Tristeza

1
Cristiano Melo · Brasília, DF
1/10/2008 · 214 · 51
 

Triste estou.
Fatos reais
Chamam-me a dor
E dói!

Muito.

Demais.

Mudo estou.
Sorrateiro clamor
Sem palavras
A falar ou escutar.

Nada.

Jamais.

Bêbado estou.
Paliativos fugazes
Anestesiam o diferente,
O original.

Rápido.

Insólito.

Vivo estou.
Sentimentos verdadeiros
Da fatal morte
A espreitar.

Faceira.

Feiticeira.

Morto estou.
Renascimento de contas
Amarelas
E azuis...

Do ser que fez jus
Ao merecimento
Da felicidade,
Da agonizante alegria...

O que é a morte?
Adeus.

compartilhe



informações

Autoria
Cristiano Oliveira de Melo
Downloads
282 downloads

comentários feed

+ comentar
celina vasques
 

Belissimo Cris! Belissimo!
inspiradissimo quando escreveste esse poema!
Talvez um dos mais belos que já li! fiquei arrepiada!

Parabéns meu poetinha!
Beijo na alma perfumada!

celina vasques · Manaus, AM 29/9/2008 11:13
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
delen
 

Estou aqui , com minhas simples palavras espero poder trazer alegrias para está vida que triste se encontra.
"Somos de carne e osso , temos um coração que alimenta dos atos , dos momentos e das lembranças .
As vezes este coração se alimenta de porções tristes , e acaba fazendo o corpo sentir o peso da angustia , mas existem os verdadeiros amigos que tem um remédio feito de varios principios ativos , são eles :
Carinho , alegria , confiança , companherismo , dedicação e amor . Amigo o dia de tristeza acabou pois estou aqui com vc para curar esta ferida e assim poder ver o sorriso estampado neste rosto que faz o pequeno poeta sorrir ainda mais " . Abraço...

delen · Cotia, SP 29/9/2008 11:51
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Compulsão Diária
 

Feiticeira e faceira a realidade. Poema quase corpo. Linguagem duramente adquirda, Cristiano, de quem sabe do que fala. Texto que não deixa aresta!
gostei muito dessa notação: muito, demais, rápido, insólito. Pura frução de linguagem.
Muito bom

Compulsão Diária · São Paulo, SP 29/9/2008 15:16
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
ayruman
 

A diferença entre o homem comum e o guerreiro é que o guerreiro toma tudo como desafio, enquanto homem comum toma tudo como benção ou castigo. Carlos Castanheda.

Luz, Paz e a Chuva tamborilando no Telhado. É de Manhã...
jbconrado

ayruman · Cuiabá, MT 29/9/2008 16:12
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Ailuj
 

A morte é o adeus de um plano pra outro,
é o renascer pra outra vida
Bom que estejas de volta,
e espero que essa tristeza seja fugaz
Um beijo meu amigo,estou limitada[em viagem]
Mas voltarei aqui,dia 01/10

Ailuj · Niterói, RJ 29/9/2008 16:51
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Gustavo Adonias
 

Cristiano,

A vida, vez por outra, nos coloca diante de intraduzível sofrimento, onde toda palavra dita é em vão, nada parece poder cicatrizar o coração, que bate dolorido, cansado, desejoso de morte, sem fé ou abrigo, sangra e sofre, como que cortado ao meio. Nada parece mais fazer sentido. Mas, apesar de tão intenso sofrimento, com o tempo retomamos deixamos a esperança na alvorada, no amor, na vida...

Parabéns por tão belos e intensos versos (infelizmente ou felizmente, o sofrimento sempre nos inspira)... Vo(l)tarei.

Abraços poéticos

Gustavo Adonias · Salvador, BA 29/9/2008 22:53
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Gustavo Adonias
 

Desculpe, um pequeno erro. O correto é: "...com o tempo retomamos a esperança na alvorada, no amor, na vida..."

Gustavo Adonias · Salvador, BA 29/9/2008 22:57
sua opinião: subir
Regina Lyra
 

Cris,
Na atividade ficamos inertes
diante de palavras débeis.
Eis que levanta, a batalha continua.
Com ou sem palavras.
As suas palavras são belas.
Beijos,
Regina

Regina Lyra · João Pessoa, PB 29/9/2008 23:01
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Sônia Brandão
 

Um poema dorido.
Momentos de dor sempre existem, mas vale a pena viver.
Às vezes nos sentimos vazios, nada faz sentido. Mas se há tempo para tristezas, há também para as alegrias, que agonizam mas não morrem.
bjs

Sônia Brandão · Bauru, SP 30/9/2008 01:16
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
clara arruda
 

Triste estou por sua tristeza,me deixa repartí-la?
Te amo meu filhote.
Um lindo e trite poema,eu volto.

clara arruda · Rio de Janeiro, RJ 30/9/2008 07:55
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Doroni Hilgenberg
 

Cristiano,

A vida é um misto de tristeza, alegrias e dor.
A morte, espante-a
a vida é superação
bjssss

Doroni Hilgenberg · Manaus, AM 30/9/2008 10:23
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Doroni Hilgenberg
 

Digo " dores"
desculpe

Doroni Hilgenberg · Manaus, AM 30/9/2008 10:24
sua opinião: subir
Coluna do Domingos
 

MINHA OPINIÃO - TRISTEZA

Grande poeta Cristiano nós poetas somos condenados a viver na tristeza, eu particularmente sou a tristeza em pessoa, os poetas sofrem, porque sofrem ? por que não tem como não sofrer é muito bonito sentir uma dor e fazer uma belíssima poesia e se achar o máximo, ou ler um bom livro e dentro do contexto fazer uma linda poesia, este mundo lúdico do bricar poético é lindo.
É maravilhoso, mas não expressa a alma do poeta que não vê a poesia como um desabafo, um momento, uma brincadeira passageira.
Nós sofremos muito, pois o nosso estado é celeiro de grandes poetas populares que dedicaram sua vida toda a poesia, apesar da seca castigante e do sólo inóspito de uma região esquecida no Nordeste de meu Deus.
Eu particularmente nunca dimensionei meu fazer poético com os das regiões ricas do Brasil; é tudo florido.
O sudeste para mim é algo utópico. O Grande Eixo Rio, Minas São Paulo e mais alguns estados da região sul e suldeste tem espaço, tem oportunidade, tem como vender a sua obra para os meios acadêmicos, para o exterior inclusive, o suor do cearense é sempre motivo de cabeça chata, de seca, de miséria, ou algo parecido, eu desde a puplicação de meu primeiro livro de poesias reflexões poéticas, 1984, aos dias atuais só encontrei apoio no globo on line, Luiz Domingos de Luna Globo on line, no Ceará Luiz Domingos de Luna blog do Mesquita, jornal o Povo jornal do leitor e finalmente no google acadêmico, na revista do Fausto Woolf, no viomundo de Luiz Carlos Azenha e vários outros.
Porém meu amigo até o momento não recebi nenhum convite para por parte de editora publicação de minha poesias.
Talvez não receba nunca.( pode ser também que minhas poesias sejam um lixo) A Poesia não é prioridade. Livro não é prioridade. Cultura não é prioridade. Por justiça esqueci de citar o Overmundo e Migalhas.
Com certeza outros espaço on line,( Muitos blogs também, principalmente Nire Blog), mas isto, somente com o advento da chegada da internet, do contrário minha poesias estavam mofando no vazio do nada, nada pleno, nada absoluto
Caro conterâneo a tisteza é nossa, talvez mais minha do que sua.
Eu particularmente não tenho nem coragem de enviar os meus humildes tabalhos para uma Editora Brasileira.
Pois já estou ouvindo o sonoro Não. Um Não de verdade, não um não disfraçado de sim, um não de verdade.
É tudo tão lindo que a tristeza é a nossa fiel amiga companheira aliada nesta dor que nunca se acaba
Em tempo: Gostaria de agradecer o Google pela postagem de meus trabalhos no Google acadêmico, por que não dizer a todos os sites e blogs, estes sim, tem me dado oportunidade plena, a internet tem valarizado os meus trabalhos que fico até sem saber como retribuir tanta bondade.
Por isto companheiro, penso agora, somente em publicações on line.

Comentário extraido de Tristeza Cristiano Melo Brasilia Distrito Federal Edição Overmundo, setembro,2008

Coluna do Domingos · Aurora, CE 30/9/2008 13:02
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Samuel Luciano Assunção
 

cristiano que bom ter você de volta...
mas não é bom saber que estás triste...
não fique assim...toda dor é superável cara...eu bem sei...estamos na luta.

abraços meu amigo.

Samuel Luciano Assunção · Angra dos Reis, RJ 30/9/2008 13:17
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Juscelino Mendes
 

Dá uma bela peça para o teatro.
É só seguir o ritmo intenso e bem construído,
já começado neste poema.
Abraços.

Juscelino Mendes · Campinas, SP 30/9/2008 13:44
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Raiblue
 

Cris-Cris!!

Como você pensa em morte,se você retornou pra poesia que é vida?
Impossível,meu bem....vc está condenado pra sempre a viver dela...e é ela que trasnformará seus caminhos e sentimentos...acredite!!
Sabia que não nos deixaria,porque vc, Cris, é pura poesia!
Belíssimo poema,em estrutra e ritmo!!
Adorei!Apesar de triste... mas' pra fazer um samba com beleza é preciso um bocado de tristeza,senão não se faz um samba não..."

Te adoro,viu?

beijinhos azuis_zen...
Blue-Blue

Raiblue · Salvador, BA 30/9/2008 14:52
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Cristiano Melo
 

Celina,
obrigado por suas generosas palavras, sempre.
beijo

Delen,
Caro poeta, trazes alegria real a este seu amigo aqui, com suas belas e sábias palavras,
abraços

CD,
Com sua sensibilidade afiada, faz incisões cirúrgicas na linguagem do poema. Muito obrigado.
beijos

JB, a chuva veio mesmo...ainda bem. Muito obrigado pela passagem do castanheda, bem no alvo.
abraços

Cristiano Melo · Brasília, DF 30/9/2008 16:42
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Cristiano Melo
 

JU,
sempre em viagem....rs. A morte é de uma relatividade...Mas, concordo com o que você aponta sim. Muito obrigado pelo carinho
xêro

Gustavo,
meu caro amigo poeta, o sofrimento ou qualquer outro sentimento é nossa matéria prima de inspiração. Muito obrigado pelo seu comentário.
abraços

Regina,
as palavras são fontes para qualquer modificação. Muito obrigado por suas generosas palavras.
beijo

Sônia,
amiga poetisa, sim o vai-e-vem dos sentimentos nos faz perceber que nada como o dia-a-dia, o cotidiano e as palavras que brotam de nossa inspiração. Obrigado
beijo

Cristiano Melo · Brasília, DF 30/9/2008 16:46
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Cristiano Melo
 

Clara,
minha querida, sua generosidade é preciosa, muito obrigado, mas não estou triste em realidade, só inspirado por este sentimento.
beijo

Dô,
a vida é mais que este misto de tristeza, alegria e dor, temos diversos sentimentos que nos inspiram, somos multifacetados, não é mesmo?
Obrigado
beijo

Domingos,
Seu comentário ficou muito rico e inspirado em minha "tristeza"... Nosso Ceará, como todos os estados brasileiros têm suas particularidades... Publicar algo no Brasil é complicado, mas não impossível. Agradeço seu desprendimento em tecer seu comentário.
abraços

Samuel,
amigo poeta, é assim mesmo, na luta...mas como já escrevi antes, não me percebo triste, apenas inspirado neste sentimento, se é que se dá para entender...rs. Acho que até eu não entendo.
Obrigado mesmo
abraços

Cristiano Melo · Brasília, DF 30/9/2008 16:52
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Cristiano Melo
 

Juscelino,
Boa idéia, e fico agradecido em você pensá-la com o início dela com meu poema.
Valeu
abraços

Blue,
Estou condenado????snif! Acho que esta sina é nossa então...rs
No entanto não pensei na morte de uma maneira literal, mas metafórica. Fico muito contente com seu carinho e generoso comentário, eu que sou só um curioso palas palavras...
Obrigado querida.
beijos beijos

Cristiano Melo · Brasília, DF 30/9/2008 16:55
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Nydia Bonetti
 

Belíssimo poema, Cristiano.
De todas as mortes, renasceremos...
Beijos!

Nydia Bonetti · Piracaia, SP 30/9/2008 22:23
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Saramar
 

Poeta, esper que este angustiado poema seja mais uma expressão da dor que todo poeta, esse fingidor, sente.

Se, ao contrário, a realidade insiste em levá-lo para a escuridão da dor, lembre-se sempre que o tempo é feroz editor que tudo repagina, ainda que estejam presas as esperanças.

beijos

Saramar · Goiânia, GO 30/9/2008 23:03
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Cristiano Melo
 

Nydia,
sim sim, renasceremos sim, sempre transformados.
obrigado
beijo

Saramar,
Não é literal não viu?!rs
Só expressão inspirada mesmo. Um poema...
obrigado
beijo

Cristiano Melo · Brasília, DF 1/10/2008 09:30
sua opinião: subir
Homenino Poeta
 

Como disse Aluj lá em cima
a morte é apenas uma transferência de planos
Abraço amigo

Homenino Poeta · Porto Alegre, RS 1/10/2008 09:50
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Cristiano Melo
 

Caro HP,
é sim. Ou não...rs mas é sim, acho!
Obrigado
abraços

Cristiano Melo · Brasília, DF 1/10/2008 09:52
sua opinião: subir
Eduardo de Oliveira
 

Inicio sua votação com todo o prazer. Ótimo poema. Gostei da crueza alcançada.

Eduardo de Oliveira · Teresina, PI 1/10/2008 11:30
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Doroni Hilgenberg
 

Cristiano
é verdade!
bjsssss

Doroni Hilgenberg · Manaus, AM 1/10/2008 11:49
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Samuel Luciano Assunção
 

votando cris...
abraços

Samuel Luciano Assunção · Angra dos Reis, RJ 1/10/2008 12:04
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
alcanu
 

Deve ter acontecido algo contigo, como acontece com a gente e não se conta, vida corrida, distância sentida, algo que nos amedronta, a gente é humano, manda um recado, alguém que saca mais do que devia e chora, se iguala, percebe, descobre, se solidariza, rola um papo mais aberto, a pessoa se alivia, pronta pra uma alegria, esquece a tristeza, tudo é mesmo passageiro, só pra Morte não tem jeito, se você for no meu enterro, eu não vou no teu!
Baixa um pano, problemas não podem ser maiores que os nossos amigos, pois nas amizades não existem inequações !
Conforme queríamos demonstrar !
Prova dos nove e o escambau !
Tamos aí,
somos ombros fortes
mas se precisar
se chora junto,
fazer o quê ?
deixar a Morte
chegar ?
esperar o defunto
feder ?
Um abraço !
PS: Tamos aí !

alcanu · São Paulo, SP 1/10/2008 12:24
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Cristiano Melo
 

Eduardo, Doroni e Samuel, muito obrigado
beijo e abraços

Al,
Meu caro amigo sei sim que estás aí, mas fica vexado não! Se fosse fato literal eu já tinha ligado, dado sinal de fumaça, o escambau não sou de ficar só nem a pau!
E também digo: se você for ao meu enterro eu não vou no seu!
'Brigadão amigo
abraços

Cristiano Melo · Brasília, DF 1/10/2008 14:33
sua opinião: subir
Noelio Mello
 

Cristiano, amigo.
Nãosei dimensionar o tamanho da tua dor, sei que a minha se renova a cada amanhecer. Sinto, todavia, que todas as dores serão consertadas na eternidade, no tempo de Deus, não dos homens. Fé, amigo, para seguir em frente.
Abraços
Noélio

Noelio Mello · Belém, PA 1/10/2008 15:15
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Gustavo Adonias
 

Cristiano,

Vo(l)tando !

Abraços poéticos

Gustavo Adonias · Salvador, BA 1/10/2008 15:57
sua opinião: subir
Cristiano Melo
 

Noelio, muito obrigado pelas suas palavras, mas que com fé sigamos em frente.
abraços

Obrigado Gustavo, abraços

Cristiano Melo · Brasília, DF 1/10/2008 16:03
sua opinião: subir
celina vasques
 

Meus votos !
beijo

celina vasques · Manaus, AM 1/10/2008 16:48
sua opinião: subir
Sérgio Franck
 

Amigo, descobri que sem a tristeza, não sabemos ser felizes... ótimo poema pra se encarar nos olhos...

Sérgio Franck · Belo Horizonte, MG 1/10/2008 16:59
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Langinha
 

Lindo texto: parabéns. convido vc a conhecer m/ novo trabalho : está em edição no Overmundo. Chama-se "Meu anjo da Guarda" e ressalta a amizade. Apareça lá...Abrs. Langinha.

Langinha · São Paulo, SP 1/10/2008 17:31
sua opinião: subir
Raiblue
 

bjksblueeeeee

Raiblue · Salvador, BA 1/10/2008 23:49
sua opinião: subir
Juscelino Mendes
 

Revisitando com um abraço.

Juscelino Mendes · Campinas, SP 2/10/2008 08:44
sua opinião: subir
EdimoGinot
 

A morte???
Cristiano.
A morte é o começo...
Um abraço

EdimoGinot · Curitiba, PR 2/10/2008 09:01
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
joe_brazuca
 

Todos os dias morrermos um pouco...e mais um pouco...e mais um pouco...
E renascemos !...e somos outros e outros, novamente...eis a questão !...

"Tristeza, por favor vai embora, esta alma que chora..." ( espero que sua dor se esvaia, rapidamente...e que tudo se abrande, amigo..)

belo e contundente...
abs

joe_brazuca · São Paulo, SP 2/10/2008 10:33
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Cristiano Melo
 

Celina, Langinha, Blue, Juscelino, Muito obrigado,
beijos e abraço

Cristiano Melo · Brasília, DF 2/10/2008 12:26
sua opinião: subir
Cristiano Melo
 

Sérgio,
É um contraponto natural não é mesmo? Obrigado
abraços

EG,
e tudo começa de novo até a próxima morte! Valeus
abraços

Joe,
Sim, renascemos todos os dias e momentos em que prestamos atenção à nossa volta, do contrário seriam processos inférteis de morte sem renascimento! Agradeço seu comentário.
abraços

Cristiano Melo · Brasília, DF 2/10/2008 12:28
sua opinião: subir
Cintia Thome
 

Tristeza, vá simbora...simbora...
Não quero meu coração que chora...
Quero canto e tua viola

Cintia Thome · São Paulo, SP 2/10/2008 12:52
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Cristiano Melo
 

Cintia,
que belezura....
alegria e candura!
"cantar e cantar e cantar,
a beleza de ser um eterno aprendiz..."
Obrigado querida
beijo

Cristiano Melo · Brasília, DF 2/10/2008 14:21
sua opinião: subir
Regina Lyra
 

Grande beijo, Cris.
Regina

Regina Lyra · João Pessoa, PB 2/10/2008 15:31
sua opinião: subir
ayruman
 

Um... Aqui confirmando.
Abraços.

ayruman · Cuiabá, MT 2/10/2008 17:08
sua opinião: subir
Cristiano Melo
 

Regina e JB, meus nobres amigos poetas, obrigado
beijo e abraço

Cristiano Melo · Brasília, DF 2/10/2008 18:16
sua opinião: subir
DecoDias
 

Cris, saudade! Muito carinho pra vc. As poesias de tristeza são realmente mais fisiológicas.
Que te dê um pouco de alegria! Parabéns!

DecoDias · São Paulo, SP 3/10/2008 01:14
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Cristiano Melo
 

Meu caro Deco, quanta saudade daí de sampa, sim são sim fisiológicas, fisiologismos...rs
Obrigado pelo carinho
abraços

Cristiano Melo · Brasília, DF 3/10/2008 01:54
sua opinião: subir
Compulsão Diária
 

Compulsão Diária · São Paulo, SP 3/10/2008 07:53
sua opinião: subir
Branca Pires
 

Apesar de tudo, vivo estás.
E é assim mesmo, morremos e renascemos cada novo dia!
Via a vida, né?
beijos

Branca Pires · Aracaju, SE 12/10/2008 01:05
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir

Para comentar é preciso estar logado no site. Faça primeiro seu login ou registre-se no Overmundo, e adicione seus comentários em seguida.

baixar
pdf, 2 Kb

veja também

filtro por estado

busca por tag

revista overmundo

Você conhece a Revista Overmundo? Baixe já no seu iPad ou em formato PDF -- é grátis!

+conheça agora

overmixter

feed

No Overmixter você encontra samples, vocais e remixes em licenças livres. Confira os mais votados, ou envie seu próprio remix!

+conheça o overmixter

 

Creative Commons

alguns direitos reservados