Travessia da Madrugada

1
A. Wagner Oliveira · Cuiabá, MT
13/9/2006 · 69 · 6
 

TRAVESSIA DA MADRUGADA

Mais uma noite se esvazia
No compasso dos relógios
Nas cinzas do meu cigarro

Atravessa a madrugada fria
Numa pressa de comida queimando
De quatro rodas nos pés de um bêbado
De asas de beija flor voando.

Relâmpagos de pensamento,
Relampejos de razão na anti-razão soberana,
Não há respostas nem perguntas claras,
Não há mãe nem “ama”

Penso, repenso e dispenso qualquer pensamento
Não busco certezas plenas, não procuro envolvimento.
Envolto na neblina que a colina apaga num borrão denso e branco
A mente divaga tanto que pareço ver um santo emergindo num sobressalto.

Penso, repenso e não dispenso um só momento da escuridão que vai findando.
Com minh’alma sobrecarregada de euforia, agradecimento, espasmo e espanto.

compartilhe



informações

Autoria
A.Wagner Oliveira
Ficha técnica
costruída numa madrugada envolta em neblina e mistério com minha namorada...
Downloads
252 downloads

comentários feed

+ comentar
eduardo ferreira
 

êta cuiabá: surpreende. como um bom poema deve.
chega mais cara. poesia e funcionalismo público sempre deu caldo bom nesse país, rs. brincadeiras a parte: o partido é a poesia! grande abs.

eduardo ferreira · Cuiabá, MT 12/9/2006 11:24
sua opinião: subir
 A. Wagner Oliveira
 

meu bom, valeu pelo comentário...tamo na mesma cidade e não nos conhecemos...a arte daqui não é muito divulgada....mas vai na literamérica, vai ser bacana...

A. Wagner Oliveira · Cuiabá, MT 14/9/2006 12:52
sua opinião: subir
Daniel Duende
 

Muito bonita poesia. Gostei do ritmo, ora leve, tangendo as muitas faces da escuridão que abraça e sobressalta...

Parabéns!
(e parabéns para o pessoal todo aí de Cuiabá, que está publicando coisas bem legais no Overmundo)


Abraços do Verde.

Daniel Duende · Brasília, DF 14/9/2006 13:20
sua opinião: subir
 A. Wagner Oliveira
 

Valeu Daniel...Sem ressentimentos então por eu ter criticado um texto seu?...pode criticar a la vonté...não podemos ser presunçosos a ponto de acharmos que já estamos prontos para o mundo das letras...vejo a poesia e a literatura como quem mergulha em 3D numa sopa de palavras, como que tateando estrelas. Na verdade tava pensando nisso ontem no auge da minha insônia.Valeu pelo incentivo...Vote nela então quando sair da edição,malandragem...

A. Wagner Oliveira · Cuiabá, MT 14/9/2006 16:37
sua opinião: subir
Daniel Duende
 

Ora meu rapaz, mas que ressentimentos o quê!?
Como eu disse, as críticas são bem vindas (embora eu por vezes defenda minha cria com a sanha leonina de meu marte em leão...) :D

Somos todos aprendizes por aqui, mesmo que de artes parecidas com caras e bocas diferentes... :)

Sua poesia tem meu voto.
Abraços do verde.

Daniel Duende · Brasília, DF 15/9/2006 17:11
sua opinião: subir
 A. Wagner Oliveira
 

valeu grande...é assim que se fala...outra coisa, me disseram que minha poesia EMBLEMA "se parecer" para não dizer plégio de uma poesia do Leminsk. sei que não é pois nunca li leminsk, mas se tiver algo dele, ou achar o mesmo por conhecer o poema, me mande, por obséquio...

A. Wagner Oliveira · Cuiabá, MT 18/9/2006 17:27
sua opinião: subir

Para comentar é preciso estar logado no site. Faça primeiro seu login ou registre-se no Overmundo, e adicione seus comentários em seguida.

baixar
doc, 19 Kb

veja também

filtro por estado

busca por tag

revista overmundo

Você conhece a Revista Overmundo? Baixe já no seu iPad ou em formato PDF -- é grátis!

+conheça agora

overmixter

feed

No Overmixter você encontra samples, vocais e remixes em licenças livres. Confira os mais votados, ou envie seu próprio remix!

+conheça o overmixter

 

Creative Commons

alguns direitos reservados