UM QUARTO DE VÉSPERA

1
Neu Moraes · Belém, PA
18/3/2008 · 143 · 37
 

Abro os braços crucificada na roupa suja que espalhei pelo chão.
Que lúcida eu fico quando bebo!
Assim, viciosa, eu a percorria inteira!
Batia as cinzas do cigarro em seus cabelos
e rolávamos em seguida pelo chão.
É tarde no planeta!escondo a cara nos lençóis de minha rede laranja.
O tempo correndo contra, os ponteiros do relógio girando ao contrário, um calor do caralho!
Cubro a cara com a camiseta e sinto nela um perfume de véspera, atiro a camiseta longe!...
Colo os ouvidos no chão...
A luz do sol atravessa a janela. Aperto os olhos...
O sol continua igual, não é mais o mesmo que vi...
com estes olhos de agora.
As sombras são negras: a lua verte sangue!
Ela negava ou minimizava os prazeres da cama.
Sentava-se e batia as cinzas do cigarro na palma da mão.
Atirava o cigarro apagado no vaso, baixava a tampa e sentava-se em cima.
Acendia outro cigarro e ficava olhando a brasa queimar lentamente
Então atirava o cigarro dentro do vaso novamente e ficava ouvindo o barulho da descarga, compenetrada!

Sobre a obra

O último adeus...depois de uma longa convivência!

compartilhe



informações

Autoria
Neu Moraes
Downloads
285 downloads

comentários feed

+ comentar
Dora Nascimento
 

Neu...

Foi assim...
Eu bebi tuas palavras e me vesti de mim.

Intensa beleza, mesmo, Bela.

Dora Nascimento · Olinda, PE 15/3/2008 13:34
sua opinião: subir
Neu Moraes
 

Intensamente insano!...

Neu Moraes · Belém, PA 15/3/2008 13:56
sua opinião: subir
Dora Nascimento
 

Nem me fale...

Dora Nascimento · Olinda, PE 15/3/2008 14:20
sua opinião: subir
alcanu
 

Beleza de texto, cheio de detalhes reais, comuns, cotidianos, a gente é assim, né?
Um beijo, Alcanu

alcanu · São Paulo, SP 15/3/2008 15:22
sua opinião: subir
Neu Moraes
 

É queridíssimo Alcanu...detalhes tão pequenos de nós...

Neu Moraes · Belém, PA 15/3/2008 18:30
sua opinião: subir
Alice Poltronieri
 

Muito bom...!
Muito real e nítido...
O que de fato ocorre "depois de um longa convivência"? Só arricando p saber, né?
Me identifiquei com seus versos em alguns momentos.
bijuuus...

Alice Poltronieri · Porto Velho, RO 15/3/2008 23:27
sua opinião: subir
Neu Moraes
 

Cenas de vida real...obrigada, Alice, pelo comentário!

Neu Moraes · Belém, PA 16/3/2008 08:57
sua opinião: subir
clara arruda
 

Minha amiga...Vc escreve bem.Não apenas as palavras,mas a maneira que nos toca.sempre terás meu carinho e votos.

clara arruda · Rio de Janeiro, RJ 16/3/2008 09:21
sua opinião: subir
Neu Moraes
 

Obrigada, Clarinha, pelas sábias palavras!

Neu Moraes · Belém, PA 16/3/2008 11:32
sua opinião: subir
raphaelreys
 

Toda partida é um tormento! Uma dor de alma. Uma ruptura...beleza de divagações minha cara overmina!

raphaelreys · Montes Claros, MG 16/3/2008 13:47
sua opinião: subir
Bruna Foscarini
 

"O tempo correndo contra, os ponteiros do relógio girando ao contrário, um calor do caralho!" Ótimo. O malvado tempo, sempre levando mais tempo que o tempo necessário.

Bruna Foscarini · Taquara, RS 16/3/2008 19:59
sua opinião: subir
Neu Moraes
 

Raphael...agradeço pelas palavras!

Neu Moraes · Belém, PA 17/3/2008 15:08
sua opinião: subir
Neu Moraes
 

É Bruna, esse tal de tempo que afugenta todas as dores físicas e mentais!

Neu Moraes · Belém, PA 17/3/2008 15:09
sua opinião: subir
Berioliveira
 

Neu, o tempo não para! E a beleza dos teus versos vai a toda velocidade, maravilha... Deixando 23º votinho, cariños

Berioliveira · Vitória da Conquista, BA 17/3/2008 16:24
sua opinião: subir
Neu Moraes
 

Obrigada!... sempre querida Beri!

Neu Moraes · Belém, PA 17/3/2008 17:11
sua opinião: subir
alcanu
 

Votado, você merece !
Um beijo, Alcanu

alcanu · São Paulo, SP 17/3/2008 19:46
sua opinião: subir
Alice Poltronieri
 

Neu, passei p votar e aproveito p te dar um beijo...
Xêro.

Alice Poltronieri · Porto Velho, RO 17/3/2008 23:42
sua opinião: subir
Sérgio Franck
 

Neu, você me fez lembrar o meu pai. Ele pegava o violão, sentava-se ao lado de um enorme rádio amarelo, acendia um cigarro e apagava a luz antes de tocar Cartola. Um tempo bom e, sem volta.

bjo.

Sérgio Franck · Belo Horizonte, MG 18/3/2008 10:15
sua opinião: subir
Bethânia Zanatta
 

despedidas, sempre as despedidas.
essa até se parece com as minhas, e isso dói.
mas bonito mesmo teu escrito.
beijo.

Bethânia Zanatta · Santa Maria, RS 18/3/2008 12:14
sua opinião: subir
Neu Moraes
 

Cheiro de poesias pra você também, querida Alice!

Neu Moraes · Belém, PA 18/3/2008 14:00
sua opinião: subir
Neu Moraes
 

Obrigada Alcanu, pela visita...abraço!

Neu Moraes · Belém, PA 18/3/2008 14:01
sua opinião: subir
Neu Moraes
 

Sérgio,lisonjeada pela comparação...obrigada!

Neu Moraes · Belém, PA 18/3/2008 14:02
sua opinião: subir
Neu Moraes
 

Como dói, Bethânia, despedidas!...obrigada pela visita!

Neu Moraes · Belém, PA 18/3/2008 14:02
sua opinião: subir
clara arruda
 

Neu,voltei para votar e reler mais uma vez.Gostei realmente.Espero ter contribuido para a publicação.Um garnde abraço.

clara arruda · Rio de Janeiro, RJ 18/3/2008 17:24
sua opinião: subir
danlima
 

Oi, Neu, que belo poema, dolorido e rascante como a vida, como as despedidas, um retrato do cotidiano ampliadoa pelas suas lentes impregnadas de poesia. Meus parabéns..Voto.

danlima · Brasília, DF 18/3/2008 17:54
sua opinião: subir
Roberto Girard
 

Lindíssimo!!!
Votada
Bjs
beto

Roberto Girard · Rio de Janeiro, RJ 19/3/2008 00:22
sua opinião: subir
Neu Moraes
 

Clara, a dor refresca a alma!...obrigada pelo voto!

Neu Moraes · Belém, PA 19/3/2008 09:49
sua opinião: subir
Neu Moraes
 

Dan, que bom que tenha curtido o texto...grata!

Neu Moraes · Belém, PA 19/3/2008 09:49
sua opinião: subir
Neu Moraes
 

Beto, senti tua falta por aqui...obrigada!

Neu Moraes · Belém, PA 19/3/2008 09:50
sua opinião: subir
Raiblue
 

oi,Neu
Gosto da sua forma de escrever...envolve....penetra o coração....
Lindo poema,apesar de triste!
Mas não existe nada mais inspirador que a tristeza ...sempre gera momentos muito poéticos...como este...
Parabéns!
Raiblue

Raiblue · Salvador, BA 19/3/2008 14:00
sua opinião: subir
Regina Luna
 

Boa poesia, expresssando bem a desolação da perda. Assim é a vida...
Beijo.

Regina Luna · Fortaleza, CE 19/3/2008 22:56
sua opinião: subir
soninha porto
 

Eu sempre digo embora o fim, valeu apena ter vivido, sempre fica um bom pedaço em nós, poebeijos.

soninha porto · Porto Alegre, RS 20/3/2008 23:42
sua opinião: subir
azuirfilho
 

Neu Moraes · Belém (PA) ·
UM QUARTO DE VÉSPERA
Um Texto poetisado de uma vida mal resolvida.
Fruto da Sociedade mal resolvida.
O problema é do tipo de sociedade mas, atinge e detona no pessoal, criando o caos que táo bem todos conhecemos.
Nada destas confus'oes podem tornar impossível haver os amores ideais.


......Abro os braços crucificada na roupa suja que espalhei pelo chão ....

valeu.
Você cria uma idéia e com ela faz a gente se encantar com esperancas e possibilidades.
Parabéns pela criacáo.



azuirfilho · Campinas, SP 5/4/2008 23:27
sua opinião: subir
Harley Farias Dolzane
 

Neu, meu bem! já tinha lido seu texto agora volto pra votar nele!
Carpe diem!

Harley Farias Dolzane · Belém, PA 24/4/2008 17:49
sua opinião: subir
Harley Farias Dolzane
 

em tempo: achei bem teatral esse poema... dá pra ver ele sendo encenado...

Harley Farias Dolzane · Belém, PA 24/4/2008 17:50
sua opinião: subir
Neu Moraes
 

Fala Harley...bom mesmo te ver por aqui!
Obrigada pela presença!

Neu Moraes · Belém, PA 29/4/2008 09:12
sua opinião: subir
andremartins
 

adorei o poema.... muito, parabéns, votado!!!
AM

andremartins · São Paulo, SP 6/5/2008 13:10
sua opinião: subir

Para comentar é preciso estar logado no site. Faça primeiro seu login ou registre-se no Overmundo, e adicione seus comentários em seguida.

baixar
pdf, 2 Kb

veja também

filtro por estado

busca por tag

revista overmundo

Você conhece a Revista Overmundo? Baixe já no seu iPad ou em formato PDF -- é grátis!

+conheça agora

overmixter

feed

No Overmixter você encontra samples, vocais e remixes em licenças livres. Confira os mais votados, ou envie seu próprio remix!

+conheça o overmixter

 

Creative Commons

alguns direitos reservados