Brasil.gov.br Petrobras Ministério da Cultura
 
 

Feira Hippie

Henry Yu - Belotur - Todos os direitos reservados
Na Feira Hippie as barracas vão até o horizonte
1
Sergio Rosa · Belo Horizonte, MG
21/5/2007 · 191 · 17
 

Em 1969, foi criada a Feira Hippie, em Belo Horizonte. Ainda então na Praça da Liberdade, a feira servia para que os artistas ("hippies", afinal, quase todo mundo era naquela época) vendessem os seus artesanatos.

A feira foi crescendo e a era dos hippies passou. Quando 1991 chegou, a praça não tinha mais capacidade para abrigar tantas barracas. A Avenida Afonso Pena, a maior da capital mineira, tornou-se o novo endereço e um novo e bem oficial nome foi dado: Feira de Arte e Artesanato da Avenida Afonso Pena. Mas não adianta, todo mundo continua conhecendo mesmo como "Feira Hippie".

Atualmente, o artesanato é apenas mais um dos produtos vendidos nas centenas de barracas. Com o tempo a comida de rua passou a ser o principal atrativo para muita gente. Só de churrasquinhos, caldos, sanduíches e salgados são mais de cem vendedores. E, acredite, em certos momentos do dia, há filas para todos eles.

Os produtos que lá circulam chegam de diversas regiões do estado. Das peças artesanais do Vale do Jequitinhonha até as roupas de frio do Sul de Minas. No meio disso tudo: quinquilharias, bijouterias, sapatos e homens-estátuas.

onde fica
Na Avenida Afonso Pena, entre Rua da Bahia e Guajajaras. Ela começa no posto da Belotur e termina um pouco antes do Central Shopping.
por que ir
Embora o povaréu que por ali circula já seja em si um acontecimento, os preços baixos são o principal diferencial. Com menos de R$ 5,00 dá para voltar para casa com o estômago abastecido, pronto para se recuperar da noite anterior.
quando ir
Sempre aos domingos, das 6 às 14 horas. Circulando no fim da madrugada pela avenida já é possível ver a enorme mobilização que acontece para a realização da feira.
quem vai
Esse é outro atrativo. Os tipos freqüentadores são bem diferentes. Para alguns, a feira é o último ponto da noite ainda de sábado. Já o público mais velho acorda cedo para pegar o início da feira, quando a oferta de produtos e a limpeza é maior. Portanto, não raramente o caos da bebedeira de uma noite inteira se mistura aos singelos velhinhos mineiros.
quanto custa
Quase tudo é bem barato. Mas é bom ficar esperto com a carteira de dinheiro, para o barato não sair caro.
contato
(31) 3277 4914

comentários feed

+ comentar
CCorrales
 

Sergio, que interessante saber que a Feira de BH tem esse tamanho. Aqui em São Paulo, nossa feira típica de artesanato "hippie" era a da Praça da República. Atração nos guias, atraia turistas estrangeiros e de outros estados. Com o passar dos anos foi decaindo, até que a Prefeitura (gestão Pitta, sucessor de Paulo Maluf) a proibiu.
A feira terminou voltando, mas ainda não recuperou seu caráter, força e brilho.
Abraços

CCorrales · São Paulo, SP 20/5/2007 19:32
sua opinião: subir
Mi [de Camila] Cortielha
 

Na foto, nem parece que são só dois quarteirões! Mas é imensa mesmo a feira, tanto que eu sempre dou a dica:
* Quem quer comprar sapatos, bolsas e demais coisas que podem ser feitas em couro, deve entrar pela Av Carandaí/Rua Guajajaras.
* Quem quer bijuterias, entrar na Av. Álvares Cabral e caminhar para a direita.
* Para coisas de bebês e roupas, entre na Av. Álvares Cabral e caminhe para a esquerda.
* Móveis e decoração, comece pela Rua da Bahia.
A comida você encontra no começo, no meio e no fim. Eu, que morei ali na esquina anos e anos, recomendo mais as barraquinhas do meio da feira.

Nas laterais rola uma "feira paralela", com cachorrinhos do lado ímpar e muitos "artistas" do lado par (na calçada do parque). Na entrada da rua da Bahia, tem a Feira do CD Independente, que merece sempre uma passadinha.

Ah, outras dicas essenciais para quem vai fazer compras: leve dinheiro trocado e dividido (bolsa, meia, calcinha, vale tudo), pesquise e pechinche. Sacoleiras de todo o Brasil enchem a feira a partir de umas 9h, se você for depois disso, prepare-se para trombar com as maiores sacolas do mundo e com barracas sem mercadoria - elas levam tudo!

Mi [de Camila] Cortielha · Belo Horizonte, MG 21/5/2007 18:04
6 pessoas acharam útil · sua opinião: subir
Sergio Rosa
 

O comentário da Camila é mais útil que a minha dica! :D

Sergio Rosa · Belo Horizonte, MG 21/5/2007 18:09
2 pessoas acharam útil · sua opinião: subir
CCorrales
 

Complementam-se.

CCorrales · São Paulo, SP 21/5/2007 18:19
sua opinião: subir
Mi [de Camila] Cortielha
 

Sem a sua dica, meu comentário não existiria, Serginho. ;)

Mi [de Camila] Cortielha · Belo Horizonte, MG 21/5/2007 18:40
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Sergio Rosa
 

Corrales, acho que Feira Hippie é tão conhecida em BH que nenhum prefeito teria coragem de acabar com ela. É muito público, muita gente circulando, muita coisa sendo vendida... enfim, muitos fatores giram ao redor da Feira Hippie.

Sergio Rosa · Belo Horizonte, MG 21/5/2007 18:44
2 pessoas acharam útil · sua opinião: subir
CCorrales
 

Sergio, espero que nada aconteça mesmo. Eu acho muito bacana ter esses espaços . Em São Paulo, os aspectos políticos prevaleceram. "Rola" muita estória de propina para fiscais da Prefeitura e as gestões que se sucedem terminam querendo desfazer o que a anterior fez, essas coisas.
Abraços

CCorrales · São Paulo, SP 21/5/2007 18:56
sua opinião: subir
CCorrales
 

Indiquei seu texto para um amigo de BH. Bye.

CCorrales · São Paulo, SP 21/5/2007 18:58
sua opinião: subir
sumido
 

O Brasil não é feito só de Rio Janeiro e São Paulo, e muito mais que isso a arte e as verdadeiras manifestações culturais brasileiras não estão na tv elitista, antidemocrática e maldosa que só dá espaço para o que pode ser vendido e que possa manipular o público. Vamos pra rua minha gente! Grande dica!!! Gostei muito!

sumido · Campinas, SP 22/5/2007 23:06
2 pessoas acharam útil · sua opinião: subir
ester
 

boa noite gostaria de saber como faço pra chegar na feira moro em vila velha ES.

ester · Vila Velha, ES 5/9/2007 21:24
2 pessoas acharam útil · sua opinião: subir
Sérgio Franck
 

Bom demais, a feira.

abço.

Sérgio Franck · Belo Horizonte, MG 13/12/2007 16:47
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Sergio Rosa
 

Oi, Ester. O googlemaps responde a sua pergunta assim (

Sergio Rosa · Belo Horizonte, MG 13/12/2007 17:18
sua opinião: subir
LIDY
 

Bom dia, gostaria de saber qual os hotéis mais próximos a Feira Rip?
Obrigada

LIDY · São Gotardo, MG 2/3/2009 10:45
sua opinião: subir
ayruman
 

Muito bom. No cotidiano de minha rua, fervilha a dimensão do Mundo!!! Abraço raterno. jbconrado.

ayruman · Cuiabá, MT 21/5/2009 18:59
sua opinião: subir
anrebaqlao
 

ai ai ai sim sim muito bom espaço da feira rip grande ja trabalhei muito lá mais hoje queru um espaço e ñ conssigo e muito dificil ;;;;

anrebaqlao · Belo Horizonte, MG 30/9/2009 11:23
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Mi Perdigão
 

Olá pessoal! Alguém tem a informação sobre como adquirir um espaço na Feira Hippie de BH??

Mi Perdigão · Vila Velha, ES 16/2/2010 10:26
sua opinião: subir
Edgar Kaiser
 

oi pessoal, passei pela feira hippie em BH, e achei simplesmente magnífica a diversidade cultural que achei nesse lugar. Muito bom mesmo. Gostaria de uma ajuda de vocês, quando passava pela feira, uma figura me chamou a atenção, não lembro seu nome mas gostaria de encontrar. O artista estava na calçada com seu violão no melhor estilo acústico e com seu fiel companheiro dançarino tocando e cantando músicas de Rock estilo Chuck Berry, lembro que escutei umas das músicas que falava sobre o "Rock que não acabou, e Chuck Berry Deixou..." ou algo assim. Na ocasião, não comprei o CD, mas depois fiquei curioso para escutar o restante das músicas, alguém faz idéia de onde posso encontrar aquela figura?

Edgar Kaiser · Ji-Paraná, RO 25/1/2011 04:28
sua opinião: subir

Para comentar é preciso estar logado no site. Faça primeiro seu login ou registre-se no Overmundo, e adicione seus comentários em seguida.

filtro por estado

busca por tag

observatório

feed
Nova jornada para o Overmundo

O poema de Murilo Mendes que inspirou o batismo do Overmundo ecoa o "grito eletrônico" de um “cavaleiro do mundo”, que “anda, voa, está em... +leia

revista overmundo

Você conhece a Revista Overmundo? Baixe já no seu iPad ou em formato PDF -- é grátis!

+conheça agora

overmixter

feed

No Overmixter você encontra samples, vocais e remixes em licenças livres. Confira os mais votados, ou envie seu próprio remix!

+conheça o overmixter

 

Creative Commons

alguns direitos reservados