Brasil.gov.br Petrobras Ministério da Cultura
 
 

MORRO DO BAÚ - Ali habitam tesouros.

Alexandre Borges
O Morro do Baú é sempre visto de todos os lados do Médio-Vale do Itajaí.
1
Labes, Marcelo · Blumenau, SC
30/7/2007 · 122 · 3
 

Inconfundível. Essa é a expressão que melhor descreve o Morro do Baú. Tanto pelo formato como pela exuberância, o Baú, como é simplesmente chamado, faz parte não somente da paisagem, onde marca forte presença, mas também do imaginário de quem costuma apreciá-lo. Também não há como não vê-lo. Das duas vias que ligam o Litoral ao Vale do Itajaí é possível contemplá-lo.

Tendo recebido esse nome em função do formato, o Morro do Baú apresenta uma série de características que fazem com que seja muito visitado em todas as épocas do ano. Uma delas, como não poderia deixar de ser, é a Mata Atlântica praticamente inexplorada e as surpresas que abriga: fauna abundante e vegetação riquíssima.

Felizmente, o acesso ao alto do morro (que acaba sendo mais íngreme do que os demais morros visitáveis do Vale) dificultou a sua exploração por parte de caçadores e madeireiros. Mesmo assim, tendo passado o tempo e havendo, hoje, uma forte conscientização ambiental, pode-se ver que mesmo a pequena parcela que foi usurpada por exploradores, hoje continua seguindo o caminho da vida.

Dizer que o Morro do Baú está presente no imaginário das pessoas somente por ser caracteristicamente belo de longe, da rodovia, é um engano. Quem o conhece, apaixona-se. Seja por suas paredes de pedra (onde se pratica alpinismo), suas trilhas no meio da mata (locais excelentes para trekking e ciclismo off-road) ou suas famosas cachoeiras e fontes (excelentes para rapel). Há ainda no morro escrituras rupestres que possivelmente representam as fases da lua. Como ainda não se revelou o mistério das escrituras, é só mais um motivo para admirar o Baú como o gigante adormecido que aparenta ser.

O Morro do Baú tem 819 metros de altura. Para se chegar ao pico, são 4.140 metros de subida. Recomenda-se usar roupas leves durante a caminhada, bem como calçados que não deslizem facilmente. Mas o importante é levar um agasalho na mochila: pela altura e pela falta de morros vizinhos, o vento lá em cima pode ser desconfortável, porque frio. E para vencer sem problemas a caminhada da subida, recomenda-se levar frutas ou comidas leves e um bom cantil, pois a água pode ser reabastecida durante a subida numa das fontes de água cristalina.

Visitar o Morro do Baú é tomar conhecimento da preocupação de determinados órgãos da sociedade em educar e transmitir a necessidade da preservação de áreas verdes e selvagens. Além do mais, conforme aumentam as preocupações do mundo moderno (cada vez menos florestas, cada vez menos ar puro e cada vez menos água), maior é a surpresa de quem encontra, no meio de uma área devastada pela agricultura e pela pecuária, um lugar tão belo e cheio de vida como este.

onde fica
Ilhota é uma 'cidade de passagem', por assim dizer, pois passam por ali a Rodovia Jorge Lacerda e a BR-470. O acesso se dá pelas duas vidas.
por que ir
Para perceber os esforços de quem ainda quer salvar o planeta e, claro, para curtir um final de semana agradável junto à natureza.
quando ir
O Morro do Baú está aberto para visitação aos sábados, domingos e feriados.
quem vai
Pesquisadores, grupos de estudantes, turistas e aventureiros em geral.
quanto custa
O valor varia de acordo com a estação do ano e o número de visitantes, mas geralmente não ultrapassa R$10,00.
website
http://www.hlera.com.br/ilhota/?s=35
contato
Parque Botânico do Morro do Baú:
Sede Administrativa: Alto Baú - Ilhota
Fone: (47) 3348-8725

comentários feed

+ comentar
Claudiocareca
 

Engraçado... Não me lembro dele em especial, já estive por aí algumas vezes, mas com tanta exuberância para um turista passageiro é dificil fixar algo específico da paisagem, eu acho...
de qualquer maneira muito bonita a foto e obrigado pela dica na próxima vou conhecê-lo de perto.
abraço.

Claudiocareca · Cuiabá, MT 1/8/2007 12:05
sua opinião: subir
Labes, Marcelo
 

Cláudio, para ver o Baú é preciso passar pelo lugares certos. Se foste ao litoral pelas BR e SC 470, deves ter visto, sim, só não lembras. Gostaste das paisagens? Muito verde, sim. Eis que a criação do Parque Nacional da Serra do Itajaí já está em vias de criação... implementação... Logo, tudo isso será considerado um enorme paraíso verde e proibido de ser maldosamente tocado.

Venha sim!

Grande abraço.

Labes, Marcelo · Blumenau, SC 1/8/2007 13:38
sua opinião: subir
overcharles
 

Tem área de camping, mas não recomendo. Infelizmente o local é frequentemente utilizado festas regadas a som automotivo. Pra quem vai la pela beleza do lugar, ao invés de ouvir o som da cachoeira, pode contentar-se com zoeiras e música alta e de mau gosto. Isso já faz anos e até agora nenhuma providencia foi tomada a respeito.

overcharles · Blumenau, SC 30/6/2008 12:21
sua opinião: subir

Para comentar é preciso estar logado no site. Faça primeiro seu login ou registre-se no Overmundo, e adicione seus comentários em seguida.

filtro por estado

busca por tag

observatório

feed
Nova jornada para o Overmundo

O poema de Murilo Mendes que inspirou o batismo do Overmundo ecoa o "grito eletrônico" de um “cavaleiro do mundo”, que “anda, voa, está em... +leia

revista overmundo

Você conhece a Revista Overmundo? Baixe já no seu iPad ou em formato PDF -- é grátis!

+conheça agora

overmixter

feed

No Overmixter você encontra samples, vocais e remixes em licenças livres. Confira os mais votados, ou envie seu próprio remix!

+conheça o overmixter

 

Creative Commons

alguns direitos reservados