Uma Aventura (infantilmente) Fantástica

1
R. Marcchi · Rio de Janeiro, RJ
20/8/2009 · 23 · 19
 

Em toda Ásgard, o povo conta histórias sobre seus cavaleiros e seus feitos heróicos, porém um nome será lembrado mais que outros: Sir Raphael. Sim, eu mesmo.
Todos os reinos viviam em paz, até a chegada dele: Dominius. Ele e seu exército de ogros e criaturas do mal são conhecidos por roubar e destruir tudo por onde passam. Liz, a feiticeira do Norte já havia avisado sobre a chegada de Dominius e eu estava preparado. Eu e meu dragão, à quem eu chamava de Sol.
- Sir Raphael, você é o único cavaleiro capaz de enfrentar Dominius, por isso eu conto com você. – disse o Rei Tibérius.
- Sim Majestade! Eu não o decepcionarei. – respondi.
Vesti minha capa, peguei meu escudo, espada e alguns intens mágicos, e subi em meu dragão para, mais uma vez, defender o reino. Voamos pelas montanhas e logo após o Lago de Cristal, vi o acampamento de Dominius e seus ogros. Seus arqueiros também nos viram e começaram a disparar suas flechas. Meu dragão, Sol, girava no ar para não ser atingido enquanto eu, com minha espada, defendia as poucas flechas que passavam.
Guiei Sol para subir o mais alto que pudesse, para fugirmos da flechas. Quando chegamos acima das nuvens, começamos a descer rapidamente. Chegamos bem perto do exército de ogros de Dominius e, num vôo rasante, Sol soltou uma baforada de fogo sobre vários deles.
Eu pulei e, de espada na mão, comecei a batalhar contra outros ogros que corriam em nossa direção. Girava e atacava com minha espada. Sol soltava fogo ao mesmo tempo que, com a cauda, jogava vários deles no fundo do Lago de Cristal.
Dominius sabia que estava perdendo a batalha e, sem pensar duas vezes, mandou seus piores guerreiros: as Sombras.
Nem os ogros gostavam das Sombras e, quando viram eles avançando, fugiram para dentro da floresta encantada.
As Sombras nos atacaram, criando uma grande escuridão em nossa volta. A única luz que eu via era do fogo que o meu dragão soltava tentando atacar.
As Sombras nos atacavam de todos os lados e todas as nossas tentativas de revidar, com espada e fogo, não davam em nada, já que não se pode atingir uma sombra. Eu e Sol, estávamos ficando fracos e meu dragão estava ficando com as chamas cada vez menores. Dragões são seres ligados à natureza e não podem ficar na escuridão total sem que suas forças se acabem, sua energia vem do calor do dia e da calma da noite. Mantê-los na escuridão profunda vai tirando todas as suas forças até matar.
Eu já estava caído no chão, e Sol já estava quase sem chamas, quando passei a mão no peito e senti o apito que tinha recebido como presente dos Elfos.
- Com ele, e as sombras nunca te incomodarão. – foi o que me disse a Rainha dos Elfos em agradecimento por ter resgatado sua filha.
Peguei o apito e assoprei com força. Um som fino fez as Sombras gritarem e se desfazerem no ar. Sol se levantou e se sacudiu todo, para retirar toda a terra de cima de seu corpo. Agora faltava o principal: capturar Dominius.
Subi em Sol e fui atrás dele. Mas Dominius é um bruxo cheio de truques. Ele encantou os arcos e flechas para atacarem sozinhas e fugiu para uma caverna. Sol já tinha recuperado suas forças e lançou suas chamas contra os arcos encantados, queimando todos. Descemos perto da caverna e falei para ele me esperar do lado de fora, guardando a entrada.
A caverna era muito escura e não se enxergava nada, mas graças aos meus amigos Anões, que são grandes exploradores de cavernas, eu tenho um frasco de luz de Lithira para iluminar o caminho.
Morcegos passam sobre minha cabeça dando vôos rasantes. Já no centro da caverna, eu entro em um imenso salão e, lá no final, Dominius está sentado sobre um trono de pedras.
- Renda-se Dominius. – ordenei.
- Você tem muita coragem de vir até aqui cavaleiro! Mas esse é o será fim. – fala Dominius abrindo os braços.
Das paredes do grande salão, no interior da caverna, surgem 2 gigantes de pedras. Eles socam o chão tentando me atingir, mas eu corro e salto mais rápido do que eles podem se mover e consigo fugir dos golpes. Subindo no braço de um deles, corri até chegar em seu ombro e assobiei para chamar a atenção do outro mostro de pedra. Ele veio correndo e, tentando me acertar, destruiu o outro gigante em um só golpe. Com um salto, antes que o gigante de pedra onde eu estava fosse destruído, pulei no ombro do outro gigante e assobiei de novo. Tentando me acertar mais uma vez, ele batia em si mesmo quebrando um pedaço de seu próprio corpo. Mais um assobio, outro golpe e mais uma vez saltava para outro local. Quando sobrou somente pedras sem movimento saltei para o chão para, enfim, enfrentar Dominius.
O bruxo começou a se transformar até virar uma fera enorme, com dentes pontiagudos, olhos vermelhos e pêlos na cor negra. Rosnando ele veio correndo em minha direção. Saltei rapidamente para o lado e peguei o meu último item mágico. Não podia errar ou seria meu fim.
Ele me olhava com raiva e, rosnando alto, saltou em cima de mim. Eu pulei de costas, me agarrei nele e esfreguei no seu pêlo uma semente mágica. Quando caí no chão, vi que a semente tinha se transformado em um cipó mágico que prendeu Dominius e impedindo que ele se transformasse de novo.
Carregando Dominius nos ombros fui até a entrada da caverna. Os elfos estavam me aguardando junto com Sol, o meu dragão, e vários ogros presos que, de medo das Sombras, tinham fugido para a floresta encantada.
Estávamos comemorando quando um anjo apareceu.
- Venha! – dizia ela – Venha!
- Ir? Agora?
- Sim Raphael, vem almoçar!

Era a minha mãe. Eu estava debaixo do meu colchão, que eu colocava encostado na parede, fingindo que estava em uma caverna.

- Vem Sol, tá na hora do almoço – meu gato parou de brincar com um dos bonecos que estavam no chão e veio comigo.
- Vamos tirar esse lençol do seu pescoço.
- Mas mãe, essa é a minha capa!
- Tudo bem, eu guardo sua capa para você brincar depois.

Depois que almocei, fiquei com sono e me deitei no colo da minha mãe. Sol se enroscou nos meus pés e começou a ronronar. Enquanto ela acariciava meus cabelos, meus olhos ficavam cada vez mais pesados. Quando acordar, vou brincar de novo em outra aventura fantástica.

Gostou? Veja mais em www.altoebomsom.com.br

compartilhe



informações

Autoria
Um conto criado por R. Marcchi
Downloads
280 downloads

comentários feed

+ comentar
celina vasques
 

Fantástico!!!
Adorei teu conto e a maneira com que escreves!
Parabéns pelo talento e espero poder ler-te muitas e muitas vezes!
Beijos meus e Sucesso Poeta!

celina vasques · Manaus, AM 24/8/2009 12:06
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Doroni Hilgenberg
 

RM,
feliz da criança que hoje em dia, encontra meios para sonhar
num campo fértil de aventuras e onde o bem
predomina com os elementos da natureza e vence o mal
que simboliza as trevas e a escuridão...
Bela história fantastica.

Doroni Hilgenberg · Manaus, AM 24/8/2009 14:26
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
LAURO WINCK
 

Muito bom, um bom começo, espero que publique mais.
abçs

LAURO WINCK · Rio Pardo, RS 24/8/2009 15:03
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
alcanu
 

Enquanto os monstros de pedra, gigantes e malvados se auto destroem entre si, repousamos nos sagrados campos do Valhalla, levados por deslumbrantes Valquírias !

alcanu · São Paulo, SP 24/8/2009 15:08
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
azuirfilho
 

R. Marcchi · Rio de Janeiro (RJ)
Uma Aventura (infantilmente) Fantástica

Um belo Tema para um filme de Super produção pra encantar a juventude, reavivando o sucesso do cinema.
Um Trabalho bem feito que encanta os jovens de todas as idades, pelo ritmo de aventura sem fim.
Parabéns.
Abração Amigo.

azuirfilho · Campinas, SP 24/8/2009 17:26
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Cintia Thome
 

Bem vindo

Adorei a forma, voce nos prende com todas as fantasias e personagens
Belo imaginário. Esperamos outros...
abs
Cintia Thome

Cintia Thome · São Paulo, SP 24/8/2009 19:04
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Sônia Brandão
 

Bela viagem ao mundo da fantasia.
abs

Sônia Brandão · Bauru, SP 24/8/2009 23:12
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Greta Marcon
 

R. Marcchi; viajei na tua aventura... A tua estréia foi nota 1000!
Que venham outros mais... Parabéns e meu voto.
Beijos

Greta Marcon · Ponte Nova, MG 25/8/2009 02:05
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
BETHA
 

Que bom o tempo em que podemos sonhar e brincar de "transformações"... ainda mais quando somos despertados por anjos e saber que a fantasia não morre. Belo!

Abçs de Betha.

BETHA · Carnaíba, PE 25/8/2009 20:57
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
ayruman
 

Bela estréia amigo. Aguardo novos postados.
Abraços. Luz e Paz na Terra. jbconrado.

ayruman · Cuiabá, MT 26/8/2009 10:21
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Liêvin Virginio
 

Cara...FANTÁSTICO ! o mais massas é o desfecho...to escrevendo crônicas por aqui p/ adquirir experiência e partir p/ fantasia.....seu conto está de parabens, vc tem um coração de tinta leitor de Eragon e jogador de ragnarok. ^^

Liêvin Virginio · Natal, RN 26/8/2009 14:06
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Ana Murta
 

Obrigada por me enviar em linha direta ao reino da fantasia.
Continue imaginando e compartilhando conosco. Sucesso.

Ana Murta · Vitória, ES 26/8/2009 18:02
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
sheila duarte
 

Fadas, dragões, gnomos seres mágicos! muito bom estes dominius! gostei!!!

sheila duarte · São Paulo, SP 26/8/2009 20:48
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Cherry Blossom
 

Uma delícia de conto! Me vez ser menina de novo, sempre vivi entre esses mundos mágicos de castelos, reinos e fantasias. Até hoje eu ainda acho que sou uma Lady!....ahahahah
Estou um tanto afastada do Overmundo,mas valeu muito vir aqui te ler e viajar...
Seja muito bem vindo!
Um beijo de uma overmana "quase" retirante...


Cherry Blossom · Dracena, SP 26/8/2009 23:12
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
O NOVO POETA.(W.Marques).
 

um magnífico texto, abraçosssss

O NOVO POETA.(W.Marques). · Franca, SP 27/8/2009 11:31
sua opinião: subir
joe_brazuca
 

voce é talentosíssimo !...

ja editou ?...se não, perde o seu e nosso tempo ( para poder ler e guardar...rs) !...

um abraço fantasioso a lá Peter Pan !

Joe

joe_brazuca · São Paulo, SP 28/8/2009 17:36
sua opinião: subir
Roberto A
 

Marchi!

Pro primeiro post no over, vc começou extraordinariamente bem, e quem me conhece, sabe de minha sinceridade total..

abração e continue nos brindando com textos primorosos como este.
adiante!

Roberto A · Cuiabá, MT 28/8/2009 18:19
sua opinião: subir
Ana Neri Andrade
 

Fantástico!!!
Gostei.e vou correndo lá no seu blog...rrssss
beijo
doce

Ana Neri Andrade · Porto Alegre, RS 30/8/2009 03:25
sua opinião: subir
Lígia Saavedra
 

Seja muito bem vindo!

Vc passeia de "Julio Verne" a "História sem fim", ou "Meu dragão preferido", e todas essas histórias sempre vão agradar a crianças e adultos que cultivam a ludicidade.

Gosto do tema e principalmente da forma que vc transforma emoção em palavras.

Um grande abraço papa-chibé.

Lígia Saavedra · Ananindeua, PA 4/9/2009 20:17
sua opinião: subir

Para comentar é preciso estar logado no site. Faça primeiro seu login ou registre-se no Overmundo, e adicione seus comentários em seguida.

baixar
pdf, 7 Kb

veja também

filtro por estado

busca por tag

revista overmundo

Você conhece a Revista Overmundo? Baixe já no seu iPad ou em formato PDF -- é grátis!

+conheça agora

overmixter

feed

No Overmixter você encontra samples, vocais e remixes em licenças livres. Confira os mais votados, ou envie seu próprio remix!

+conheça o overmixter

 

Creative Commons

alguns direitos reservados