Brasil.gov.br Petrobras Ministério da Cultura
 
 

Veias Abertas

Michele Ortiz
Instale o Flash Player para ver o player.
1
Brunno SV · Brasília, DF
8/4/2007 · 118 · 2
 

* Trecho do célebre discurso de Che Guevara na Assembléia Geral da ONU em 1968
** “Do fundo dos nossos corações, nós os pobres das Américas, lançamos um grito de protesto contra a desigualdade e a injustiça do mundo em que vivemos” (texto original retirado do manifesto Grito dos Excluídos)

América católica seus pobres choram/ Sofrem ainda hoje as marcas da história/ Seguindo o legado que lhes foi deixado/ De servir o mundo todo e se livrar do pecado./ Brasil a cada dia insisti em morrer mais/ Veias abertas que não saram jamais/Latinos tropicais não falamos espanhol/ Me sinto isolado nessa cova de leões/ Sangra a cada dia um pouco de mim/ Quando ouço a partida dos filhos gentis/ Ai eu sinto que é preciso gritar forte/ Porque quanto menos vozes mais perto a morte/ Infelizmente isso não está acontecendo o que se vê e cada dia é mais gente morrendo/ Sem poder falar o que quer/ Revolução sem saber o que é/ Por isso queremos soluções imediatas para fome das pessoas em todas as praças/ É preciso acabar com a formula antiga/ Muito dinheiro para poucos e para outros falta comida. Não adianta dizer que você nunca sentiu/ As dor das veias abertas desse nosso Brasil/ É mais eficaz matar o que? Um guerrilheiro no útero, do que nas ruas, nas serras ou nas favelas. Quero mesmo é negar minha origem européia/ E exaltar a história dos índios na epopéia da terra/ Ninguém me iludiu que a escravidão acabou no Brasil/ Só que agora o chicote está nas mãos do BIL/ O sangramento só pára se for identificado/ O Brasil só se salva se for repensado/ Excluídos de todo mundo uni-vos/ Não grite apenas de dor, mas por estar vivo/ Sub-Versão é a faísca no seu pensamento, incentivamos a paz, partimos para arrebento/ O sangue que jorra da América é quente/ Meu medo é quando passo olhar mais pra frente/ Agora é hora de se preparar para a guerra/ A guerra para defender a nossa terra/ A fome do Tio Sam é insana/ É bom se acostumar com a Amazônia em chamas/ Não adianta dizer que você nunca sentiu/As dor das veias abertas desse nosso Brasil/ É mais eficaz matar o que? um guerrilheiro no útero, do que nas ruas, nas serras ou nas favelas.

compartilhe



Embutir



informações

Autoria
Brunno SV
Ficha técnica


Produção: Sub-Versão, Diego Marx e Marcos Pagani.
Engenheiro de gravação: Riti Santiago e Marcos Pagani (Orbis Estúdio ? Taguatinga - DF) e Juliano Gustavo (Gama - DF).
Mixado e masterizado por Marcos Pagani (Janeiro de 2007).
Baixo e guitarra gravados na casa do Juliano Gustavo por ele mesmo (Abril de 2006).
Bateria, vocal, trilhas adicionais de baixo e guitarra gravados no Orbis Estúdio (em Março, Agosto e Dezembro de 2006).
Bandolim na faixa ?Marcha da Revolução? gravado e executado por Hamilton de Holanda, em seu estúdio particular (Novembro de 2006).
Técnico de bateria: Rodrigão.
Bateria executada por Riti Santiago.
Baixo executado por Maurício Ramones, exceto em ?Trilha Sonora da Vida? por Brunno SV.
Guitarras executadas por Maurício Ramones e Robson Abreu.
Coro: Brunno SV, Daniel Banda, Luís F. Xavier, Diego Marx, Marcos Pagani e Beto Batata.
Samples: Luís F. Xavier.
Design gráfico: Daniel Banda.
Foto: Tatiana Reis.

Sub-Versão é:
Brunno SV (vocal)
Daniel Banda (bateria)
Maurício Ramones (guitarra)
Luís F. Xavier (baixo).

Todas as letras escritas por Brunno SV.
Todas as músicas e arranjos por Sub-Versão.
Downloads
652 downloads

comentários feed

+ comentar
Luís F. Xavier
 

Nenhum comentário até agora

Luís F. Xavier · Brasília, DF 6/4/2007 14:36
4 pessoas acharam útil · sua opinião: subir
Tê Jardim
 

eu tô quase decorando o discurso. vou pedir ajuda pra mamãe, que tá falando espanhol paca.

Tê Jardim · Belém, PA 6/4/2007 15:21
4 pessoas acharam útil · sua opinião: subir

Para comentar é preciso estar logado no site. Faça primeiro seu login ou registre-se no Overmundo, e adicione seus comentários em seguida.

baixar
mp3, 4.9 Mb

veja também

filtro por estado

busca por tag

observatório

feed
Nova jornada para o Overmundo

O poema de Murilo Mendes que inspirou o batismo do Overmundo ecoa o "grito eletrônico" de um “cavaleiro do mundo”, que “anda, voa, está em... +leia

revista overmundo

Você conhece a Revista Overmundo? Baixe já no seu iPad ou em formato PDF -- é grátis!

+conheça agora

overmixter

feed

No Overmixter você encontra samples, vocais e remixes em licenças livres. Confira os mais votados, ou envie seu próprio remix!

+conheça o overmixter

 

Creative Commons

alguns direitos reservados