Cânticos Tuyuka eternizados

Yusseff Abrahim
1
Yusseff Abrahim · Manaus, AM
21/10/2006 · 76 · 0
 

No mesmo viés das iniciativas de resgate da cultura tradicional indígena em obras literárias – vale destacar: iniciativas conduzidas pelos próprios indígenas – o CD Utãpinopona Basamari é um álbum triplo que celebra a música da etnia Tuyuka e sua conexão ritualística com o divino. Um registro materializando a vitória de uma etnia que, a partir da década de 1980, foi uma das pioneiras no movimento de transformação da educação escolar de acordo com seus próprios critérios socioculturais.

Nas palavras da liderança Tuyuka, Poani Utãpinomacu, o trabalho nasceu da necessidade de criar instrumentos de fortalecimento da identidade Tuyuka. “Foi então preciso fazer oficinas de música tradicional para preservar, guardar e ensinar todo o conhecimento que os poucos velhos ainda podem transmitir”, comenta, no relato contido no substancial encarte da obra que pode ser considerado um manancial de informações e conceitos.

O CD triplo Utãpinopona Basamari é o resultado de duas oficinas realizadas na região da Cachoeira Comprida, no formato das festas tradicionais, onde foram gravadas as músicas respeitando os momentos de contar histórias, os ensinamentos da origem mitológica de danças, instrumentos e rezas pertencentes ao ritual. Uma terceira oficina foi realizada em São Gabriel da Cachoeira, em novembro de 2002, para organização, edição e gravação das partes que faltavam.

Para ouvidos sensíveis, o trabalho apresenta a sonoridade de instrumentos como Weru Weru Hiricoã, flauta de três furos feita a partir do fêmur da anta, ou o Ñhamadupua, outro instrumento de sopro feito do crânio de veado trabalhado com a resina vegetal chamada de breu.

Ainda entre as informações do encarte, o sentido maior deste resgate é revelado em um trecho das palavras da liderança Tuyuka de olho à uma nova perspectiva. “Percebemos que depois de tanto tempo de condenação dessas cerimônias pelos missionários, este fato despertou no povo Tuyuka a solidariedade e união, importante para conseguir alcançar objetivos de nosso interesse”.

onde fica
À venda na Casa de Produtos Indígenas do Rio Negro Wariró, na Av. Dom Pedro Massa - Centro
por que ir
Adquirir um produto como a grande prova material da sobrevivência de uma cultura ao violento processo da colonização portuguesa, que começou a ser revertido a partir do marco da homologação da Terra Indígena do Alto Rio Negro, por lei federal em 1998. Outro bom motivo também é colaborar com a Escola Tuyuka, para onde é revertida toda verba arrecadada na venda do CD.
quando ir
A Casa Wariró está aberta de 8h às 17h
quanto custa
O CD triplo custa R$ 60
contato
(0xx97) 3471-1450 / 3471-1349 / wariro@foirn.org.br

comentários feed

+ comentar

Para comentar é preciso estar logado no site. Faça primeiro seu login ou registre-se no Overmundo, e adicione seus comentários em seguida.

filtro por estado

busca por tag

revista overmundo

Você conhece a Revista Overmundo? Baixe já no seu iPad ou em formato PDF -- é grátis!

+conheça agora

overmixter

feed

No Overmixter você encontra samples, vocais e remixes em licenças livres. Confira os mais votados, ou envie seu próprio remix!

+conheça o overmixter

 

Creative Commons

alguns direitos reservados