Brasil.gov.br Petrobras Ministério da Cultura
 
 

Milho Verde

1
Mariano Vale · Diamantina, MG
3/8/2006 · 64 · 1
 

Milho verde é mencionada como vila pertencente ao arraial de Santo Antônio do Bom Retiro do Serro Frio, atual cidade do Serro, desde 1711 mas, somente em 9 de julho de 1868, foi oficialmente elevada a distrito desta cidade. Seu nome teria surgido pelo fato das lavras ali pertencerem a Manoel Rodrigues Milho Verde, natural de Moinho, Portugal.

A vila está localizada nas vertentes da Serra do Espinhaço, na rota entre Serro e Diamantina e foi ocupada inicialmente por garimpeiros atrás de ouro e, posteriormente, de diamantes. Logo, a riqueza das minas da região atraiu a atenção das autoridades.
Em uma carta de 2 de fevereiro de 1732, o ouvidor geral do Serro Frio, Antônio Ferreira do Valle e Mello pede ao governador de Minas, dom Lourenço de Almeida, que reconsidere a decisão de proibir a extração de diamantes pelos moradores da região de Milho Verde. O governador, atendendo aos interesses da Coroa portuguesa, ignorou o apelo.

A população de Milho Verde foi obrigada a obedecer as leis impostas pelos governantes ao Distrito Diamantino. A Coroa portuguesa se apodera e passa a organizar a exploração do diamante sem, contudo, coibir o intenso contrabando. A rua do quartel, próxima ao bar do Geraldo, assim se chama por que ali foi instalado um quartel e posto fiscal para abrigar o destacamento que vigiava as entradas e saídas de pessoas e mercadorias da região.
As restrições impostas sobre o Distrito contribuiram para a estagnação do povoado. O lugar ficou esquecido no tempo. No início do século XIX, as visitas do mineralogista José Vieira Couto, do inglês John Mawe e do francês Saint-Hilaire renderam relatos sobre a situação de abandono de Milho Verde. José Vieira descreve a vila como um "lugarejo pequeno, mal arranjado e com muitas casas palhoças".

As minas ainda voltaram a ser exploradas. No século XX, com o auxílio de dragas e bombas, garimpeiros causaram vários danos ecológicos desviando cursos de rios e revirando cascalhos. Atualmente, a mineração no lugar está proibida.

As famílias que ali permaneceram, passaram a se dedicar à pecuária e agricultura de subsistência e, mais tarde, também à colheita de flores sempre-vivas. O local servia também de parada para os tropeiros.

Durante a década de 80, a paz e tranquilidade do lugar aliadas à sua rica natureza, atraiu hippies e moradores de cidades grandes e dos arredores, interessados numa vida mais simples. Depois, a vila começou a atrair também turistas desses mesmos lugares e criou uma infra estrutura para recebê- los.

onde fica
Fica situada na vertente da serra do Espinhaço, junto a nascente do rio Jequitinhonha.
Fica localizada a 331 km de Belo Horizonte
27 km de Serro e 31 km de Diamantina.
Vias de acesso:
MG-010 e BR-259
por que ir
Não tem como explicar Por Que ir a Milho Verde, só indo pra saber.

quando ir
Qualquer época é boa de ir a Milho Verde, mas as melhores são feriados feriados prolongados... E tambem as festas do calendário; Festa de Nossa Senhora do Rosário, Encontro Cultura (julho), Folia de Reis, Semana Santa
quem vai
Pessoas que querem fugir do stress urbano.
quanto custa
As taxas de hospedagem são variadas de acordo com cada gosto e pousada
website
www.milhoverde.com.br

comentários feed

+ comentar
Viktor Chagas
 

E vale lembrar do Encontro Cultural de Milho Verde...

Viktor Chagas · Rio de Janeiro, RJ 1/8/2006 10:36
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir

Para comentar é preciso estar logado no site. Faça primeiro seu login ou registre-se no Overmundo, e adicione seus comentários em seguida.

filtro por estado

busca por tag

observatório

feed
Nova jornada para o Overmundo

O poema de Murilo Mendes que inspirou o batismo do Overmundo ecoa o "grito eletrônico" de um “cavaleiro do mundo”, que “anda, voa, está em... +leia

revista overmundo

Você conhece a Revista Overmundo? Baixe já no seu iPad ou em formato PDF -- é grátis!

+conheça agora

overmixter

feed

No Overmixter você encontra samples, vocais e remixes em licenças livres. Confira os mais votados, ou envie seu próprio remix!

+conheça o overmixter

 

Creative Commons

alguns direitos reservados