Brasil.gov.br Petrobras Ministério da Cultura
 
 

Bodódromo

1
Luís Osete · Juazeiro, BA
17/2/2008 · 102 · 2
 

No dia 6 de setembro, o Bodódromo completará oito anos com a fama de ser o maior complexo gastronômico de degustação da carne de bode do mundo. A história se inicia entre os anos de 1988 e 1990, que segundo informações de Isaías Mororó, presidente da Associação do Bodódromo e um dos idealizadores do projeto, marca o início da construção de barracas especializadas em servir a carne de bode e carneiro, na Avenida São Francisco.

Por volta do mês de julho de 1999, o então secretário de obras do município andou sondando os anseios dos vendedores como forma de garantir melhor atendimento à população. “Nós então”, diz Isaías, “propomos ao secretário que a área do antigo campo de futebol do bairro fosse doada para que pudéssemos construir os restaurantes”. Proposta aceita, antes que o ano 2000 chegasse já estava sendo preparado o terreno para a construção do complexo.

Instalado ao ar livre, o espaço de 28350 metros quadrados conta com 10 restaurantes, 22 quiosques, banheiros, churrasqueiras e uma área exclusiva para festas. Os quiosques são bem diversificados, comercializando do artesanato ao lava jato, além de sorveterias, pastelarias, banca de revistas e jornais, salão de beleza e por aí vai...

A prefeitura investiu mais de 800 mil reais no projeto, com o intuito de transformar um centro gastronômico num ponto turístico de Petrolina. Conseguiu. Atraídos pelo apetite, turistas de várias partes do país chegam diariamente ao Bodódromo para apreciar, além do tradicional bode assado, os mais de 20 pratos derivados dos caprinos e ovinos. E muitos se impressionam com a versatilidade das receitas oferecidas pelos restaurantes: nelas, o bode aparece guisado, assado, em espetinho, na buchada, no sarapatel, na pizza...

Por sinal, o único bode que não pode ser degustado encontra-se imponente à frente do Bodódromo, como o símbolo-mor do espaço. Mesmo assim, pedaços da orelha e do chifre direitos foram devorados, provavelmente, pelo tempo.

onde fica
O Bodódromo fica na Avenida São Francisco, bairro Areia Branca, Petrolina – PE. Existem placas espalhadas pela cidade indicando a localização.
por que ir
Além de ser um complexo gastronômico famoso por quebrar preconceitos, como o de que a carne de bode é dura e tem cheiro forte, uma área de eventos e um ponto de encontro, no Bodódromo você encontrará a estátua do bode, um dos símbolos da cidade, e com um clique levará uma lembrança de inestimável valor sentimental.
quando ir
Os restaurantes do Bodódromo funcionam todos os dias. A partir das 11 horas o almoço começa a ser servido e o jantar vai até o último pedaço de bode ser degustado pelo último visitante, por volta de uma hora da manhã. Os quiosques funcionam em horários variados.
quem vai
Como também se trata de um ponto de encontro (e de eventos) muito utilizado em Petrolina, o Bodódromo é visitado por boa parte da população local. Já os restaurantes recebem em média 30 mil pessoas por mês.
quanto custa
Os pratos variam de acordo à própria estrutura física dos restaurantes, indo de 7 reais por uma refeição individual a 33 reais por um bode completo para três pessoas. Também são servidos tira gosto, em média a dois reais, e PF, por volta de seis reais.
website
Só Isaías colocou uma página na internet, no seguinte endereço: www.bodeassadoisaias.com.br.

comentários feed

+ comentar
Pssil
 

E eu que nem sabia que se comia bode... Bodódromo! Esse Brasil tem de tudo, maravilha! Valeu a dica.

Pssil · Porto Alegre, RS 15/2/2008 22:58
sua opinião: subir
tinah
 

Ô saudade de Petrolina!!!!!!!!!!
Ô saudade do bodódromo!!!!!!!!
Realmente é muito bom!
Fez voltar velhas e boas lembranças, Luís.
Aquela carne gostooooosa.
huuuuuuum...
rs
bjO

tinah · Cruz das Almas, BA 17/2/2008 18:04
sua opinião: subir

Para comentar é preciso estar logado no site. Faça primeiro seu login ou registre-se no Overmundo, e adicione seus comentários em seguida.

imagens clique para ampliar

zoom
zoom
zoom
Parafraseando Guimarães Rosa, zoom
Parafraseando Guimarães Rosa, "o bode está em toda parte".
É, bode, como diria uma amiga: zoom
É, bode, como diria uma amiga: "O tempo te pára, te alimenta e te devora...".

filtro por estado

busca por tag

observatório

feed
Nova jornada para o Overmundo

O poema de Murilo Mendes que inspirou o batismo do Overmundo ecoa o "grito eletrônico" de um “cavaleiro do mundo”, que “anda, voa, está em... +leia

revista overmundo

Você conhece a Revista Overmundo? Baixe já no seu iPad ou em formato PDF -- é grátis!

+conheça agora

overmixter

feed

No Overmixter você encontra samples, vocais e remixes em licenças livres. Confira os mais votados, ou envie seu próprio remix!

+conheça o overmixter

 

Creative Commons

alguns direitos reservados