Cordel e Arte por todos os cantos do Cariri.

Tereza Raquel
Josenir entre os cordéis
1
Candice Gonçalves · Crato, CE
20/10/2007 · 181 · 21
 

Peço a licença dos senhores para contar minha história e dar minha dica.
Nesse site de muita serventia quem quiser se informar não perde tempo.
Cultura, arte, cidadania e reflexão
Histórias de arrepiar e enternecer, da capital ao sertão.
E por falar em sertão, digo com propriedade sem medo de erro
Espalhado nas feiras, pendurado em cordões
Um livreto chamado Cordel causa curiosidade e admiração.
Cordel é literatura das boas, informa, diverte e educa,
Nos versos rápidos dos poetas tudo que é fato ou imaginação vira informação
Nordestino que se preze tem na memória ou na ponta da língua
Os nomes das histórias ou dos poetas que percorrem o sertão.


Um desses nomes é Josenir Lacerda, poeta cordelista que há vinte anos possui a Cordel e Arte, uma lojinha que como o nome sugere pode-se encontrar além do cordel, diversos produtos típicos do Nordeste: bonecas de pano, cabaças, xilogravuras, figuras esculpidas em madeira, bordados e tantos outros badulaques. A lojinha é uma verdadeira bodega cultural, fartamente incrementada com os conhecimentos preciosos da proprietária sobre tudo quanto é cultura popular.

Dona Josenir pertence à Academia de Cordelistas do Crato, fundada em 1991, por Elói Teles, também cordelista e radialista.

A lojinha foi a primeira sede da Academia, por estar no centro da cidade e já ser conhecida pelos artistas. Era, portanto, mais do que natural marcar as reuniões ali. Desde então, “cabou-se privacidade”, diz Josenir. A qualquer hora do dia e da noite, artistas, visitantes e clientes batem à porta da poetisa para comprar algo ou bater um papo.

Bater papo é outra diversão quase obrigatória da visita. Não há um só dia em que lá não se reúnam poetas, músicos, professores, pesquisadores e estudantes, conversando animadamente. E olhe que segundo a proprietária, vem gente de todas as partes do país e do mundo para pesquisar. O passeio quase sempre começa pela lojinha e, em chegando lá, a poetisa dá uma verdadeira aula sobre literatura de cordel: sua história, os poetas de destaque, a importância e maneiras de se escrever um bom cordel. Depois a Academia e as feiras-livre são outros dos tantos destinos para se entender mais sobre essa literatura tão rica e segundo a própria Josenir, “eterna, pois cultura alguma resiste sem essência”.

A divulgação da cultura popular e a luta pela sua preservação são missões da Cordel e Arte, que recebe material de poetas de todo Nordeste. Espalhadas em suas paredes, mais de 300 títulos de cordéis estão disponíveis a preços irrisórios, variando de R$ 1,50 a 2,00. “Mas o estudante que chegar aqui interessado em cultura e só tiver um real vai levar o cordel”, garante Josenir. Há títulos raros como “O Pavão Misterioso”, de Leandro Gomes de Barros, e “Coco Verde e Melancia”.

Segundo Abdoral Jamacaru, poeta e músico, a loja é um espaço de convergência, um ponto de encontro agradável. E como se não bastasse, Josenir e seu esposo Miguel, transformaram-se em verdadeiros pais para os freqüentadores mais assíduos. “O espaço é pequeno, mas de muita valia”, completa Abdoral.

Não há dúvidas sobre isso, aliás, a luta pela preservação das formas tradicionais de fazer a literatura de cordel e a valorização dessa leitura são um dos grandes valores nesse lugar onde se respira honestidade e camaradagem, ou como diria o professor de artes, Ulisses Germano: “só tenho uma coisa a dizer: aqui é o céu.”

onde fica
A Cordel e Arte fica na Rua José Carvalho, 168 - Centro

(Já próximo à Prefeitura Municipal)
por que ir
Porque mesmo que você não compre nada, vai encher os olhos só de ver tanta coisa bacana. E tenho certeza que, em metendo as mãos nos bolsos, vai achar moedinhas suficientes pra comprar o seu primeiro cordel e tornar-se assíduo em suas visitas à loja dessas duas pessoas tão simples e cheias de coisas pra te ensinar sobre cultura popular.
quando ir
Todos os dias da semana, de 08:00 às 18:00 horas.
Inclusive aos sábados, mas só pela manhã.
quem vai
Estudantes, poetas, cordelistas, crianças, curiosos, pesquisadores e todos mais como eu e você.
quanto custa
Não há nada muito caro: os cordéis variam de R$ 1,50 a 2,00.

As peças de artesanato variam muito:

Bonecos em massa de fécula de mandioca: de R$ 5 a 20
Malas de madeira: R$ 10 a 50
Azulejos com xilogravura: R$ 8 a 10
Caixas de madeira com xilo na tampa: R$ 12
Jogo de cerâmica para parede: R$ 15 a 20
contato
(88) 35210827

Falar com a Josenir ou Miguel.

comentários feed

+ comentar
Cintia Thome
 

Patativa de Assaré inspira qualquer um...lindo casal cordelistas...Parabens Candice, mais uma colaboração que brilha no Over. Este tem que ir para a "first page".Votarei....
Bejos,

Cintia Thome · São Paulo, SP 17/10/2007 07:15
2 pessoas acharam útil · sua opinião: subir
Helena Aragão
 

Uau, Candice! Arrebentou na descrição! Que simpatia a Josenir!

Helena Aragão · Rio de Janeiro, RJ 17/10/2007 13:34
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Rita Costa
 

Bacana demais essa sua postagem. Parabéns um belíssimo e precioso trabalho. Adorei seu texto Candice. Marquei e volto.

Rita Costa · Rio de Janeiro, RJ 17/10/2007 17:54
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Benny Franklin
 

Primoroso, Candice. Beleza mesmo!
Abçs.

Benny Franklin · Belém, PA 17/10/2007 19:01
sua opinião: subir
André Teixeira
 

Candice!!!

Irmanamo-nos pelo gosto ao Cordel, essa secular arte!!! Aqui em Aju City temos alguns novos (como o Chiquinho d'Além Mar) e da velha guarda, como o sr João Firmino, que tem uma banca no Mercado Municipal.

Vou tentar fazer com que um amigo escreva no Over sobre a cena de cordel, pois, apesar de gostar muito não tenho o devido conhecimento (tá certo que tem o Google e tal, mas...) para intentaar fazê-lo. Não digo que seja impossível, mas sim que outro, com certeza!, fará melhor que eu.

Aguarde... assim que tiver convencido esse meu amigo te avisarei!

GRANDE abraço!!!

André Teixeira · Aracaju, SE 17/10/2007 19:34
2 pessoas acharam útil · sua opinião: subir
ana_isabelle
 

oi, Candice!
conheço pouco de cordel, mas tenho uma impressão que eles traduzem regionalidade, verdade, talento e quem o faz artimanha com as palavras.
fiquei à partir do seu texto interessada em conhecer mais a respeito e quando um dia for ao Crato conhecer também a Cordel e Arte.
bjo!

ana_isabelle · Fortaleza, CE 17/10/2007 19:46
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Lígia Saavedra
 

Candice, profetizei quando afirmei que ainda não conhecia Crato, não conhecia pois agora vc está nos mostrando, tim-tim por tim-tim o que sua terra tem. E que maravilhas estou encantada.
Parabens querida!

Lígia Saavedra · Ananindeua, PA 17/10/2007 22:20
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Nydia Bonetti
 

Brilhante, Candice. Seu trabalho é muito bom! Cativa...
Abraços,
Nydia

Nydia Bonetti · Piracaia, SP 17/10/2007 23:57
sua opinião: subir
calazans
 

Legal Candice, o Crato é um caldeirão efervecente de estilos culturais. E essa sua iniciativa de divulgar as diversas tendências culturais; só temos que agradecer e enaltecê-la. Parabens.

calazans · Recife, PE 18/10/2007 15:10
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Marcos Paulo Carlito
 

Adoro Cordel.

Já marquei para voltar e comentar. E é claro, votar. Não dá para não votar em seus trabalhos, ainda mais quando você apresenta o "Cordel".

Como não?

Abraços!!!

Marcos Paulo Carlito · , MS 18/10/2007 20:15
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Andre Pessego
 

Ô menina bonita,
Ontem e hoje visitei alguns cebos em s,paulo procurando
alguns dos livretos das cantorias de Cego Aderaldo e Zé Pretinho,
não consegui. Qualquer hora dessas vou ao crato,
um abraço, andre.

Andre Pessego · São Paulo, SP 19/10/2007 18:35
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Joana Eleutério
 

Conhecço pouco desta cultura nordestina, mas gosto muito. Adorei as fotos. Bjs

Joana Eleutério · Brasília, DF 20/10/2007 22:53
sua opinião: subir
Ériton Berçaco
 

Belo, querida!!
Votadíssimo.

Ériton Berçaco · Muqui, ES 21/10/2007 01:12
sua opinião: subir
Rita Costa
 

Votadíssmo. Um abraço.

Rita Costa · Rio de Janeiro, RJ 21/10/2007 11:16
sua opinião: subir
analuizadapenha
 

olá... um prazer encontrar este cantinho no Cariri, uma região que transborda e valoriza a cultura popular na sua transmissão e preservação. Venha tomar um cafezinho com bolo da moça... rs. Abraços

analuizadapenha · Natal, RN 21/10/2007 12:49
sua opinião: subir
BETHA
 

CANDICE,
parabéns aos que amam o cordel e não o deixam morrer!
Maravilhosa divulgação!
Abçs de Betha.

BETHA · Carnaíba, PE 22/10/2007 11:31
sua opinião: subir
Adriana Costa
 

Que maravilha! Votado, claro!
Flores sempre @>--

Adriana Costa · Brasília, DF 22/10/2007 19:46
sua opinião: subir
Luds Lacerda
 

Eu adorei a matéria! A poetisa Josenir Lacerda é minha mãe e eu estou presente no dia a dia das mais variadas visitas que por aqui passam.. Para mim, é um aprendizado diário de diversificada cultura, aprendo bastante com quem anda aqui e com minha própria mãe!!!

Sou fã dela.. Ela é uma ótima cordelista, professora, psicóloga, orientadora... Psicóloga sim, pois vem gente triste e começa a conversar com ela... sai daqui de alma limpa!!!


Parabém Candice, Teresa Raquel e para minha mãe!


(belo site, adorei conhecê-lo.)

Luds Lacerda · Crato, CE 25/10/2007 21:56
sua opinião: subir
Candice Gonçalves
 

Nossa Luds, nós - eu e tereza raquel - que ficamos orgulhosas e felizes com a sua presença por aqui!!!!!! que ótimo que tens uma mãe tão cheia de riquezas pra ensinar!! Isso sim é que é sorte, contar com alguém tão bacana, daquele tipo de gente que faz o coração vibrar de tão bons fluidos.

beijos e volte sempre. e espero que a Josenir eo Miguel tenham gostado da matéria!!!!

Candice Gonçalves · Crato, CE 8/11/2007 10:25
sua opinião: subir
Poeta Jorge Henrique
 

Parabéns, Candice!
Ótima a matéria.

Poeta Jorge Henrique · Nossa Senhora da Glória, SE 21/4/2008 14:43
sua opinião: subir
MIXTECH Tintas
 

A cultura de cordel
é muito rica e feliz,
sejam setilhas ou sextilhas
ou a quadra que o poeta diz
traduzindo a alegria
de tudo que ele um dia quis.

Parabéns pela matéria.

Tintas Industriais

MIXTECH Tintas · São Paulo, SP 6/9/2011 17:15
sua opinião: subir

Para comentar é preciso estar logado no site. Faça primeiro seu login ou registre-se no Overmundo, e adicione seus comentários em seguida.

imagens clique para ampliar

Esculturas em madeira, cestos de palha, malas do tempo do cangaço e toalhinhas. zoom
Esculturas em madeira, cestos de palha, malas do tempo do cangaço e toalhinhas.
Mininaturas dos Zabumbeiros. zoom
Mininaturas dos Zabumbeiros.
Josenir e Patativa do Assaré. zoom
Josenir e Patativa do Assaré.
Cestos, malas, caixas, xilogravuras em azulejo, etc. zoom
Cestos, malas, caixas, xilogravuras em azulejo, etc.
Os bate-papos diários com os visitantes. zoom
Os bate-papos diários com os visitantes.
Josenir e Miguel - parece coisa de antigamente. zoom
Josenir e Miguel - parece coisa de antigamente.

filtro por estado

busca por tag

revista overmundo

Você conhece a Revista Overmundo? Baixe já no seu iPad ou em formato PDF -- é grátis!

+conheça agora

overmixter

feed

No Overmixter você encontra samples, vocais e remixes em licenças livres. Confira os mais votados, ou envie seu próprio remix!

+conheça o overmixter

 

Creative Commons

alguns direitos reservados