Trinta e cinco minutos

1
Rubens schnepper · Ponta Grossa, PR
29/7/2008 · 85 · 7
 

Trinta e cinco minutos.


No fim da tarde eu chego em casa, foram trinta e cinco minutos até a chegada; Impaciente com a demora, desembarco do ônibus, mas logo me alegro, pois no portão minha filha com quatro anos me espera entusiasmada com minha chegada.
Com ela nos braços eu entro em casa, dou um beijo na esposa, que me espera com um sorriso nos lábios, um café e um bolo quentinho sobre a mesa: È uma surpresa, me diz a Laurinha, e eu ajudei a fazer, né mãe?
Não quero mais nada, já tenho alegria, é tudo perfeito conforme eu queria.
Então naquele instante, abro os olhos, pessoas conversavam, a paisagem mudou como se eu tivesse viajado no tempo, o ônibus parou e eu fui o último a descer.
Em frente a minha casa, hesitei em entrar, o estalar no abrir do cadeado, o ranger do portão, desço os sete degraus, as chaves batem na porta de aço, ressoa um eco na casa vazia.
As lágrimas caem no chão empoeirado, o coração aperta.
Abro as janelas e o que restou de meus sonhos é levado pelo vento.
Vejo meu quintal, o mato tomou conta do gramado que com tanto zelo eu cuidava, e a casinha rosa que fiz para a Laura agora é alvo de depredação de moleques, que invadem o quintal em busca de frutas em meu pomar abandonado.
Acendo um cigarro, mas não é ele que me sufoca, e sim as lembranças do tempo em que fui feliz ali.
Novamente meus passos ecoam na casa vazia no fechar das janelas, tranco a porta, subo os degraus, e fecho o portão; o click do cadeado é o desfecho triste da visita à casa, que foi o lugar mais feliz que vivi.
O ônibus encosta no ponto, embarco, passo a roleta sem me incomodar com os olhares de antigos vizinhos que murmuram palavras inaudíveis, eu sento perto da janela e enquanto o ônibus sobe a ladeira mudando a paisagem,eu fecho os olhos para novamente viajar em minhas lembranças.



Rubens Schnepper 05/10/2007

Sobre a obra

É muito difícil superar a dor da perda de alguêm que se ama, este pequeno conto descreve um dia de minha vida.

compartilhe



informações

Autoria
Rubens Schnepper
Downloads
293 downloads

comentários feed

+ comentar
Doroni Hilgenberg
 

Oi Rubens,

Belo conto,
Retrata perfeitamente as lembranças que voltam com a dor de uma separação.

Bjsssss e meu carinho

Doroni Hilgenberg · Manaus, AM 26/7/2008 09:49
sua opinião: subir
Saramar
 

Deus do céu!
É intensamente triste.
Fiquei em lágrimas, com essa dor, como diante de um mundo destruído...

Gostei muito.

beijos

Saramar · Goiânia, GO 27/7/2008 23:17
sua opinião: subir
celina vasques
 

Meus votos e meu carinho!

beijo no coração!

celina vasques · Manaus, AM 28/7/2008 09:26
sua opinião: subir
Cristiano Melo
 

Que dor instigante, muito profundo.
abraços meu caro Rubens e votos

Cristiano Melo · Brasília, DF 28/7/2008 18:44
sua opinião: subir
Doroni Hilgenberg
 

Rubens,
Voltando e relendo seu lindo e sensivel texto.
bjsssssssss

Doroni Hilgenberg · Manaus, AM 28/7/2008 19:10
sua opinião: subir
walnizia santos
 

Que dor tão forte é essa, aí retratada...
Eu a conheço bem.
Numa das vezes em que essa dor me atingiu, minha tia me escreveu:
"As dores, os desencantos,
as tristezas se desvanecem
(porém não tão de repente)
cedendo lugar condigno
ao amor, à esperança, à alegria
e ao perdão.
Somos todas pessoas renascidas
do sofrer
cada uma a seu tempo..."
Um abraço. Votei.
Walnizia

walnizia santos · Brasília, DF 28/7/2008 23:06
sua opinião: subir
O NOVO POETA.(W.Marques).
 

maravilha de texto.votei.

O NOVO POETA.(W.Marques). · Franca, SP 29/7/2008 12:12
sua opinião: subir

Para comentar é preciso estar logado no site. Faça primeiro seu login ou registre-se no Overmundo, e adicione seus comentários em seguida.

baixar
pdf, 2 Kb

veja também

filtro por estado

busca por tag

revista overmundo

Você conhece a Revista Overmundo? Baixe já no seu iPad ou em formato PDF -- é grátis!

+conheça agora

overmixter

feed

No Overmixter você encontra samples, vocais e remixes em licenças livres. Confira os mais votados, ou envie seu próprio remix!

+conheça o overmixter

 

Creative Commons

alguns direitos reservados