, SE 2/4/2013 09:31
sua opinião: subir
alcanu
 

As crianças hoje em dia são consideradas 'indigo' !
Mas não têm mais a educação que nós tivemos, o respeito pelos mais velhos e a sabedoria das crianças de nossa época !
Pobres novas crianças, já tão 'adulteradas' precocemente !
Um beijo !

alcanu · São Paulo, SP 2/4/2013 14:17
sua opinião: subir
lili mani
 

a tecnologia é uma faca de dois gumes.
necessária e um tanto destruidora.
arrebataram nos com a net, e as, crianças seguiram nos.
hoje há aquelas que estão a nossa frente anos luz.
como diz, no nosso tempo, ciranda de roda, pé de abacateiro, rua de terra e praça de verdade.
falou e disse camarada. beijos, sempre.

lili mani · Itanhaém, SP 5/4/2013 15:56
sua opinião: subir
lili mani
 

tentei consertar uma palavra e quando cliquei, surpresa. colocaram um modo de poder corrigir, fui lá e fiz isso, surpresa, piorou tudo, agora deixo assim, até saber como lidar com a tecnologia. beijos.

lili mani · Itanhaém, SP 5/4/2013 16:04
sua opinião: subir
touché
 

não se pode ter saudades do que não se conhece. As crianças de hoje e amanhã são felizes assim, pq não conheceram o que a gente viveu. Cada época com os seus costumes. A nós, resta a nostalgia..O futuro é deles ..abraços poeta

touché · Guarulhos, SP 5/4/2013 23:49
sua opinião: subir
Greta Marcon
 

Eu acho que temos que nos adaptar aos novos tempos para não sermos chamados de gagás pelos jóvens. Nósso tempo já passou, agora é a vez deles... Não duvido que num futuro próximo as crianças já nasçam falando... Você disse: Tristes crianças... Eu não concordo, elas terão tudo que desejarem de acordo com a época de nascidas. E ainda poderão dizer: Pobres velhos! Não viverão o bastante para aprender o que nós já sabemos...
Beijos

Greta Marcon · Ponte Nova, MG 6/4/2013 03:01
sua opinião: subir
marilia carboni
 

Bons tempos que não voltam mais !!!! bjs !

marilia carboni · Londrina, PR 6/4/2013 14:25
sua opinião: subir
Hev
 

Eu sou suspeito pra falar disso pois nasci no fim dos anos 80 (88) então peguei a época de transição da brincadeira de rua pro reinado dos video-games. Brinquei muito na rua, joguei bola em campinho, taco, pique esconde, pique pega, etc. Quando tinha meus 9 anos apareceu um tal de super nintendo, anos depois veio um tal de Play-Station, mais tarde computador, Internet e por aí vai.

De certa forma consegui achar um meio termo entre os dois modos de vida (e trabalho como programador de computadores) e talvez isso me ajude a criar meus filhos. Mas quando vejo meu sobrinho que nem fala, mas consegue compreender que alguma coisa acontece quando ele encosta o dedo na tela de um celular, isso ainda me assusta.

Hev · Volta Redonda, RJ 29/4/2013 12:24
sua opinião: subir
ayruman
 

Passando e deixando um abraço à moda antiga!!!

ayruman · Cuiabá, MT 2/5/2013 23:04
sua opinião: subir

Para comentar é preciso estar logado no site. Faça primeiro seu login ou registre-se no Overmundo, e adicione seus comentários em seguida.

baixar
pdf, 2 Kb

veja também

filtro por estado

busca por tag

revista overmundo

Você conhece a Revista Overmundo? Baixe já no seu iPad ou em formato PDF -- é grátis!

+conheça agora

overmixter

feed

No Overmixter você encontra samples, vocais e remixes em licenças livres. Confira os mais votados, ou envie seu próprio remix!

+conheça o overmixter