Bem Cultural - um programa inteligente (!) na televisão

Divulgação / Todos os direitos reservados.
Bem Cultural abre horizontes para a produção artística catarinense.
1
Labes, Marcelo · Blumenau, SC
12/10/2007 · 116 · 3
 

Está no ar um programa sem dúvida inovador.

O Instituto Cultura em Rede, entidade privada sem fins lucrativos, tem como clientes o Governo do Estado de Santa Catarina, as prefeituras desses municípios. A fórmula parece simples: o privado se organiza para trabalhar onde o público parece não ter muito sucesso. Dessa forma, o privado age como público e a coisa anda.

O portal — apenas uma das áreas de atuação do Instituto — está lá para receber artistas de todas as áreas, portfólios desses artistas, amostras de material artístico, notícias relacionadas a cultura — e propõe ainda cursos a distância para produtores e criadores artísticos de todo o estado. Acontece que, de maneira inovadora, o Instituto Cultura em Rede não ocupa somente os espaços da Web. E é sábado à noite que as coisas mudam.

Acessar o público de uma forma alternativa à internet pode ser muito custoso para comunidades virtuais. Sendo assim, uma forma interessante que o Cultura em Rede divulgar seu trabalho e conseguir colaboradores (pessoas ligadas à produção cultural) é a utilização da TV aberta. Todos os sábados, às 22:00 horas, vai ao ar o Bem Cultural, programa produzido pelo Instituto Cultura em Rede em parceria com seus patrocinadores e exibido pela TVBV, associada local da Rede Bandeirantes. O programa é basicamente uma revista eletrônica de arte catarinense, mas vai muito além: com uma proposta de interatividade, o programa consegue dar uma idéia da diversidade cultural catarinense e de como há um grande terreno ainda inexplorado pela mídia.

Acontece que não se trata de um programa meramente institucional. Ao mesmo tempo em que o Bem Cultural traz à tona o que se está produzindo pelo estado catarinense na forma de matérias e entrevistas (raridades como a produção de cinema catarinense, por exemplo) ou de agenda cultural, também serve de palanque para a classe artística. Ou seja: ao mesmo tempo em que pode se visitar (pela televisão, mas já é muita coisa) o Centro Integrado de Cultura, em Florianópolis, pode se ouvir falar de leis de incentivo à cultura e de como o artista, no mais das vezes, é desrespeitado quando se trata de ganhar dinheiro.

É de se espantar que um programa de uma entidade privada ligada ao poder público não seja, novamente, mera propaganda estatal. Mas é justamente isto que torna o Bem Cultural tão singular: primeiro, porque é a primeira vez que a classe artística catarinense aparece com respeito na televisão (de outra forma, só sendo citado por cima). Depois, porque além de ser um espaço reservado para divulgar a produção cultural, serve também para mostrar o que pensam estes artistas, quais são seus anseios e suas reclamações referentes às políticas culturais de Santa Catarina.

Bem Cultural felizmente não é somente mais um programa de televisão. E também não pertence ao grande grupo de propagandas institucionais dos quais se valem governos e partidos políticos para acrescentarem valor às suas “obras públicas”. Este é um programa daqueles que merecem ser vistos. E com atenção, porque muitos dos nomes que aparecem com a alcunha de “artista catarinense” hoje, logo poderão ser conhecidos como “artistas brasileiros”, finalmente.

Quem perder o programa na televisão pode acessá-lo no site do Instituto Cultura em Rede, onde fica à disposição até duas semanas depois de ser exibido.

onde fica
Na TVBV - Rede Bandeirantes
por que ir
Para se ter idéia da diversidade cultural do estado de Santa Catarina, bem como para conhecer os nomes de quem anda produzindo e executando arte pelos territórios barriga-verde.

Além do mais, o Bem Cultural é um exemplo de como o privado (Instituto Cultura em Rede) pode se aliar ao poder público em prol de uma boa causa.
quando ir
O programa vai ao ar todos os sábados, a partir das 22:00 horas e tem cerca de 15 minutos de duração. Somando com os intervalos, vai lá uma meia-hora.
quem vai
Por se tratar de TV aberta, poderia se pensar que todo mundo assiste ao programa. Mas desde quando arte na TV ganha em audiência do trivial? Quem assiste (ou deveria assistir) são artistas, produtores culturais, professores...
quanto custa
Gratuito. TV aberta.
website
http://www.culturaemrede.org:8080/programaTV.jsp
contato
Rua Pastor Willian R. Schisler Filho, 452 – Sala 202
CEP 88034-100 - Fpolis - SC - Brasil
Fone: (48) 3024-4406 Email:contato@culturaemrede.org

comentários feed

+ comentar
Helena Aragão
 

Que ótima notícia, Labes!

Helena Aragão · Rio de Janeiro, RJ 11/10/2007 18:47
2 pessoas acharam útil · sua opinião: subir
Labes, Marcelo
 

Sem dúvida, Helena. No dia em que assisti ao programa pela primeira vez, fiquei espantado com a sinceridade dos artistas reclamanto atenção ao governo do estado. E descobri que há um tal cinema catarinense como não podia imaginar que havia. Uma notícia, sim!

Labes, Marcelo · Blumenau, SC 11/10/2007 23:35
2 pessoas acharam útil · sua opinião: subir
goretegonzaga
 

Parabéns, pessoal. Pela valorização da cultura, todo esforço é louvável. Tanto que, nós, da organização social piauiense Outra Margem, também estamos desenvolvendo, desde junho de 2007, O Portal Bem Cultural é um projeto sem fins comerciais, aprovado no Programa BNB de Cultura 2007 Governo Federal e idealizado com a finalidade de reunir, sistematizar e difundir informações e conhecimentos do universo cultural do Estado do Piauí através da internet.
O projeto já está na internet: http://www.piauionline.com.br/bemcultural/
Feliz coincidência!

goretegonzaga · Teresina, PI 6/11/2007 22:02
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir

Para comentar é preciso estar logado no site. Faça primeiro seu login ou registre-se no Overmundo, e adicione seus comentários em seguida.

filtro por estado

busca por tag

revista overmundo

Você conhece a Revista Overmundo? Baixe já no seu iPad ou em formato PDF -- é grátis!

+conheça agora

overmixter

feed

No Overmixter você encontra samples, vocais e remixes em licenças livres. Confira os mais votados, ou envie seu próprio remix!

+conheça o overmixter

 

Creative Commons

alguns direitos reservados