Um olhar atrás da vidraça

1
Marlene Bastos · Goiânia, GO
1/4/2011 · 8 · 14
 

Através do vidro da janela, ela observa o mundo lá fora.

Tudo tão pequeno.

Tudo tão distante.

Que mais a separa do mundo?

O vidro da janela?

Ou os nove andares até o solo?

"O mundo lá fora não vale a pena", conclui.

"Tão feio, tão frio, tão insensível".

Nesse instante, ela aperta os olhos como se a memória

trouxesse algo indesejável,

proibido.

Umas ruguinhas aparecem ao redor dos olhos e eles ficam sombrios,

enigmáticos.

Ela já foi jovem,

já foi bela.

E como sonhou.

A vida inteira sonhou.

Sonhou tanto e tanto como se nunca bastasse tão somente sonhar.

No seu sonho, o "seu" mundo.

No "seu" mundo, ela foi tudo quanto quis,

foi atriz venerada,

adorada.

Foi recebida com honras por reis e rainhas.

Conheceu o mundo inteiro.

Vivia em salões de festas.

Viveu grandes amores.

Criou-se e recriou-se ao arbítrio de seus devaneios.

Sonhou tanto e tanto que perdeu-se nos sonhos,

no seu mundo de faz de contas.

Dia e noite.

Noites e dias.

E, enquanto sonhava, o tempo passou.

O tempo ainda teima em passar,

enquanto ela olha pela janela.

"Que mundo feio lá fora", torna a pensar.

"E que tolice precipitar-se pela janela", resmunga ainda compungida pela notícia que acabara de ouvir na TV, seu único canal de contato com o mundo real.

“Desvario uma atriz pular do sétimo andar”, imaginou uma atriz como ela, reverenciada,

adorada.

"O mundo lá fora não vale a pena".

Então ela abre a janela.

Deixa o frescor da noite entrar.

"Mas quem precisa desse mundo?"

De súbito, o semblante se transforma, as ruguinhas ao redor dos olhos desaparecem e os olhos brilham.

A sala transfigura-se em um enorme salão de festas e uma música conhecida começa a ser tocada.

Ela ainda é jovem e bela.

“O meu mundo não me faz mal”.

Enigmaticamente, ela sorri, convencida de que dançará até a última música.

Em pouco tempo, ela materializa-se em um espectro irrefletido que rodopia pelos salões da sua própria imaginação.


By Marlene Bastos


Sobre a obra

Tu és capaz de sonhar, sem fazer dos sonhos teus senhores?

compartilhe



informações

Autoria
Marlene Bastos
Downloads
249 downloads

comentários feed

+ comentar
ayruman
 

Sonhar. Sonhar é preciso. Uma Vida sem sonhos é insossa e sem sentido. Sonhar mas sobretudo transformar estes sonhos em algo de concreto e substancial.
Excelente postado amiga!


Saúde e Paz. jbconrado

ayruman · Cuiabá, MT 1/4/2011 11:41
sua opinião: subir
Marlene Bastos
 

É vero, é vero Ayruman!
É preciso correr atrás dos sonhos
e importante não se perder por causa deles (ou dentro deles!).
Bjokas!

Marlene Bastos · Goiânia, GO 1/4/2011 11:57
sua opinião: subir
The Guilherme Aguiar
 

Hmmm não sei.. Acho que estamos dentro de um sonho (que ao mesmo tempo : pesadelo : rs) colcetivo onde todos combinaram ou "viver" no salão de festas da imaginação ou espalhar a friesa dos sentimentos no sopé do muro-montanha-edifíco.. O vice-versa tb vale.. (kkk)
Nostalgia pura rs... Me lembrei de algumas cenas do filme Amores Brutos.. Vc já assistiu?

The Guilherme Aguiar · Betim, MG 1/4/2011 13:43
sua opinião: subir
Marlene Bastos
 

Ah, o humor negro e surreal do Alejandro González Iñarritu???? Não assisti,rsrsrs, já li a sinopse várias vezes, mas nunca o selecionei. Acabo sempre escolhendo outro mais água-com-açúcar...
Mas concordo que é recorrente, evoca a surrealidade do Amores Brutos, mesmo sem a intenção!
Thanks to comment!
bjokas

Marlene Bastos · Goiânia, GO 1/4/2011 14:34
sua opinião: subir
- M.Leite
 

Que auto estima positiva.
Gostei!

- M.Leite · Virgínia, MG 1/4/2011 16:31
sua opinião: subir
alcanu
 

Viver... a que será que se destina ?
Não vale dizer : CAJUÍNA !
A vida tem mais do que sete andares !
não se segue suicidas !
Um beijo !

alcanu · São Paulo, SP 1/4/2011 18:04
sua opinião: subir
Doroni Hilgenberg
 

Sonhar é preciso, mas tem gente que encontra no sonho um refugio para a realidade não desejada. No entanto ela existe, e eu acho que o sonho nunca deve ser maior do que a realidade, porque é tênue a linha que separa os dois.

Doroni Hilgenberg · Manaus, AM 1/4/2011 20:09
sua opinião: subir
MartaLucena
 

Os sonhos não morrem nunca, é como a esperança que é a última que morre, tudo isso nos impulsiona para frente, o medo nos encoraja, a maturidade deixa raízes, a vida tem suas fases, o ser humano seu livre arbítrio, o olhar para trás permitiu o equilíbrio. Parabéns belo texto, experiências repassadas a frente. Muito lindo.

MartaLucena · Natal, RN 4/4/2011 11:41
sua opinião: subir
Marlene Bastos
 

M.Leite!
Quiçá tivessem auto-estima positiva as atrizes que se jogaram pela janela, movidas pela depressão, dependÊncia da fama, a exemplo da Cibele Dorsa, Leila Lopes e outras tantas...

Alcanu!
A vida tem muitos mais degraus, né?
Falou e disse,rsrs

Doroni!
Como disse o poeta, de sonhar ninguém se cansa...
Mas até com os sonhos precisamos de equilíbrio!!

Marta!
Lindas palavras! Thanks!

Bjokas a todos!

Marlene Bastos · Goiânia, GO 4/4/2011 11:59
sua opinião: subir
Vasqs
 

Uma vez o Kandinsky respondeu às críticas ao abstracionismo:"Quem abstrai são vocês (os figurativos), de real só existem as formas, as cores e as linhas". Pois é, o resto - a identidade das coisas , as figuras - é invenção do homem , é sonho. É só o que existe. (Diferente de delírio, né?)

Vasqs · São Paulo, SP 8/4/2011 19:51
sua opinião: subir
O NOVO POETA.(W.Marques).
 

parabéns querida poetisa, abraço no seu coração.

O NOVO POETA.(W.Marques). · Franca, SP 30/4/2011 12:09
sua opinião: subir
ayruman
 

Vo ( l ) tando e apreciando.

Abraços.

ayruman · Cuiabá, MT 24/5/2011 22:34
sua opinião: subir
DECRÉPITA BÚSSOLA
 

UM BELO TRABALHO, ABRAÇO E BOM DIA.

DECRÉPITA BÚSSOLA · Caçapava, SP 25/5/2011 08:33
sua opinião: subir
Sihmoneh Maia
 

Engraçado... Sei lá por quê, esse poema me fez vir à mente a música do Oswaldo Montenegro (que não ouço há tempos) Bandolins: "Ela teimou e enfrentou o mundo se rodopiando ao som dos bandolins..."
Belo poema, menina!!!
'dorei!
: ]

Sihmoneh Maia · Santo André, SP 26/5/2011 08:14
sua opinião: subir

Para comentar é preciso estar logado no site. Faça primeiro seu login ou registre-se no Overmundo, e adicione seus comentários em seguida.

baixar
pdf, 3 Kb

veja também

filtro por estado

busca por tag

revista overmundo

Você conhece a Revista Overmundo? Baixe já no seu iPad ou em formato PDF -- é grátis!

+conheça agora

overmixter

feed

No Overmixter você encontra samples, vocais e remixes em licenças livres. Confira os mais votados, ou envie seu próprio remix!

+conheça o overmixter