Corredor Cultural da Câmara

Tetê Oliveira
1
Tetê Oliveira · Nova Iguaçu, RJ
4/10/2007 · 84 · 2
 

A Câmara Municipal de Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, difere da maioria das outras casas legislativas no país. Calma, não vou falar de disputas partidárias, manobras políticas ou coisas assim. Mas de um exemplo altamente positivo: o Corredor Cultural da Câmara, formado por um instituto histórico, uma sala de leitura e um teatro.

O Instituto Histórico de Duque de Caxias tem um acervo considerável sobre a história não só de Caxias, mas também de outros municípios da Baixada Fluminense. São cerca de 6 mil reproduções fotográficas, mil documentos, 680 livros/periódicos, 1.700 jornais e 85 quadros. Todo o material é disponibilizado para a consulta de pesquisadores, de estudantes e da comunidade em geral.

Criado em 1973, o Instituto dispõe de uma sala de vídeo, com 40 lugares, e um salão de exposições, que abriga regularmente mostras de artes plásticas e artesanato. Também é possível agendar a visita de grupos de alunos de escolas públicas e privadas, para conhecer o espaço e um pouco mais da história da cidade. Os visitantes também podem assistir aos vídeos Terra de muitas águas, de Marlúcia Santos de Souza e Roberto Maxwell, e Fragmentos da Baixada, de Gênesis Tôrres, do Instituto de Pesquisas e Análises Históricas e de Ciências Sociais da Baixada Fluminense (IPAHB).

Ainda com o objetivo de preservar e divulgar a cultura da região, periodicamente é publicada a revista Pilares da História, com o apoio da Associação dos Amigos do Instituto Histórico. A revista mostra as transformações culturais, sociais e econômicas ocorridas na Baixada, ao longo dos anos. E sua distribuição é gratuita para instituições culturais e históricas da região, além de pesquisadores e outros leitores interessados.

A Sala de Leitura Dr. Moacyr Rodrigues dispõe de um acervo de cerca de 14 mil livros, em sua maioria didáticos e para estudantes dos ensinos fundamental e médio. Entre os títulos da literatura nacional, estão O Cemitério dos Vivos, de Lima Barreto; Poemas das Sete Faces, de Carlos Drummond de Andrade; Primo Basílio, de Eça Queiroz; Rosa dos Ventos, de Érico Veríssimo; Dona Flor e seus Dois Maridos, de Jorge Amado,
e Caçadas de Pedrinho, de Monteiro Lobato. Há ainda obras de Teófilo Braga, de Portugal, e Gonzalo Bulnes, do Chile, além de autores franceses, italianos e norte-americanos.

Inaugurado em 1975 e com 450 lugares, o Procópio Ferreira é o maior teatro de Duque de Caxias – há ainda o Raul Cortez (no Centro Cultural Oscar Niemeyer), mais novo e moderno, e o Armando Melo, que funciona como teatro-escola. O espaço cultural, que já serviu de palco para atores como Chico Anysio, Sérgio Brito, Débora Duarte e Rosa Maria Murtinho, hoje é mais utilizado para palestras, assembléias, formaturas, congressos e seminários, além de shows e peças.

Se não for pela política, o povo tem pelo menos um bom motivo para freqüentar a Câmara Municipal de Duque de Caxias: seu corredor cultural!

onde fica
Câmara Municipal de Duque de Caxias
Rua Paulo Lins 41, Bairro 25 de Agosto – Duque de Caxias – Baixada Fluminense
Instituto Histórico Vereador Thomé Siqueira Barreto – subsolo
Sala de Leitura Dr. Moacyr Rodrigues – 3º andar
Teatro Procópio Ferreira – 4º andar
quando ir
De segunda a sexta, das 9h às 17h.
Já o teatro depende da programação de eventos.
website
www.cmdc.rj.gov.br
contato
Tel. (21) 2671-6298 (geral).
Instituto Histórico: institutohistorico@cmdc.rj.gov.br

comentários feed

+ comentar
Labes, Marcelo
 

Posso dizer uma coisa? CARAMBA! Tetê, não sabia que um prédio público desse gênero (falo de uma câmara municipal) pudesse ser tão diretamente útil assim. Aqui em Blumenau, aos poucos, a câmara de vereadores tem aberto espaço para exposições de artistas locais, mas a coisa ainda engatinha. Muito bom saber de um lugar como este.

Abraço.

Labes, Marcelo · Blumenau, SC 1/10/2007 14:30
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Tetê Oliveira
 

Pois é, Labes. O trabalho cultural lá já rola há um tempinho. Aqui em Nova Iguaçu, não sei sequer onde fica a Câmara! Vexame, né?! Em Caxias, o espaço tem realmente utilidade pública - se não for política, pelo menos cultural!
Abraço.

Tetê Oliveira · Nova Iguaçu, RJ 2/10/2007 16:36
sua opinião: subir

Para comentar é preciso estar logado no site. Faça primeiro seu login ou registre-se no Overmundo, e adicione seus comentários em seguida.

imagens clique para ampliar

Salão de exposições do Instituto Histórico zoom
Salão de exposições do Instituto Histórico
Acervo do Instituto inclui fotos, mapas e documentos diversos zoom
Acervo do Instituto inclui fotos, mapas e documentos diversos
Sala de Leitura zoom
Sala de Leitura
Teatro Procópio Ferreira tem 450 lugares zoom
Teatro Procópio Ferreira tem 450 lugares
Vista panorâmica de Caxias. Quadro do Instituto Histórico. zoom
Vista panorâmica de Caxias. Quadro do Instituto Histórico.

filtro por estado

busca por tag

revista overmundo

Você conhece a Revista Overmundo? Baixe já no seu iPad ou em formato PDF -- é grátis!

+conheça agora

overmixter

feed

No Overmixter você encontra samples, vocais e remixes em licenças livres. Confira os mais votados, ou envie seu próprio remix!

+conheça o overmixter

 

Creative Commons

alguns direitos reservados