Um clube, um baile, uma saudade...

1
anamineira · Alvinópolis, MG
21/9/2008 · 143 · 16
 

Um clube, um baile, uma saudade

Peguei a Folhinha de Mariana (lembro dela, ficava atrás da porta do quarto da minha mãe), e gritei assustada:
---- Angela, estamos no final de maio, o baile do aniversário do Alvinopolense já está chegando, temos que guardar um lugar com Alaide ( nossa costureira) e vamos já para loja de Chiquito ver os tecidos . Bizé já comprou o dela e falou que Chiquito está uma fera, pois o vendedor deixou poucas cores e estampas, quem chegar primeiro leva o melhor.

Lembro da cara de Chiquito, olhar desconfiado, parecia que ele não gostava de atender as moças da Baixada, achava a gente metida e exigente. Falava assim:
----Já vem as enjoadas da Baixada!

Saíamos de lá, felizes com os tecidos e corríamos para o atelier de Alaide, que toda risonha, sentava conosco para nos ajudar na escolha dos modelitos.
Vitória de Sr. Jorge Turco, sempre aparecia, corria os olhos, morrendo de inveja!

Coração apertado, lembrava que, toda época do baile no Alvinopolense, meu namorado arrumava um jeito de terminar o namoro comigo.
É que ele estava fissurado numa garota do bairro do Gaspar e ela saracutiava para o seu lado.
De olho no relógio, da varanda lá de casa, via Paulo Andrade dando as últimas recomendações para Marinês:
---- Não espere o baile acabar, não entra no carro do Josias e não beba no copo de gente estranha, dizem que estão colocando uma tal de bolinha na bebida para as moças ficarem doidonas.

Que coisa deliciosa lembrar nossa chegada trinfal na porta do clube. Quantos degraus para chegar no salão. Naquela hora, até tropeçávamos, a ponto de Tuola ( o presidente do clube) gritar da portaria:
----Cês tão muito assanhadas, vão cair dessa escada, eu não tenho nada com isso!
Engraçado! Era demorado subir aquela escadaria toda, mas era gostoso chegar no salão, dar de cara com o conjunto tocando Beathes e ver o reflexo da luz negra no meu vestido, e ainda por cima passar os "zóios" nos rapazes, encontrar um bem lindo, conquistá-lo, dançar com ele a noite inteira, e nem dar bola para o ex-namorado, que, nessas alturas, já me olhava desconfiado, pois a outra garota tinha encontrado alguém de fora ("pião" de João Monlevade).

Dançar coladinho! Como era bom!
Azar o meu, não era com ele.
Azar o dele, não era comigo.

O baile acabou.
Voltamos para casa felizes da vida!
Angela tinha ficado com Cuca, Marinês vinha de carro até na esquina do Quimquim Terra, para seu pai não ver, e meu ex-namorado ficava de longe, vendo meu beijo de despedida, chupando o dedo!

Ah! De quebra, Jamil, meu vizinho, ficava atrás da janela do seu quarto, vendo nossa turma chegar, doido para amanhecer e ficar sabendo as últimas do baile.

compartilhe



informações

Autoria
Anamineira
Downloads
394 downloads

comentários feed

+ comentar
Lioviola
 

"confesso abestalhado que estou decepcionado"

entenda, por não ter ido a este baile.
que maravilha!
a saudade, é uma danada mesmo.
grande abraço, amiga.

Lioviola · Carnaíba, PE 19/9/2008 07:37
sua opinião: subir
anamineira
 

Ôi Lioviola,
De vez em quando é muito bom sentir saudade. Inspiração sobra, coração explode no peito e dá até um texto assim.
Agradecida pelo comentário. Um abraço cá de Minas.

anamineira · Alvinópolis, MG 20/9/2008 14:07
sua opinião: subir
Sérgio Franck
 

Aninha, sentir saudade é muito bom, não é mesmo? Já curti muitos bailes como o de seu texto. Fez voltar no tempo. Eita tempo bom.

Bjo.

Sérgio Franck · Belo Horizonte, MG 20/9/2008 14:37
sua opinião: subir
azuirfilho
 

anamineira · Alvinópolis (MG)
Um clube, um baile, uma saudade...

Uma Saudade gostosa que faz bem a alma.
Como uma chance brejeira para reafirmar o sonho sonhado da juventude.
Verdadeira viagem cheia de encantamento.
Um breve momento de viver tudo de novo no lembras e deixar a alma sorrir.
O tempo passa e floresce todo amor que se planta no viver.
Parabéns.
abracáo Amigo

azuirfilho · Campinas, SP 20/9/2008 16:50
sua opinião: subir
Ailuj
 

Quando a saudade é gostosa vale a pena sentir
Beijos Ana

Ailuj · Niterói, RJ 21/9/2008 03:12
sua opinião: subir
clara arruda
 

Ana por não ser fioxão me deu até saudades.
Beijos em seu coração.

clara arruda · Rio de Janeiro, RJ 21/9/2008 07:07
sua opinião: subir
danlima
 

ana, que bom ver vc de volta, coim suas cronicas tão gostosas e bem humoradas... é, naquele nosso tempo era assim, tudo tão simples,s tão claro, sonhos tão comuns... incendiar corações, paqueras na baixada, nós rapazes de terno preto e gravata, as danças coladas, de vez em quando um ou outro atrevimento... eram outros tempos, e a ingenuidade ainda morava em nós... sua crônica nos remete para lá, e dá aquele aperto no coração de lembrar.... que bonito!

danlima · Brasília, DF 21/9/2008 18:06
sua opinião: subir
Juscelino Mendes
 

"Um clube, um baile, uma saudade",
belo texto, Ana.
E eu conheço a sua cidade!

Abraços.

Juscelino Mendes · Campinas, SP 30/9/2008 11:43
sua opinião: subir
anamineira
 

Agradeço, de coração, a todos vocês.
Obrigada pelos comentários. São valiosos para mim.

anamineira · Alvinópolis, MG 30/9/2008 14:08
sua opinião: subir
ayruman
 

Oi conterrânea das Gerais. Bom revê-la com mais uma criação rica em arte.
Ah. Saudades danada das coisas que ficaram no Tempo. Fica triste não. Outras virão. Com outras roupagem , é claro.
Luz e Paz. Sempre.

ayruman · Cuiabá, MT 2/10/2008 14:48
sua opinião: subir
Paulo Esdras
 

Que baile e lembranças deliciosas! O texto está gostoso de ler e nos faz viajar convidando-nos a dançar no baile. Beijos!

Paulo Esdras · Brumado, BA 3/10/2008 09:41
sua opinião: subir
anamineira
 

Ayruman, tempo bom aqueles. Luz e paz para você também.

Paulo, você chegou a viver esse tempo?
Venha sempre ler minhas bobagens. Abraços

anamineira · Alvinópolis, MG 8/10/2008 22:59
sua opinião: subir
Coluna do Domingos
 

Votado

Coluna do Domingos · Aurora, CE 12/10/2008 11:41
sua opinião: subir
Falcão S.R
 

"Dançar coladinho! Como era bom!
Azar o meu, não era com ele.
Azar o dele, não era comigo."

Esse namorado queria tanto que acabava ficando sem nada.

Belos tempos!

Bjs

Falcão S.R · Rio de Janeiro, RJ 14/10/2008 02:21
sua opinião: subir
Onivaldo Paiva
 

Um clube, um baile, uma saudade...
Conterrânea, uma recordação "viva", até escutei o "conjunto tocando Beathes" e vi, admirado, "o reflexo da luz negra no seu vestido". Eu dancei neste baile, eu dancei neste texto. Eu amei esta crônica/conto.

Onivaldo Paiva · Uberlândia, MG 15/3/2009 12:30
sua opinião: subir
anamineira
 

Onivaldo, muito legal te conhecer.
Agradecida pelo comentário.
Abraços,

anamineira · Alvinópolis, MG 18/3/2009 14:09
sua opinião: subir

Para comentar é preciso estar logado no site. Faça primeiro seu login ou registre-se no Overmundo, e adicione seus comentários em seguida.

filtro por estado

busca por tag

revista overmundo

Você conhece a Revista Overmundo? Baixe já no seu iPad ou em formato PDF -- é grátis!

+conheça agora

overmixter

feed

No Overmixter você encontra samples, vocais e remixes em licenças livres. Confira os mais votados, ou envie seu próprio remix!

+conheça o overmixter

 

Creative Commons

alguns direitos reservados