Uma bomba de efeito nasal

1
Tânia Brito · Campo Grande, MS
25/6/2007 · 114 · 26
 

Meu nome não interessa muito, pois sou mera coadjuvante de uma pequena história que se passou e fui testemunha... Mas para que não morram de curiosidade alguns dados forneço: tenho 31 anos, sou casada, tenho 03 filhos, acadêmica de Direito... e ufa!!!... Trabalho de segunda a sexta, 08 horas por dia. É mole ou quer mais?! Tem uma conhecida que costuma dizer que fica cansada só de ouvir a minha maratona diária. Difícil foi achar um tempinho para contar a minha estória. Mas vamos lá! Afinal, o tempo é curto... Pulando algumas etapas iniciais da minha maratona, às 08 horas bato cartão na empresa onde trabalho: uma empresa voltada para atividades nas diversas áreas como saúde, esporte, lazer e cultura. Subindo a escada (a esta hora já estou a mil por hora) chego ao meu setor. E sabe quem me espera? O nome de alguns deles para vocês: Luis Fernando Veríssimo, Moacyr Scliar, Eduardo Bueno, Nélida Piñon e até alguns do além como Machado de Assis, José de Alencar, Jorge Amado, para não falar dos estrangeiros e de nomes como Bruna Surfistinha ... Acreditem se quiser! Se pensaram em biblioteca, acertaram!!! Não é uma biblioteca de grande porte, mas é um local aconchegante, confortável, limpinho e cheirosinho...Bem, até o belo dia em que ELE entrou. Não sei de onde veio, nem para aonde estava pretendendo ir, mas o fato era que ele era um sujeito um tanto quanto estranho, talvez meio hippie, talvez o precursor de um novo estilo de vida ou nem tão novo assim (onde o banho não fosse tão importante), sério, de poucas palavras, pois mal dava bom dia ou boa tarde. Mas bom gosto para leitura, isso ele tinha. Além de bons jornais (passei a observá-lo) percebi que suas revistas prediletas eram as ligadas às ciências, filosofia, semanários de qualidade e que consultava o dicionário do Hoaiss com freqüência.
Bom, mas o fato é que a sua presença passou a tornar-se constante e a cada dia mais notada. Estávamos em dias quentes e vocês sabem, todo cuidado é pouco com a higiene pessoal. Nesses dias de forte calor, 02 banhos por dia podem não ser suficientes. Devemos recorrer ainda ao auxílio de um bom desodorante; um perfuminho também vai bem...
O nosso personagem principal costumava aparecer umas 02 vezes por dia à biblioteca. O horário mais crítico para mim, porque tinha que atendê-lo sozinha, era o do horário do almoço entre 11:30 e meio dia. E sabem por que?

* Acessem o download para saber o porquê!

compartilhe



informações

Autoria
Tânia Brito
Ficha técnica
'Repare bem: se não é aguda é CRÔNICA" (Rubem Braga)
Downloads
1003 downloads

comentários feed

+ comentar
Tânia Brito
 

Amigos, este texto é apenas uma brincadeira de escrever... Não tenho nenhuma pretensão literária...(rs...Portanto, peguem leve...É a minha primeira publicação aqui no Overmundo... ;) Que emoção!) Há tempos venho ensaiando para publicar algo aqui no Overmundo e como tinha esse texto resolvi compartilhá-lo com vocês!
Brincadeiras à parte, estou aberta a opiniões e sugestões de edição!

Tânia Brito · Campo Grande, MS 21/6/2007 12:38
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Leandróide
 

Tânia, posso ser sincero? Está muito legal. Parabéns!
Abraço,
Leandroide.

Leandróide · Florianópolis, SC 21/6/2007 18:36
2 pessoas acharam útil · sua opinião: subir
AULINHA.com.br
 

Muito legal mesmo e é uma história real, né?
quero ler mais crônicas ou relatos seus.
www.AULINHA.com.br

AULINHA.com.br · Afeganistão , WW 21/6/2007 18:55
2 pessoas acharam útil · sua opinião: subir
Tânia Brito
 

Leandróide, obrigada pela sinceridade que em princípio assustou...rs
Aulinha, que bom que você tenha gostado. Digamos que foi baseada em fatos observados. Uma mistura entre ficção e realidade... ;)
Obrigada pelos comentários!
Abs, voltem para votar!

Tânia Brito · Campo Grande, MS 21/6/2007 22:32
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Paulo Edyr Camargo
 

Oi Tânia !!!

Adorei a sua crônica. Você demonstra um sutil senso de humor. O tempo faz milagres ... Transforma as nossas tragédias em comédias. Só o humor e as boas lembranças, sobretudo da infância e da casa paterna, salvam o homem.
Sou das "antigas", acredito que leio melhor o texto impresso. Na primeira página, como a conheço desde os bons (e velhos) tempos da biblioteca, me identifiquei com o personagem. Seria eu o sujeito "meio hippie" e "precursor de um novo estilo de vida"??? Bem , na segunda página, por motivos óbvios, abandonei a idéia.

Não foi fácil, para mim, colocar esse comentário aqui. Apanho da informática. Primeiro, lá no Orkut, enviei o recado para mim mesmo. hi hi hi. Depois, o recado foi certinho para você e, agora, vitória. Como é bom vencer cada batalha nessa guerra sem fim com a informática !!!
Um grande abraço

Paulo Edyr

PS - Quero ler outras e outras crônicas

Paulo Edyr Camargo · Campo Grande, MS 22/6/2007 08:06
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Tânia Brito
 

Oi Paulo! Você sempre muito prestativo... Obrigada pelo esforço e imagino que não deve ter sido tarefa fácil pra você postar aqui...e eu nem estava no msn pra dar aquela forcinha habitual... ;) Brincadeirinha! Daqui a pouco você já está até Doutor em Informática e vai acabar mudando a sua tese de doutorado...rs
Bom, não sei porque você pensou ter sido a inspiração para o tal personagem...rs... Afinal, ele não tem nada a ver com você a não ser o fato de ir sempre à biblioteca e ter um bom gosto para a leitura! Nunca percebi ser vc avesso a um "perfuminho"...kkk
Mas deixando a brincadeira de lado, obrigada pelas considerações e quem sabe não escreva algo sobre o sonho de uma garotinha muito linda que quer ser princesa quando crescer! rs
Um grande abraço pra vc também!

Tânia Brito · Campo Grande, MS 22/6/2007 18:00
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
carol de trancinhas
 

Está ótimo, não conhecia esse seu lado cronista amiga.Parabéns pelo texto .Beijo

carol de trancinhas · Brasília, DF 22/6/2007 19:12
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Tânia Brito
 

Carol de Trancinhas (Oneida para os íntimos...rs), obrigada. Que bom que tenha gostado.
E vou ver aquela tua sugestão de edição!
Valeu!!! Bjks

Tânia Brito · Campo Grande, MS 22/6/2007 22:04
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Tânia Brito
 

Oneida e Aulinha, não consegui editar em tempo as sugestões que me deram. Mas o faço aqui: em Hoaiss leia-se Houaiss (esse do Aulinha)... e Oneida, sei que comi alguma vogal por aí...mas não consigo visualizar pois teu comentário em relação a isso não deixaste aqui e apaguei o recado contando que me lembraria. Foi mal! rs
Bjs para os dois!

Tânia Brito · Campo Grande, MS 23/6/2007 13:10
sua opinião: subir
Felipe Gesteira
 

Bem leve, bem divertido. Gostei muito! :D

Felipe Gesteira · João Pessoa, PB 23/6/2007 16:20
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Adroaldo Bauer
 

Se vero, impagável, se ficto brilhante.
O texto escorre liso, correto, dá espaço ao fato.
Bom começo.
Um reparo coadjuvante:
Na fala que refere à gerente, dizes:
Voltou para a biblioteca e aguardou para falar com a gerente que estava grávida. Socorro! Para uma pessoa em estado normal era difícil, como não seria para uma grávida?
Penso que a gravidez é dos estados mais corriqueiros entre as fêmeas da espécie humana.
Penso, e tenho acordo com Caetano: de perto ninguém é normal.

Adroaldo Bauer · Porto Alegre, RS 23/6/2007 17:22
2 pessoas acharam útil · sua opinião: subir
Tânia Brito
 

Felipe,
Obrigada pelo comentário! Que bom que tenha lhe causado "algum divertimento!"
Bj

Adroaldo,
Que surpresa um comentário teu! Fiquei mto feliz pelo incentivo e olha, nenhuma intenção "maldosa" quanto à gravidez. Além de ser um "dos estados mais corriqueiros entre as fêmeas da espécie humana" é um dos mais lindos e de realização para uma mulher. Mas você tem razão na observação! Vou tomar mais cuidado com colações desta natureza...
Verdade, "de perto ninguém é normal" Nem eu!!! rs
Abraços pantaneiros!

Tânia Brito · Campo Grande, MS 23/6/2007 19:27
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Zé Geral
 

Caramba! O sujeito fedia tanto, que de tão boa a crônica, sentí o fedor aqui! Conselho amigo: Escreva mais!

Zé Geral · Campo Grande, MS 24/6/2007 17:10
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Ivan A
 

Sutilmente bem humorada a sua crônica.Parabéns Tânia

Ivan A · Brasília, DF 24/6/2007 23:53
2 pessoas acharam útil · sua opinião: subir
Tânia Brito
 

Zé,
Obrigada pelo incentivo. Ri mais do teu comentário do que da minha própria crônica...Sentiu o cheiro daí, é?! rs
Abração!

Ivan,
Que bom que tenha gostado do Overmundo...Eu adoro isso aqui...rs Seja bem-vindo então...
E que bom que tenha gostado do meu texto. É um ensaio para uma crônica...rs
Abs

Tânia Brito · Campo Grande, MS 25/6/2007 10:44
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
AULINHA.com.br
 

Ivan, Tânia e Carol de Trancinhas:
Fiquemos aqui alimentando nossa alma com a cultura.
Melhor que orkutar e fofocar, no orkut hehehehe...
www.AULINHA.com.br

AULINHA.com.br · Afeganistão , WW 25/6/2007 13:20
2 pessoas acharam útil · sua opinião: subir
Spírito Santo
 

Tânia,
Então? Você escreveu uma crônica. Pronto. Rolou. Se eu tivesse que sugerir alguma coisinha, seriam duas: A primeira é que, há tipo de dica, uma regrinha de estilo, comum aqui no sítio A qual eu acho muito pertinente, aliás) que é deixar os parágrafos separados por um espaço. Fica mais leve a leitura, dizem (e eu concordo). A outra é que, presumo, você não fala normalmente tão 'certinho' como escreveu, usando, naturalmente, o que você achou que é uma forma correta de dizer as coisas. O fato é que, se você quiser, é claro, pode também ser mais informal, coloquial, eu diria.
Sua alma, seu jeitão de ser e de dizer as coisas vai aparecer e atrair mais ainda a atenção dos leitores para a tua interessante história. O caráter inusitado da situação até pede esta informalidade. Pelo menos é isto que eu (que também estou sempre começando) acho. Vai fundo e parabéns neste começo promissor. Obrigado pelo convite para comentar.

Abs,

Spírito Santo · Rio de Janeiro, RJ 25/6/2007 17:58
3 pessoas acharam útil · sua opinião: subir
AULINHA.com.br
 

Gostei do comentário do Spirito Santo.
Eu costumo usar a quebra de parágrafos com um espaço entre eles. Fica melhor a leitura, tem razão.
www.AULINHA.com.br

AULINHA.com.br · Afeganistão , WW 26/6/2007 18:52
2 pessoas acharam útil · sua opinião: subir
Tânia Brito
 

Spirito Santo,
Que bom você ter aceito o meu convite para ler e comentar o texto! Gostei das dicas de formatação e os toques quanto a imprimir um estilo mais coloquial à minha produção textual... Prometo que vou tentar... Não falo realmente tão certinho assim, mas meu "jeitão" de escrever é meio parecido mesmo com esse...De qualquer forma, tua contribuição foi mto valiosa! Apareça mais vezes em minhas colaborações futuras.Obrigada!
Abs

Aulinha,,
Se você vem ratificar o que o Spirito Santo sugere, na próxima então não tenha dúvida: da-lhe quebra de parágrafos...rs
Beijo

Tânia Brito · Campo Grande, MS 26/6/2007 21:57
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
sandra vi
 

realmente dá pra se sentir sufocado com o cheiro só de ler...
eu sou síndica e temos um problema parecido com uma senhora e ... sua cadelinha ... na vera a cadelinha fica entre pontinhos porque ela adora um banho.
sei disso pq eu mesma dou banho nela quando posso pra diminuir a confusão, ela adora, fica quietinha e depois levo ela pra praça pro sol pra secar, ela é uma meiguice. agora, com a senhora e o apartamento eu ñ posso fazer muito mais do que conversar e dar uns toques, como o ap fica erto da escada, tem dias que o cheiro chega nos andares abaixo e acima imaginem!!
na próxima vai vc ao MP por conta dos constrangimentos e desassossego que o cheiro e o produzidor do cheiro te causaram.
beijem cheiroso

sandra vi · Petrópolis, RJ 29/6/2007 08:21
sua opinião: subir
Tânia Brito
 

Nossa Sandra! Que situação hein?! rs... Obrigada pelo comentário e pela solidariedade...rs...Mas imagino que tua situação seja bem mais delicada que a minha.
Bjs

Tânia Brito · Campo Grande, MS 3/7/2007 13:34
sua opinião: subir
AULINHA.com.br
 

Já, eu, tenho o olfato super aguçado!
Fazer o quê, né?
www.AULINHA.com.br

AULINHA.com.br · Afeganistão , WW 11/7/2007 16:10
sua opinião: subir
Marcos Paulo Carlito
 

Você deveria escrever mais, Tãnia.

O texto prende até o final, muito legal. Seu estilo é agradável e sua narrativa boa...

Fiquei muito curioso para entender a personalidade do fedido...

Marcos Paulo Carlito · , MS 11/11/2007 15:23
sua opinião: subir
Tânia Brito
 

Marcos, escrever esse texto foi só uma brincadeira. Na época achei que a história deveria ser registrada pois foi algo que realmente marcou...rs...Em bibliotecas por exemplo, são inúmeros os casos de situações que podem se transformar em boas crônicas. Preciso é desenvolver essa minha habilidade de escrever... :)
Mais uma vez obrigada pelo comentário! Valeu!
Bj

Tânia Brito · Campo Grande, MS 12/11/2007 07:21
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
AULINHA.com.br
 

Não vamos nos esquecer que hoje é o dia das bibliotecárias e dos bibliotecários. Tânia, tenha mais um ano de estímulo pelo trabalho construtivo que você faz não só nas escolas, nos Arquivos e nas bibliotecas, como na nossa vida familiar.
Parabéns pela pessoa que você é e pelo seu dia.AULINHA.com.br

AULINHA.com.br · Afeganistão , WW 12/3/2008 15:47
2 pessoas acharam útil · sua opinião: subir
Tânia Brito
 

Obrigada Rodrigo. Trabalhar com a informação, independente do suporte físico com que se apresente, é realmente um estímulo diário. A biblioteca então, em particular é um universo riquíssimo pois é um aprendizado diário, contínuo e permanente, pois aprendemos não só com os livros, com os periódicos, com a internet...aprendemos muito com os usuários da biblioteca, razão pela qual nos dedicamos a nunca deixá-lo voltar sem atender às suas necessidades informacionais; se não temos o livro ou a informação de que precisa, precisamos ao menos indicar-lhe os caminhos, as fontes e os locais em que essas fontes estão armazenadas.
Bj

Tânia Brito · Campo Grande, MS 12/3/2008 18:43
sua opinião: subir

Para comentar é preciso estar logado no site. Faça primeiro seu login ou registre-se no Overmundo, e adicione seus comentários em seguida.

filtro por estado

busca por tag

revista overmundo

Você conhece a Revista Overmundo? Baixe já no seu iPad ou em formato PDF -- é grátis!

+conheça agora

overmixter

feed

No Overmixter você encontra samples, vocais e remixes em licenças livres. Confira os mais votados, ou envie seu próprio remix!

+conheça o overmixter

 

Creative Commons

alguns direitos reservados